Área de Proteção Ambiental da Baixada Maranhense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pescadores no rio Pericumã

A Área de Proteção Ambiental da Baixada Maranhense é uma unidade de conservação localizada no Maranhão, na região da Baixada Maranhense. Compreende uma área de 1.775.035 hectares. [1]

Entardecer no rio Pericumã

Foi criada pelo Decreto nºº 11.900 de 11 de junho de 1991, incorporando uma complexa interface de ecossistemas ou incluindo manguezais, babaçuais, campos abertos e inundáveis, uma série de bacias lacustres em sistema de “rosário”, um conjunto estuarino e lagunar e matas ciliares – todos abrigando rica e complexa fauna e flora aquática e terrestre, com destaque para ictiofauna, avifauna migratória e permanente e às variedades de espécies da flora local e regional considerados alguns daqueles ecossistemas como Reservas Biológicas.[1]

Possui características fisiográficas marcantes como terras baixas, planas inundáveis, caracterizada, por campo, mata de galeria, manguezais de bacia lacustre. Em sua vegetação destacam-se: castanheiras, gameleiras, embaúbas, cedros e babaçuais. Nas ilhas flutuantes, encontram-se: buritis, aningas e embaúba. [1]

Na fauna encontram-se diversos animais, exemplo: as aves como a garça branca, a garça azul e as jaçanãs que são bem abundantes. Os mamíferos mais comuns são: a raposa, guariba, macaco-prego, caititu, veado, guaxinim, paca e tamanduá.[1]

Abrange a ilha do Caranguejo, localizada no estuário do Mearim, ao sul da Baía de São Marcos, coberta de manguezais.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais - SEMA». www.sema.ma.gov.br. Consultado em 26 de maio de 2018