Área de relevante interesse ecológico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Uma Área de Relevante Interesse Ecológico, também referida pelo acrônimo ARIE, é uma área protegida brasileira prevista na legislação que trata do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC). Segundo a lei 9.985 de 18 de julho de 2000, este tipo de área protegida tem como objetivo proteger regiões pequenas, em geral de até cinco mil hectares de extensão,[1] que possuem características naturais extraordinárias ou que abriga exemplares raros da biota regional.

No quadro do Sistema de Categorias de Gestão de Áreas Protegidas da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN), as ARIE são integrantes da categoria III.

Características[editar | editar código-fonte]

As ARIE têm pouca ou nenhuma ocupação humana, constituída por terras públicas ou privadas. Sua finalidade é a manutenção dos ecossistemas naturais de importância regional ou local. Seu uso deve regular, a cada caso, atividades que possam pôr em risco a conservação dos ecossistemas, a proteção especial das espécies endêmicas ou raras, ou a harmonia da paisagem. Quando estiver localizada em perímetros de APA, integrará a zona de vida silvestre (ZVS).

As ARIE são um instrumento para a conservação dos ecossistemas e o uso sustentado dos recursos naturais. Do ponto de vista fundiário, o fato de não requererem o domínio público facilita sua criação. A categoria é interessante no âmbito da política de desenvolvimento sustentado, desde que estabelecidos os critérios técnico-científicos para a exploração de seus produtos naturais, através de Plano de Manejo. A criação de novas ARIE poderia contribuir tanto para a perpetuação de fragmentos de ecossistemas naturais, como para um melhor conhecimento de sua dinâmica natural e exploração sustentada de seus recursos florestais.

As ARIEs federais são administradas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Exemplos notáveis[editar | editar código-fonte]

Acre[editar | editar código-fonte]

Amazonas[editar | editar código-fonte]

Bahia[editar | editar código-fonte]

Distrito Federal[editar | editar código-fonte]

Paraiba[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Rio Grande do Sul[editar | editar código-fonte]

Santa Catarina[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Área de Relevante Interesse Ecológico». Instituto Socioambiental. Consultado em 26 de junho de 2017