Ásio de Samos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Ásio, filho de Anfiptolemo[1] foi um poeta de Samos, cujas obras tratavam da genealogia dos heróis.[2] Cuja obra sobrevive na forma de fragmentos citados por outros autores antigos.[3] Tudo o que se sabe sobre o homem é que ele era de Samos e que o nome de seu pai era Anfiptolemo.[4] Sua era é inferida do estilo e conteúdo dos restos mortais, que se adequam ao movimento de arcaização do século VI a.C..[5] Não deixou títulos ou sinopses, portanto, o número, o escopo e o foco de suas obras são desconhecidos, mas, a julgar pelo testemunho antigo e pelo conteúdo dos próprios fragmentos, ele parece ter se especializado em épico genealógico comparável ao fragmentário de Hesiódico o Catálogo de Mulheres.[6] As genealogias preservadas de Ásio mostram uma preocupação de Hesíodo com a Boecia, além de detalhes sobre sua própria Samos nativa. Além dos 13 fragmentos que sobreviveram de sua poesia hexamétrica, há um fragmento curto e enigmático em elegíacos.

Referências

  1. Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 7.4.1
  2. George Crabb, Universal historical dictionary: or explanation of the names of persons and places, in the departments of biblical, political, and ecclesiastical history, mythology, heraldry, biography, bibliography, geography, and numismatics, edição de 1833
  3. The fragments of Asius have not been augmented by the papyrus finds of the past century-and-a-half, and so the numbering systems of the editions from Kinkel 1877 through West 2003 are identical: the fragment citations given in this article correspond to all the modern editions.
  4. Pausanias 7.4.1
  5. West, M.L. (1999), "The Invention of Homer", CQ, 49: 364–82
  6. Selzer, C. (2006), "Asius", in H. Cancik. & H. Schneider (ed.), Brill's New Pauly, vol. 1, Leiden, ISBN 978-90-04-12259-8