Çorum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde maio de 2013). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Turquia Çorum  
—  Distrito (ilçe)  —
Museu Arqueológico de Çorum
Museu Arqueológico de Çorum
Mapa dos distritos da província de Çorum
Mapa dos distritos da província de Çorum
Çorum está localizado em: Turquia
Çorum
Localização de Çorum na Turquia
Coordenadas 40° 33' N 34° 57' E
Região Anatólia Central
Província Çorum
Administração
 - Governador (kaymakam) Sabrı Başköy [1]
 - Prefeito (belediye başkanı) Muzaffer Külcü (2009, AKP)[2]
Área [3]
 - Distrito (ilçe) 2 276,8 km²
Altitude 780-940 m
População (2012) [4]
 - Distrito (ilçe) 265 242
    • Densidade 116,5 hab./km²
 - Urbana 231 146
Código postal 19000
Prefixo telefónico 364
Sítio Governo distrital: www.corum.gov.tr
Prefeitura: www.corum.bel.tr

Çorum é uma cidade e distrito (em turco: ilçe) do centro-norte da Turquia. É capital da província homónima e parte da região da Anatólia Central. O distrito tem 2 276,8 km² de área e em 2012 a sua população era de 265 242 habitantes (densidade: 116,5 hab./km²), dos quais 231 146 moravam na cidade.[4]

Descrição[editar | editar código-fonte]

A região de Çorum, no interior norte da Anatólia, é conhecida pelos seus sítios arqueológicos frígios e hititas, pelas fontes termais e pelos aperitivos locais de grão-de-bico tostado chamados leblebi, muito populares em toda a Turquia.

Çorum situa-se no bordo setentrional do planalto da Anatólia. Os arredores são montanhosos, e a Falha Setentronal da Anatólia passa 20 km a sul da cidade. As montanhas próximas são populares para passeios e piqueniques, nomeadamente a área da barragem de Çomar. Outros atrativos de Çorum são os sítios arqueológicos, o museu arqueológico local, onde estão expostos muitos dos importantes achados recolhidos em escavações levadas a cabo na região, as casas antigas de estilo otomano e a torre do relógio do século XIX. Na gastronomia local destacam-se vários tipos de pratos de massas, nomeadamente o famoso Çorum mantısı, uma espécie de ravioli cozinhado lentamente num forno de tijolo ou cozido num molho de carne de vaca.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima é do tipo continental, com verões quentes e secos e invernos frios e com neve. Entre dezembro e março, as médias das temperaturas mínimas é negativa (-4,3 °C em janeiro) e mesmo em abril, outubro e novembro é inferior a 5 °C. As médias das temperaturas máximas entre dezembro e fevereiro pouco passa dos 5 °C. No verão a média das temperaturas máximas é próxima dos 26 °C em junho e setembro e superior a 29 °C em jullho e agosto. No entanto, até no verão as noites são frias (entre 9 e 12 °C entre junho e setembro). A precipitação anual é 441,6 mm.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Na região onde se encontra a cidade há vestígios de ocupação humana que remontam ao Paleolítico, sendo conhecidos diversos pequenos assentamentos e ferramentas dessa época, alguns dos quais foram escavados nos últimos cem anos. A cidade parece ter sido um entreposto comercial assírio, que fazia a ligação entre a Anatólia e a Mesopotâmia entre 1 950 e 1 850 a.C.

A cidade ganhou importância com a emergência o império hitita, entre 1 650 e 1 200 a.C., quando as artes e economia local se desenvolveram significativamente. Hattusa, a capital imperial hitita, situava-se relativamente perto, a cerca de 80 km a sudoeste. Alaca Höyük, o local de outra cidade hitita importante cujo nome se desconhece, situa-se sensivelmente a meio caminho entre Çorum e Hattusa. Desfrutando de uma posição geográfica privilegiada e naturalmente protegida, a região teve uma economia bem estabelecida e suportada no chamado sistema regional de Karum.[necessário esclarecer] Após o colapso do império hitita, o império frígio continuou a assegurar a estabilidade da região.

Depois da queda dos Frígios, a cidade conheceu vários governantes, entre os quais se destacaram os Medos, Persas, Macedónios, Gálatas, Romanos, Bizantinos, Seljúcidas e por fim os Otomanos, que tomaram a região no século XIV.

No início do século XX, durante a Guerra da Independência Turca, Çorum foi uma das cidades com mais baixas entre os Turcos; os militares da cidade e das aldeias em volta receberam 1 510 Medalhas da Independência. A cidade juntou-se oficialmente à República da Turquia logo após a proclamação da república em 1923.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Çorum», especificamente desta versão.
  1. «Çorum İlı». yerelnet.org.tr (em turco). YerelNET. Consultado em 7 de maio de 2013 
  2. «Çorum Beledıyesı». www.yerelnet.org.tr (em turco). YerelNET. Consultado em 7 de maio de 2013 
  3. «Districts of Turkey». www.statoids.com (em inglês). Administrative Divisions of Countries ("Statoids"). 2 de fevereiro de 2008. Consultado em 26 de maio de 2010. Cópia arquivada em 26 de maio de 2010 
  4. a b «Base de dados do sistema de registo de população baseada em moradas (ABPRS)». www.tuik.gov.tr (em turco). Instituto de Estatística da Turquia (TURKSTAT). Consultado em 7 de maio de 2013 
  5. «Resmi İstatistikler (İl ve İlçelerimize Ait İstatistiki Veriler)». www.dmi.gov.tr (em turco). Meteoroloji Genel Müdürlüğü (Direção Geral de Meteorologia). Consultado em 7 de maio de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Çorum
  • «Çorum». kurumsal.kulturturizm.gov.tr (em turco). Portal institucional do Ministério da Cultura e Turismo. Consultado em 7 de maio de 2013