Édouard-Alfred Martel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Édouard-Alfred Martel
Nascimento 1 de Julho de 1859
Pontoise
Morte 3 de Junho de 1938
Montbrison
Nacionalidade  França

Édouard-Alfred Martel (Pontoise, 1 de Julho de 1859 - Montbrison, 3 de Junho de 1938) é considerado o fundador da espeleologia moderna.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Criança numa família de juristas, estuda no liceu Nicolas de Condorcet em Paris. Muito cedo, torna-se apaixonado pela geografia e pelas ciências naturais, obtendo em 1877 o primeiro prémio de Geografia no concurso geral. É um grande leitor das obras de Jules Verne.

Em 1866, de férias com os seus pais, visita as grutas de Gargas nos Pirenéus. Outras viagens sucedem: à Alemanha, Áustria e Itália. Em 1879, visita a gruta de Adelsberg na Áustria, um vasto aglomerado de cavernas.

Em 1886, após o serviço militar, torna-se advogado. Martel consagra as suas férias às viagens através da França. Durante esses deslocamentos, efetua trabalhos de cartografia.

Em 1906, é o primeiro a explorar as gargantas de Kakouetta[1] .

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.