Érick Jacquin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde março de 2018) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Érick Jacquin
Nascimento 9 de dezembro de 1964 (53 anos)
Dun-sur-Auron, Centro-Vale do Loire  França
Nacionalidade francês
brasileiro
Cônjuge Rosangela Menezes (2015-presente)[1]
Filho(s) Edouard Jacquin[1]
Ocupação Chef de cozinha
Principais trabalhos Jurado do MasterChef, do MasterChef Júnior e do MasterChef Profissionais
Apresentador do Pesadelo na Cozinha
Religião Católico
Página oficial
www.erickjacquin.com.br/

Érick Jacquin (Dun-sur-Auron, 9 de dezembro de 1964) é um cozinheiro franco-brasileiro que atua na América Latina.

Érick tornou-se célebre como um jurado do talent show MasterChef, transmitido no Brasil pela Band e pelo Discovery Home & Health.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Érick nasceu em 1964, em Dun Sur Auron, uma pequena e tradicional cidade do Departamento de Cher, situado no centro da França próximo ao Vale do Loire, região vinícola e também a região dos castelos onde residiam os reis.

Essa região tem algumas especialidades gastronômicas, mas não é exatamente a alta gastronomia o que predomina. Por essa razão é que Érick, depois de cursar a École Hôtelière Saint Amand Monrond, decidiu trocar sua cidade natal por Paris - capital dos grandes restaurantes e onde se encontram os maiores Chefs de Cozinha.[2]

Crescimento[editar | editar código-fonte]

Em Paris, começou trabalhando com Alain Morel, no Restaurante Chardenoux e, em seguida, com Gérard Faucher. Depois com Philippe Groult - o melhor "ouvrier" da França, Roland Magne - "Maître Cuisinier de France" e, também, no Restaurante "Le Toit de Passy", todos restaurantes estrelados, renomados e presentes nos melhores guias gastronômicos.

Finalmente trabalhou com Henri Charvet - "Maître Cuisinier de France" e proprietário do Restaurante "Le Comte de Gascogne", que lhe confiou a responsabilidade da cozinha de seu prestigioso restaurante especializado em "Foie Gras" com toques de aromas da Provence. Após seis anos de muito trabalho, recebe sua primeira estrela no guia Michelin em 1995 - Não existe nada melhor para um Chef do que ganhar a primeira estrela, a não ser quando ganha a segunda.[2]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Sair da França não fazia parte dos planos de Érick até que uma proposta irrecusável levou-o a São Paulo para comandar a cozinha do restaurante Le Coq Hardy, onde ficou por 4 anos e conquistou o respeito do público e da crítica especializada. Durante os últimos 5 anos, no comando da cozinha do Café Antiqüe, consagrou-se definitivamente como um dos grandes Chefs de Cozinha em atuação no País, recebendo diversas vezes o título de Chef do Ano, e consagrou o restaurante Café Antique, do qual se desligou em setembro passado, como um espaço de alta gastronomia na pura tradição francesa.

Atuando também como consultor, Érick é responsável pelos cardápios do Le Vin Bistrot, do Buffet Infantil Billy Willy e do recém inaugurado L´Ami Bistrô, no Itaim. Érick executa uma cozinha autenticamente francesa, sem nenhum outro sotaque, que prima pela leveza, sabor especial e visual elaborado. Nela predominam produtos frescos da mais alta qualidade, com toques da gastronomia tradicional e com aromas e sabores que lembram o sol do Sul da França.[2] Ele também participa dos programas:

MasterChef - 2014-presente

MasterChef Júnior - 2015

MasterChef Profissionais - 2016-presente

Pesadelo na Cozinha - 2017-presente

Homenagem[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de dezembro de 1998, dia em que Érick completou 34 anos, recebeu um presente muito especial: foi o primeiro Chef de Cozinha em atuação na América do Sul a ser reconhecido e nomeado "Maître Cuisinier de France" - a mais alta honraria da Gastronomia Francesa.[2]

Restaurantes[editar | editar código-fonte]

  • La Brasserie (2004-2013)[3]
  • Le Bife[4]
  • Tartar&Co[4]
  • La Brasserie de La Mer - Natal-RN

Referências

  1. a b «Rosângela Menezes, mulher de Erick Jacquin, está grávida de gêmeos: 'É um grande prêmio'». São Paulo: Folha de S. Paulo - UOL. 1 de agosto de 2018. Consultado em 3 de agosto de 2018. 
  2. a b c d «Biografia: Érick - Grandes Chefs do Brasil». Correio Gourm@nd. Consultado em 18 de abril de 2016. 
  3. «La Brasserie Erick Jacquin fecha as portas». Folha de São Paulo 
  4. a b «Conheça os restaurantes dos chefs do MasterChef Brasil.». São Paulo: Guia Folha. 27 de agosto de 2015. Consultado em 18 de abril de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]