Érico XIV da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Érico XIV
Rei da Suécia
Reinado 29 de setembro de 1560
a 29 de setembro de 1568
Coroação 29 de junho de 1561
Predecessor Gustavo I
Sucessor João III
Esposa Catarina Månsdotter
Descendência
Sigrid da Suécia
Gustavo da Suécia
Casa Vasa
Pai Gustavo I da Suécia
Mãe Catarina de Saxe-Lauemburgo
Nascimento 13 de dezembro de 1533
Palácio Real de Estocolmo, Estocolmo, Suécia
Morte 26 de fevereiro de 1577 (43 anos)
Castelo de Örbyhus, Örbyhus, Suécia
Enterro Catedral de Västerås, Västerås, Suécia
Religião Luteranismo
Brasão

Érico XIV (Estocolmo, 13 de dezembro de 1533 – Örbyhus, 26 de fevereiro de 1577) foi o Rei da Suécia de 1560 até ser deposto em 1568 por seu meio-irmão João III. Era filho do rei Gustavo I e sua primeira esposa Catarina de Saxe-Lauemburgo.[1] [2]

Foi o primeiro rei da Suécia, que recebeu uma educação e formação para ser um monarca forte, culto e cheio de auto-confiança.[3] Apesar de ter sido considerado inteligente, habilidoso artisticamente e ambicioso politicamente, no início de seu reinado mostrou sinais de feitio colérico e instabilidade mental, uma condição que acabou por virar insanidade. Alguns acadêmicos sugerem que a doença começou pouco depois de ascender ao trono, enquanto outros acreditam que foi apenas depois de ter cometido o Assassinato dos Sture (Sturemorden).[4] [5] [6]

Devido ao seu desejo intenso de centralizar o poder real, entrou em conflito com a alta nobreza do país, assim como com os seus meio-irmãos João e Carlos. Nessa situação tensa, envolveu-se em conflitos militares no estrangeiro. Em 1561, atacou e conquistou a Estónia. Em 1563, levou a Suécia à Guerra Nórdica dos Sete Anos, contra a Dinamarca e a Polónia. Em 1567, casou com a sua amante, a plebeia Catarina Månsdotter. Ainda no mesmo ano, assassinou por mão própria, à punhalada, o nobre Nils Sture, no chamado Assassinato dos Sture.[3]

Acabou por ser deposto em 1568. Esteve encarcerado em vários castelos da Suécia e da Finlândia, tendo finalmente morrido no Palácio de Örbyhus, provavelmente assassinado. Um exame de seus restos mortais em 1958 confirmaram que ele morreu por envenenamento por arsênio.[7] [8] [3]

Referências

  1. Thomas Magnusson e Peter A. Sjögren (2004). «Erik XIV». Vad varje svensk bör veta (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB). p. 62. ISBN 91-0-010680-1. 
  2. Thomas Magnusson e Peter A. Sjögren (2004). «Johan III». Vad varje svensk bör veta (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB). p. 69. ISBN 91-0-010680-1. 
  3. a b c Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Erik XIV». Bonniers uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag). p. 231. ISBN 91-0-011462-6. 
  4. Dick Harrison. «Svårt att avgöra om Erik XIV var sjuk» (em sueco). Populär historia, 2010. Consultado em 7 de janeiro de 2016. 
  5. Dick Harrison. «Erik XIV – bildad och grym» (em sueco). Populär historia, 2010. Consultado em 7 de janeiro de 2016. 
  6. Ingvar Andersson. «Erik XIV» (em sueco). Svenskt biografiskt lexikon (Arquivo Nacional da SuéciaRiksarkivet). Consultado em 7 de janeiro de 2016. 
  7. http://www.vasatiden.se/erik-xiv/
  8. http://www.popularhistoria.se/artiklar/vasteras-1958-erik-xivs-lik-beskadas-i-oppen-gravkista/
Precedido por
Gustavo I
Rei da Suécia
1560 - 1568
Sucedido por
João III


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.