Étienne Bonnot de Condillac

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Étienne Bonnot de Condillac
Nome nativo Étienne Bonnot de Condillac
Nascimento 30 de setembro de 1714
Grenoble
Morte 3 de agosto de 1780 (65 anos)
Beaugency
Cidadania França
Ocupação filósofo, economista, escritor, psicólogo
Religião Igreja Católica

Étienne Bonnot de Condillac (Grenoble, 30 de setembro de 1714Beaugency, 3 de agosto de 1780) foi um filósofo francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Recebeu as ordens e tornou-se abade de Mureaux, mas sem exercer as funções eclesiásticas, preferindo a vida literária. Em 1757 foi preceptor do Infante Fernando de Parma (neto de Luís XV) e compôs para ele Curso de estudos, em treze volumes.

Elegeu-se, em 1768, para a Academia Francesa e também foi membro da Academia de Berlim. Foi encarregado em 1777 pelo governo polonês de redigir uma Lógica clássica para a escolas daquele país. Amigo de Diderot, Rousseau e Duclos, Condillac foi inicialmente discípulo de Bacon e de Locke, elaborando depois sua própria doutrina, o sensualismo. No seu Traité des Sensations, de 1754, defende o princípio de que todas as ideias provêm dos sentidos. Ele é amplamente citado por Lavoisier no seu "Discurso preliminar" ao famoso "Tratado elementar de química" (obra fundamental da química moderna).