Óbidos (Pará)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Óbidos
Bandeira de Óbidos
Brasão de Óbidos
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 1697
Gentílico obidense
Prefeito(a) Francisco José Alfaia de Barros (PR)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Óbidos
Localização de Óbidos no Pará
Óbidos está localizado em: Brasil
Óbidos
Localização de Óbidos no Brasil
01° 55' 04" S 55° 31' 04" O01° 55' 04" S 55° 31' 04" O
Unidade federativa Pará
Mesorregião Baixo Amazonas IBGE/2008 [1]
Microrregião Óbidos IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Ao norte, República do Suriname (Guiana Holandesa) e Município de Almeirim; ao sul, Municípios de Santarém e Juruti; ao leste, Município de Alenquer; e a oeste, Município de Oriximiná.
Distância até a capital 1 100 km
Características geográficas
Área 28 021,287 km² [2]
População 50 596 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 1,81 hab./km²
Clima Equatorial quente e úmido.
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,594 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 476 351,11 mil IBGE/2014[5]
PIB per capita R$ 9 467,00 IBGE/2014[5]

Óbidos é um município brasileiro do estado do Pará, no norte brasileiro, a uma latitude 01º55'03" sul e longitude 55º31'05" oeste.[6][7]

A cidade foi erguida na margem esquerda do Rio Amazonas, distante 1.100 quilômetros de Belém por via fluvial, em um trecho onde as margens daquele rio tornam-se mais estreitas e o seu canal mais profundo, formando, como se diz na região, a "garganta do rio Amazonas", ou a "fivela do rio", como preferem outros. Nesse ponto a largura do rio é de cerca de 1.890 metros em seu leito normal. Tem origem num forte erguido em 1697, tendo o município sido criado em 1755, em homenagem à vila portuguesa de mesmo nome.

A base da economia local é a fibra de juta, a castanha do Pará e a pesca, sendo que a cidade está equipada com um porto fluvial que permite a atracação de navios de grande porte, para o escoamento da produção da região. No campo das artes, Óbidos é a cidade onde nasceram Inglês de Sousa, jurista, contista e romancista, além de cofundador da Academia Brasileira de Letras; José Veríssimo, historiador e romancista, e Idelfonso Guimarães, romancista.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizado a uma latitude 01º55'03" sul e longitude 55º31'05" oeste, estando a uma altitude de 46 metros acima do nível do mar. O município possui 50 317 habitantes distribuídos em 26 825 km² de extensão territorial.[8][9]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), desde 1974 a menor temperatura registrada em Óbidos foi de 19 °C em 1976, nos dias 11 de janeiro e 8 de fevereiro,[10] e a maior atingiu 39 °C em 5 de outubro de 1975.[11] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 187,1 milímetros (mm) em 11 de dezembro de 1990.[12] Janeiro de 2000, com 508,1 mm, foi o mês de maior precipitação.[13]

Dados climatológicos para Óbidos
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 35,6 35,4 35,2 34 34 33,3 34,1 36,5 38 39 37 36,7 39
Temperatura máxima média (°C) 31 30,5 30,4 30,5 30,5 31 31,3 32,3 33 33,3 32,8 32,2 31,6
Temperatura média compensada (°C) 26,5 26,5 26,1 26,2 26,4 26,6 26,7 27,3 27,7 28,2 27,9 27,4 26,9
Temperatura mínima média (°C) 23 22,8 22,9 23 23,1 22,9 22,7 23 23,3 23,7 23,7 23,5 23,1
Temperatura mínima recorde (°C) 19 19 20 20,1 20 20,1 20 20 20 20 20 20 19
Precipitação (mm) 261,7 270,6 322,2 278,7 222,6 103,7 75,7 34,1 41,8 54,5 95,1 151,2 1 911,9
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 16 17 20 18 15 9 7 4 5 5 7 11 134
Umidade relativa compensada (%) 85,5 87,9 88,5 88,6 87,6 85,1 82,8 80 78,4 76,9 78,8 80,9 83,4
Horas de sol 157,7 122 126,9 135,6 166,2 204,4 236,1 250,5 242,4 225,5 189,3 170,4 2 227
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[14]
recordes de temperatura: 01/01/1974-presente)[10][11]

Turismo[editar | editar código-fonte]

As principais atrações locais são as construções do século XVII, destacando-se o Forte dos Pauxís (1697), restaurado, e a Fortaleza Gurjão, que se encontra em ruínas; também subsistem centenas de construções antigas residenciais e comerciais de arquitetura colonial portuguesa no centro da cidade. Óbidos é conhecida como "a mais portuguesa das cidades do Estado do Pará". Outras atrações são os igarapés de águas cristalinas como Curuçambá e a pesca esportiva no Mamaurú.

O município festeja, no mês de Julho, a sua padroeira Senhora Sant'Ana, ocasião em que são feitas inúmeras apresentações folclóricas como a do boi-bumbá e a da "garcinha" (criação do poeta Saladino de Brito), tendo como ápice das festas o Círio, com a procissão fluvial.

Atualmente Óbidos tem como seu principal evento turístico o carnaval. A festa dura mais de uma semana, e é conhecida como "Carnapauxis"; a cada ano o evento tem crescido, com blocos organizados que saem às ruas com mais de dez mil foliões.

Emissoras de TV[editar | editar código-fonte]

O município conta com os trabalhos televisivos das emissoras: Sentinela TV (ex-afiliada à Rede Tupi) afiliada à Rede Bandeirantes e TV Atalaia afiliada à RedeTV!

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Estimativa populacional 2016» (PDF). Estimativa populacional 2016. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2016. Consultado em 30 de dezembro de 2016. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 21 de setembro de 2013. 
  5. a b «PIB Municipal 2010-2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 30 de dezembro de 2016. 
  6. «Estado Pará, Município de Óbidos». IBGE. 2016. Consultado em 13 de junho de 2016. 
  7. «Óbidos, Pará - PA.». IBGE. 2015. Consultado em 13 de junho de 2016. 
  8. «Estado Pará, Município de Oriximiná». IBGE. 2015. Consultado em 13 de junho de 2016. 
  9. «Obidos, Pará - PA.». IBGE. 2015. Consultado em 13 de junho de 2016. 
  10. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Óbidos». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 23 de junho de 2018. 
  11. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Óbidos». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 23 de junho de 2018. 
  12. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Óbidos». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 23 de junho de 2018. 
  13. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Óbidos». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 23 de junho de 2018. 
  14. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 23 de junho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.