Ónix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde janeiro de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Ônix

Ónix (português europeu) ou Ônix (português brasileiro) é uma tipo de calcedônia, uma variedade de quartzo. Tem cores distribuídas em faixas retas e paralelas e a preta é a mais apreciada. Mas, pode ter qualquer cor, exceto vermelha alaranjada e marrom. É muito usado para confecção de camafeus. A cor preta da maioria do ônix encontrado hoje no comércio é obtida por tingimento.

O ônix é uma gema relativamente barata, e é um dos símbolos da Medicina Veterinária.

Não se deve confundi-lo com o mármore-ônix, ao qual se assemelha. Este é uma variedade de travertino com cores distribuídas em faixas.

Detalhes
Composição química SiO2 - Dióxido de silício
Dureza (Escala de Mohs) 7
Gravidade específica 2.65 - 2.66
Índice de refração (R.I.) 1.543 - 1.552 a 1.545 - 1.554

O Ônix era uma das mais importantes pedras de adorno e de uso terapêutico na Antiguidade. Vários povos o tinham a pedra como amuleto forte e poderoso. Os romanos consideravam-no pedra de proteção. Os gregos acreditavam em poderes que a pedra tinha sobre o parceiro amoroso. O ônix está entre os amuletos mais utilizados pelos indianos contra magia negra e bruxaria.

O nome deriva do grego onyx (unha), porque se pensava serem as unhas de Vênus, cortadas por Cupido, que caíam sobre a Terra.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Branco, Pércio de Moraes, 2008, Dicionário de Mineralogia e Gemologia, São Paulo, Oficina de Textos, 608 p. il.

Ver também[editar | editar código-fonte]