Ópera de Pequim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Um ator da ópera de Pequim

A Ópera de Pequim (京剧, 京劇, Jīngjù) é uma forma de teatro chinês tradicional que combina música, performance vocal, mímica, dança e acrobacia. Ela surgiu nos anos fins do século XVIII e tornou-se plenamente desenvolvido e reconhecido em meados do século XIX.[1] O formato ficou extremamente popular na corte da Dinastia Qing e se tornou considerado como um dos tesouros culturais da China.[2] A maioria das trupes se baseiam nas performances em Pequim e Tianjin no norte, e Xangai no sul.[3] O tipo de arte também é apreciado em Taiwan, onde é conhecido como Guoju (國劇; pinyin: Guójù). Também se espalhou para outros países como os Estados Unidos e Japão.[4]

Referências

  1. Goldstein, Joshua S. (2007). Drama Kings: Players and Publics in the Re-creation of Peking Opera, 1870–1937. [S.l.]: University of California Press. 3 páginas 
  2. Mackerras, Colin Patrick (1976). «Theatre and the Taipings». Modern China. 2 (4): 473–501. 473 páginas. doi:10.1177/009770047600200404 
  3. Wichmann, Elizabeth (1990). «Tradition and Innovation in Contemporary Beijing Opera Performance». TDR. 34 (1): 146–178. doi:10.2307/1146013 
  4. Rao, Nancy Yunhwa (2000). «Racial Essences and Historical Invisibility: Chinese Opera in New York, 1930». Cambridge Opera Journal. 12 (2): 135–162. 135 páginas. doi:10.1017/S095458670000135X 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Ópera de Pequim
Ícone de esboço Este artigo sobre a China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.