Úmero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2016)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Úmero
Diagrama da articulação do ombro
Pectoral girdle front diagram pt.svg
Recursos externos
Gray's subject #51 209
MeSH A02.835.232.087.090.400
Humerus animation2

O úmero é um osso longo e o maior do membro superior articulando com a escápula, o rádio e com a ulna através das articulações do ombro e do cotovelo, apresentando em sua anatomia duas epífises proximal e distal e uma diáfise constituídas por dezesseis acidentes anatômico.[1]

Epífise Proximal[editar | editar código-fonte]

  • Cabeça do Úmero - Articula-se com a cavidade glenóide da escápula
  • Tubérculo Maior - Situa-se lateralmente à cabeça e ao tubérculo menor
  • Tubérculo Menor - Projeta-se medialmente logo abaixo do colo
  • Colo Anatômico - Forma um ângulo obtuso com o corpo
  • Colo Cirúrgico -Local frequente de lesões ( fraturas; reparações)
  • Sulco Intertubercular - Sulco profundo que separa os dois tubérculos

Epífise Distal[editar | editar código-fonte]

  • Tróclea - Semelhante a um carretel. Articula-se com a ulna
  • Capítulo - Eminência lisa e arredondata. Articula-se com o rádio
  • Epicôndilo Medial - Localiza-se medialmente à tróclea.
  • Epicôndilo Lateral - Pequena eminência tuberculada. Localizado lateralmente ao capítulo
  • Fossa Coronóide - Pequena depressão que recebe processo coronóide da ulna na flexão do antebraço
  • Fossa Radial - Pequena depressão
  • Fossa do Olécrano - Depressão triangular profunda que recebe o olécrano na extensão do antebraço
  • Sulco do Nervo Ulnar - Depressão localizada inferiormente ao epicôndilo medial


Diáfise[editar | editar código-fonte]

  • Tuberosidade Deltoídea - Elevação triangular áspera para inserção do músculo deltóide
  • Sulco do Nervo Radial - Depressão oblíqua ampla e rasa


Tipos de Fratura[editar | editar código-fonte]

Considera-se fratura uma interrupção completa na continuidade de um osso ou uma rachadura parcial, tendo como mecanismo o trauma direto e o trauma indireto caracterizados por :

  • Compressão
  • Tensão ( inclinações )
  • Torsão
  • Tensão e Torsão

Possibilitando o aparecimento de fraturas transversa, espira, cominutiva e oblíqua .


Músculos que envolvem o úmero[editar | editar código-fonte]


Patologia[editar | editar código-fonte]

É importante ter a noção de que a fratura do úmero pode levar a sérios problemas, nomeadamente a lesão de nervos:

Para além de nervos a fratura do úmero também pode levar a uma lesão da artéria braquial, o que irá levar a uma diminuição no fornecimento sanguíneo para o antebraço e mão.

O úmero apresenta o seu centro de ossificação na sua porção proximal.

Imagens adicionais[editar | editar código-fonte]

[2]*

Referências

  1. «Acidentes Anatômicos - Descrição de todos os acidentes anatômicos, por osso». www.ebah.com.br. Consultado em 2016-06-10. 
  2. Úmero: MOORE L. Keith, DALLEY F. Arthur, AGUR R. M. Anne. Anatomia Orientada para a Clínica. 6º ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.