Úmero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2016)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Úmero
Diagrama da articulação do ombro
Pectoral girdle front diagram pt.svg
Recursos externos
Gray's subject #51 209
MeSH A02.835.232.087.090.400
Humerus animation2

O úmero é um osso longo e o maior do membro superior articulando com a escápula, o rádio e com a ulna através das articulações do ombro e do cotovelo, apresentando em sua anatomia duas epífises proximal e distal e uma diáfise constituídas por dezesseis acidentes anatômico.[1]

Epífise Proximal[editar | editar código-fonte]

  • Cabeça do Úmero - Articula-se com a cavidade glenóide da escápula
  • Tubérculo Maior - Situa-se lateralmente à cabeça e ao tubérculo menor
  • Tubérculo Menor - Projeta-se medialmente logo abaixo do colo
  • Colo Anatômico - Forma um ângulo obtuso com o corpo
  • Colo Cirúrgico -Local frequente de lesões ( fraturas; reparações)
  • Sulco Intertubercular - Sulco profundo que separa os dois tubérculos

Epífise Distal[editar | editar código-fonte]

  • Tróclea - Semelhante a um carretel. Articula-se com a ulna
  • Capítulo - Eminência lisa e arredondata. Articula-se com o rádio
  • Epicôndilo Medial - Localiza-se medialmente à tróclea.
  • Epicôndilo Lateral - Pequena eminência tuberculada. Localizado lateralmente ao capítulo
  • Fossa Coronóide - Pequena depressão que recebe processo coronóide da ulna na flexão do antebraço
  • Fossa Radial - Pequena depressão
  • Fossa do Olécrano - Depressão triangular profunda que recebe o olécrano na extensão do antebraço
  • Sulco do Nervo Ulnar - Depressão localizada inferiormente ao epicôndilo medial


Diáfise[editar | editar código-fonte]

  • Tuberosidade Deltoídea - Elevação triangular áspera para inserção do músculo deltóide
  • Sulco do Nervo Radial - Depressão oblíqua ampla e rasa


Tipos de Fratura[editar | editar código-fonte]

Considera-se fratura uma interrupção completa na continuidade de um osso ou uma rachadura parcial, tendo como mecanismo o trauma direto e o trauma indireto caracterizados por :

  • Compressão
  • Tensão ( inclinações )
  • Torsão
  • Tensão e Torsão

Possibilitando o aparecimento de fraturas transversa, espira, cominutiva e oblíqua .


Músculos que envolvem o úmero[editar | editar código-fonte]


Patologia[editar | editar código-fonte]

É importante ter a noção de que a fratura do úmero pode levar a sérios problemas, nomeadamente a lesão de nervos:

Para além de nervos a fratura do úmero também pode levar a uma lesão da artéria braquial, o que irá levar a uma diminuição no fornecimento sanguíneo para o antebraço e mão.

O úmero apresenta o seu centro de ossificação na sua porção proximal.

Imagens adicionais[editar | editar código-fonte]

[2]*

Referências

  1. «Acidentes Anatômicos - Descrição de todos os acidentes anatômicos, por osso». www.ebah.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  2. Úmero: MOORE L. Keith, DALLEY F. Arthur, AGUR R. M. Anne. Anatomia Orientada para a Clínica. 6º ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.