(120178) 2003 OP32

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
2003 OP32
Número 120178
Data da descoberta 26 de julho de 2003
Descoberto por Michael E. Brown
Chad Trujillo
David L. Rabinowitz
Categoria Transnetuniano
Família Haumea
Elementos orbitais
Semieixo maior 43,052 UA
Perélio 38,480 UA
Afélio 47,624 UA
Excentricidade 0,106
Inclinação 27,2º
Características físicas
Dimensões 246[1] km para 765[2] km
Magnitude absoluta 3,8[3]

(120178) 2003 OP32, também escrito como (120178) 2003 OP32, é um objeto transnetuniano que reside no cinturão de Kuiper, uma região do Sistema Solar. Este corpo celeste é classificado como um cubewano e é um membro da família Haumea. Ele possui uma magnitude absoluta de 3,8[3] e tem um diâmetro com cerca de 246 km[1] para 765 km.[2] O astrônomo Mike Brown lista este objeto em sua página na internet como um candidato a possível planeta anão.[1]

Descoberta[editar | editar código-fonte]

(120178) 2003 OP32 foi descoberto no dia 26 de julho de 2003 pelos astrônomos Michael E. Brown, Chad Trujillo e David L. Rabinowitz,[3] no Monte Palomar, na Califórnia.[4][5]

Origem[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Família Haumea

Com base em seu padrão comum de IV com absorção de água-gelo e pelo agrupamento de seus elementos orbitais,[6] os objetos transnetunianos (120178) 2003 OP32, (24835) 1995 SM55, (19308) 1996 TO66, (55636) 2002 TX300 e (145453) 2005 RR43 entre outros, parecem ser fragmentos colisionais quebrados do planeta anão Haumea. A cor neutra do espectro desses objetos na faixa visível, evidencia uma falta de produtos orgânicos complexos na superfície destes corpos que foram estudados em detalhe para a superfície de Haumea.[7]

Características orbitais[editar | editar código-fonte]

A órbita de (120178) 2003 OP32 tem uma excentricidade de 0,106 e possui um semieixo maior de 43,052 UA. O seu periélio leva o mesmo a uma distância de 38,480 UA em relação ao Sol e seu afélio a 47,624 UA.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «How many dwarf planets are there in the outer solar system? (updates daily)» (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2015 
  2. a b «List of Known Trans-Neptunian Objects» (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2015 
  3. a b c d «List Of Transneptunian Objects» (em inglês). The Minor Planet Center (MPC). Consultado em 6 de maio de 2015 
  4. «MPEC 2009-R09 :Distant Minor Planets (2009 SEPT. 16.0 TT)» (em inglês). IAU Minor Planet Center. Consultado em 12 de maio de 2014 
  5. «JPL Small-Body Database Browser: 120178 (2003 OP32)» (em inglês). (last obs). Consultado em 12 de maio de 2014 
  6. Pinilla-Alonso, N.; Licandro, J.; Gil-Hutton, R.; Brunetto, R. (junho de 2007). «The water ice rich surface of (145453) 2005 RR43: a case for a carbon-depleted population of TNOs?». Astronomy and Astrophysics. 468 (1): L25. Bibcode:2007A&A...468L..25P. arXiv:astro-ph/0703098Acessível livremente. doi:10.1051/0004-6361:20077294  Pinilla-Alonso et al. 2007
  7. N. Pinilla-Alonso; R. Brunetto; J. Licandro; R. Gil-Hutton; T. L. Roush & G. Strazzulla (março de 2009). «Study of the Surface of 2003 EL61, the largest carbon-depleted object in the trans-neptunian belt». Astronomy and Astrophysics. 496 (2): 547. Bibcode:2009A&A...496..547P. arXiv:0803.1080Acessível livremente. doi:10.1051/0004-6361/200809733 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]