(What's the Story) Morning Glory?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
(What's the Story) Morning Glory?
Álbum de estúdio de Oasis
Lançamento 2 de outubro de 1995
Gravação 1995
Gênero(s) Britpop, Rock
Duração 50:18
Gravadora(s) Epic
Produção Owen Morris e Noel Gallagher
Cronologia de Oasis
Último
Definitely Maybe
(1994)
Be Here Now
(1997)
Próximo
Singles de (What's the Story) Morning Glory?
  1. "Some Might Say"
    Lançamento: 24 de Abril de 1995
  2. "Roll With It"
    Lançamento: 14 de Agosto de 1995
  3. "Wonderwall"
    Lançamento: 30 de Outubro de 1995
  4. "Don't Look Back in Anger"
    Lançamento: 19 de Fevereiro de 1996
  5. "Champagne Supernova"
    Lançamento: 13 de Maio de 1996

(What's the Story) Morning Glory? é o segundo álbum do Oasis. [1] Lançado em outubro de 1995, é universalmente reconhecido como o disco mais bem sucedido do Oasis e do movimento britpop. Este álbum está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.[2]

O álbum foi um sucesso de vendagens, com hits como "Wonderwall", "Don't Look Back in Anger" e "Champagne Supernova". O trabalho alcançou o primeiro lugar de vendas no Reino Unido, e a quarta posição nos Estados Unidos. Em todo o mundo, vendeu 23 milhões de cópias. Na Inglaterra vendeu 4,8 milhões de cópias é até hoje o terceiro álbum mais vendido da história da Inglaterra, atrás somente do Greatests Hits do Queen e Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band dos Beatles. O álbum foi produzido por Owen Morris. A capa do álbum é uma foto da rua Berwick, em Londres.

A batalha do Britpop[editar | editar código-fonte]

Para muitas pessoas,[quem?] (What's the Story) Morning Glory? representa o auge do movimento britpop. No ano anterior ao lançamento (1994), as duas principais bandas britânicas, Blur e Oasis, lançaram álbuns que foram bem vendidos, e fizeram turnês nos Estados Unidos. Na mídia, as bandas atacavam uma a outra.[carece de fontes?]

Esta "batalha" mostrou-se no ápice quando Oasis e Blur decidiram lançar o primeiro compacto dos seus esperados álbuns… no mesmo dia. Em 14 de agosto de 1995 foram lançados "Country House", do Blur, e "Roll with It", do Oasis. Isto causou um furor na mídia e fez as bandas transpassarem apenas as manchetes no âmbito musical, chegando ao ponto em que ambos os grupos eram constantemente mencionados nas noticiário de modo geral.

Esta disputa ficou chamada de "A batalha do Britpop" e foi considerada um briga entre o lutador, classe trabalhadora Oasis, e o artístico, classe média Blur. Este "desafio" entre Oasis e Blur foi vencido pelo último, que vendeu 274 mil cópias do compacto "Country House", contra 216 mil cópias de "Roll with It". Entretanto, no fim das contas o álbum do Oasis (What's the Story) Morning Glory? foi mais bem-sucedido que o The Great Escape do Blur.

Na Inglaterra e na Irlanda, tornou-se comum, quando alguém perguntava "What's the story?" (em Português, "O que me conta?"), a outra pessoa responder "Morning Glory".[carece de fontes?]

Arte da capa[editar | editar código-fonte]

A capa é uma foto de dois homens passando uns aos outros em Berwick Street, no Soho, em Londres. Os dois homens são o DJ de Londres, Sean Rowley e o designer do encarte do álbum, Brian Cannon (de costas para a câmera). O produtor do álbum, Owen Morris pode ser visto no fundo, na calçada a esquerda, segurando uma fita master do álbum na frente de seu rosto. [3] O local foi escolhido porque a rua era um local popular para lojas de discos na época. [4]

Composição[editar | editar código-fonte]

"Wonderwall'': Muitas pessoas acreditam que o nome foi inspirado no álbum "Wonderwall Music" de 1968, que é a trilha sonora de um filme que dá nome ao disco, de George Harrison, ex-integrante da banda Beatles (a quem o Oasis vem fazendo várias referências ao longo de sua carreira). Outros acreditam que Noel Gallagher estava na verdade tentando escrever "Wonderful" (Maravilhosa, em português), como uma homenagem à sua esposa na época, Meg Matthews; mas, como sofre de dislexia, acabou usando a palavra "Wonderwall". [carece de fontes?]

"Cast No Shadow": Escrita para o vocalista do The Verve, Richard Ashcroft. A letra refere-se a ele. [carece de fontes?]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
allmusic 5 de 5 estrelas. [5]
Robert Christgau (sem nota) [6]
RS 719 4 de 5 estrelas. [7]
Q Nov '00
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas foram compostas por Noel Gallagher.

N.º Título Duração
1. "Hello"   3:21
2. "Roll with It"   3:59
3. "Wonderwall"   4:18
4. "Don't Look Back in Anger"   4:48
5. "Hey Now!"   5:41
6. "The Swamp Song, Excerpt 1"   0:44
7. "Some Might Say"   5:29
8. "Cast No Shadow"   4:51
9. "She's Electric"   3:40
10. "Morning Glory"   5:03
11. "The Swamp Song, Excerpt 2"   0:39
12. "Champagne Supernova"   7:27
Duração total:
50:00

Posições nas paradas[editar | editar código-fonte]

Reino Unido
"Some Might Say" #1 (27 semanas)
"Roll With It" #2 (18 semanas)
"Wonderwall" #2 (34 semanas)
"Don't Look Back in Anger" #1 (24 semanas)
Estados Unidos da América
"Wonderwall" #8 (20 semanas)
"Don't Look Back in Anger" #55 (14 semanas)

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Certificação Vendas[8]
Alemanha Alemanha Ouro 100,000
Áustria Austrália 6× Platina[9] 420,000
Canadá Canadá 8× Platina 800,000
Espanha Espanha 2× Platina 250,000
Estados Unidos Estados Unidos[10] 4× Platina 4,600,000
Finlândia Finlândia Ouro[11] 27.540
Países Baixos Holanda Ouro 30,000
Noruega Noruega Platina 30,000
Reino Unido Reino Unido 14× Platina[12] 4,400,000
Suíça Suíça Ouro[13] 15,000

Notas e referências

  1. (What's the Story) Morning Glory? (em inglês) no Allmusic
  2. "2007 National Association of Recording Merchandisers" (em inglês). timepieces. 2007. Consultado em 25 de maio de 2010. 
  3. "Oasis (What’s The Story) Morning Glory? Album Cover Photo Location". FeelNumb.com. 
  4. "Google Street View captures the locations of iconic rock album photos - Daily Mail Online". Mail Online. 
  5. Avaliação no allmusic
  6. Avaliação de Robert Christgau
  7. Avaliação na Rolling Stone
  8. "Certification award levels" (PDF). Ifpi.org. 
  9. "ARIA Charts - Accreditations - 1999 Albums". Aria.com.au. Arquivado desde o original em 20 de julho de 2009. Consultado em 30 de junho de 2009. 
  10. "US Certifications database [[RIAA]].". Riaa.com. Consultado em 19 de abril de 2008.  Ligação wiki dentro do título da URL (Ajuda)
  11. . Ifpi.fi http://www.ifpi.fi/tilastot/artistit/oasis.  Falta o |titulo= (Ajuda)
  12. "British Certification database [[BPI]]." (em inglês). Bpi.co.uk. Consultado em 19 de abril de 2008.  Ligação wiki dentro do título da URL (Ajuda)
  13. (em inglês). Swisscharts.com http://www.swisscharts.com/search_certifications.asp?search=oasis.  Falta o |titulo= (Ajuda)

Ver também[editar | editar código-fonte]