...And Then There Was X

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
...And Then There Was X
Álbum de estúdio de DMX
Lançamento 21 de Dezembro de 1999
Gravação 1999
Gênero(s) Hardcore hip hop
Duração 60:14
Idioma(s) inglês
Formato(s) CD/Digital Download
Gravadora(s) Ruff Ryders, Def Jam
Produção Dee & Waah Dean (exec.)
Swizz Beatz, PK, Dame Grease, Irv Gotti, Nokio, DJ Shok
Certificação 5× Platina (RIAA)
Cronologia de DMX
Flesh of My Flesh, Blood of My Blood
(1998)
The Great Depression
(2001)

...And Then There Was X é um álbum de DMX, lançado em 21 de dezembro de 1999,[1] pela Ruff Ryders Entertainment e pela Def Jam Recordings.

Canções[editar | editar código-fonte]

O primeiro single do álbum, a canção de clube "What's My Name?" foi lançada, e recebeu muito airplay em rádios urbanas e na televisão. Chegou ao #67 na parada Billboard Hot 100.

O segundo single foi o hino das festas "Party Up (Up in Here)", que ajudou a aumentar as vendagens do álbum. O álbum também apresentou faixas mais introspectivas como "Fame" e "Here We Go Again", um relato sincero de disputa emocional com seu pupilo fictício, 'Shorty', que ele cita como 'ferrando com muita coisa', forçando X a deixá-lo para se virar nas ruas.

Faixas típicas de DMX incluem a faixa obrigatória para mulheres, "What These Bitches Want", com os vocais suaves da estrela do R&B Sisqó. A canção foi lançada como o terceiro single na forma editada de "What You Want", para airplay moderado e um clipe de grande orçamento do diretor Hype Williams. Também as músicas agressivas padrão de X incluem "Don't You Ever", "Coming For Ya" e "The Professional", em que DMX documenta as atividades de um criminoso através da cidade.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4 de 5 estrelas.[2]
Entertainment Weekly A−[3]
Q 4 de 5 estrelas.[4]
RapReviews (7/10)[5]
Rolling Stone 3 de 5 estrelas.[6]
The Source 3.5 de 5 estrelas.[7]
USA Today 3.5 de 4 estrelas.[8]

Apesar de não ser creditado como seu melhor trabalho, ...And Then There Was X foi bem recebido por fãs e por críticos, porém para algum critiscismo, o estilo de produção voltado para um som mais comercial e para as rádios; um forte contraste com seu trabalho anterior, que involvia fortes tons góticos e religiosos (sobretudo conexões entre o inferno e suas más ações), mostrando imagens sangrentas e horripilantes sobre as capas de seus álbuns, como por exemplo a capa de Flesh of My Flesh, Blood of My Blood.

Sucesso[editar | editar código-fonte]

O álbum vendeu muito bem, vendendo 698.000 unidades em sua primeira semana e foi certificado como cinco vezes platina pela RIAA. Com mais de 4.950.000 cópias vendidas,[9] é o álbum mais vendido de DMX até hoje. Estreou na 1ª posição da Billboard 200, firmando DMX como o único artista de hip hop até hoje a ter seus três primeiros álbuns estreando no primeiro lugar da Billboard 200.

Faixas[editar | editar código-fonte]

# Título Produtor(es) Participação(ões) Duração Sample(s)
1 "The Kennel" (skit) 0:36
2 "One More Road to Cross" Swizz Beatz 4:20
3 "The Professional" P. Killer Trackz 3:35
4 "Fame" Dame Grease 3:37
5 "A Lot to Learn" (skit) 0:39
6 "Here We Go Again" DJ Shok 3:52
7 "Party Up" Swizz Beatz 4:28
8 "Make a Move" P. Killer Trackz 3:33
9 "What These Bitches Want" Nokio Sisqó 4:13
10 "What's My Name?" Self Service & Irv Gotti 3:52
11 "More 2 a Song" P. Killer Trackz 3:42
12 "Don't You Ever" Swizz Beatz 3:48
13 "The Shakedown" (skit) 0:35
14 "D-X-L (Hard White)" Dame Grease The L.O.X. & Drag-On 4:21
15 "Comin' for Ya" Swizz Beatz 4:02
16 "Prayer III" 1:59
17 "Angel" Irv Gotti Regina Belle 5:07
18 "Good Girls, Bad Guys" (Bonus Track) P. Killer Trackz & Charly (Shuga Bear) Charles Dyme 3:55
• Contains an interpolation of "Call Me" (R. Mutler)

Paradas[editar | editar código-fonte]

Parada (1999) Posição
topo
Canadian Albums Chart 6
German Albums Chart 46
Netherlands Albums Chart 64
E.U.A. Billboard 200 1
E.U.A. Billboard Top R&B/Hip-Hop Albums 1
Precedido por
All the Way... A Decade of Song de Celine Dion
Billboard 200
8 de Janeiro–14 de Janeiro de 2000
Sucedido por
Vol. 3... Life and Times of S. Carter de Jay-Z

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências