21 Lutetia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para veja também, veja Lutécia (desambiguação).
Lutetia
Rosetta triumphs at asteroid Lutetia.jpg
Fotografia de 21 Lutetia, tirada durante a missão Rosetta
Número 21
Data da descoberta 15 de novembro de 1852
Descoberto por Hermann Mayer Salomon Goldschmidt
Categoria Cinturão de asteroides
Homenagem a Lutécia
Precedido por 20 Massalia
Sucedido por 22 Kalliope
Elementos orbitais[1]
Semieixo maior 2,435 UA
Periélio 2,036 UA
Afélio 2,834 UA
Excentricidade 0,164
Período orbital 1387,90 d (3,80 a)
Velocidade orbital 18,96 km/s
Anomalia média 340,9 °
Inclinação 3,064°
Longitude do nó ascendente 80,88 °
Argumento do periastro 250,1 °
Características físicas[1][2]
Dimensões 95,8 ± 4,1 km
Massa 2,57 ×1018 kg
Densidade média 5,55 ± 0,88 g/cm3
Gravidade à superfície ~0,025 m/s2
Velocidade de escape ~0,05 km/s
Período de rotação 0,3402 h
Classe espectral M
Magnitude absoluta 7,35
Albedo 0,208[3]


21 Lutetia é um grande asteroide do cinturão de asteroides que tem um tipo espectral incomum e mede cerca de 96 km de diâmetro,[1] sendo o maior asteroide visitado pela sonda espacial Rosetta em julho de 2010.[4] O nome Lutetia deriva do nome latino da cidade de Paris (Lutécia).

Descoberta e exploração[editar | editar código-fonte]

21 Lutetia foi descoberto em 15 de novembro de 1852 por Hermann Goldschmidt, durante observações feitas da varanda de seu apartamento, em Paris.[5]

Em 10 de julho de 2010, a sonda espacial europeia Rosetta passou a 3 160 km de 21 Lutetia, a uma velocidade de 15 km/s, durante sua ida ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko,[4] onde deverá pousar em 2014.[6] 21 Lutetia foi o primeiro asteroide tipo M a ser visitado por uma sonda espacial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «JPL Small-Body Database Browser: 21 Lutetia». 13 de junho de 2010. Consultado em 11 de julho de 2010 
  2. Jim Baer (2008). «Recent Asteroid Mass Determinations». Personal Website. Consultado em 28 de novembro de 2008. Arquivado do original em 8 de julho de 2013 
  3. M. Mueller; et al. (2006). «The size and albedo of Rosetta fly-by target 21 Lutetia from new IRTF measurements and thermal modeling» (PDF). Astronomy & Astrophysics. 447. 1153 páginas. doi:10.1051/0004-6361:20053742 
  4. a b M. A. Barucci, M. Fulchignoni and A. Rossi (2007). «Rosetta Asteroid Targets: 2867 Šteins and 21 Lutetia». Space Science Reviews. 128 (1-4): 67–78. doi:10.1007/s11214-006-9029-6 
  5. Lardner, Dionysius (1867). «The Planetoides». Handbook of astronomy. [S.l.]: James Walton. 222 páginas 
  6. «Lutetia: The Largest Asteroid Yet Visited» (em inglês). Consultado em 3 de agosto de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

19 Fortuna | 20 Massalia | 21 Lutetia | 22 Kalliope | 23 Thalia