21 Lutetia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para veja também, veja Lutécia (desambiguação).
Lutetia
Rosetta triumphs at asteroid Lutetia.jpg
Fotografia de 21 Lutetia, tirada durante a missão Rosetta
Número 21
Data da descoberta 15 de novembro de 1852
Descoberto por Hermann Mayer Salomon Goldschmidt
Categoria Cinturão de asteroides
Homenagem a Lutécia
Precedido por 20 Massalia
Sucedido por 22 Kalliope
Elementos orbitais
Semieixo maior 2,435 UA
Perélio 2,036 UA
Afélio 2,834 UA
Excentricidade 0,164
Período orbital 1387,90 d (3,80 a)
Velocidade orbital 18,96 km/s
Anomalia média 340,9 °
Inclinação 3,064°
Longitude do nó ascendente 80,88 °
Argumento do periastro 250,1 °
Características físicas
Dimensões 95,8 ± 4,1 km
Massa 2,57 ×1018 kg
Densidade média 5,55 ± 0,88 g/cm3
Gravidade à superfície ~0,025 m/s2
Velocidade de escape ~0,05 km/s
Período de rotação 0,3402 h
Classe espectral M
Magnitude absoluta 7,35
Albedo 0,208[1]


21 Lutetia é um grande asteroide do cinturão de asteroides que tem um tipo espectral incomum e mede cerca de 96 km de diâmetro,[2] sendo o maior asteroide visitado pela sonda espacial Rosetta em julho de 2010.[3] O nome Lutetia deriva do nome latino da cidade de Paris (Lutécia).

Descoberta e exploração[editar | editar código-fonte]

21 Lutetia foi descoberto em 15 de novembro de 1852 por Hermann Goldschmidt, durante observações feitas da varanda de seu apartamento, em Paris.[4]

Em 10 de julho de 2010, a sonda espacial europeia Rosetta passou a 3 160 km de 21 Lutetia, a uma velocidade de 15 km/s, durante sua ida ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko,[3] onde deverá pousar em 2014.[5] 21 Lutetia foi o primeiro asteroide tipo M a ser visitado por uma sonda espacial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. M. Mueller; et al. (2006). «The size and albedo of Rosetta fly-by target 21 Lutetia from new IRTF measurements and thermal modeling» (PDF). Astronomy & Astrophysics. 447. 1153 páginas. doi:10.1051/0004-6361:20053742 
  2. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome jpldata
  3. a b M. A. Barucci, M. Fulchignoni and A. Rossi (2007). «Rosetta Asteroid Targets: 2867 Šteins and 21 Lutetia». Space Science Reviews. 128 (1-4): 67–78. doi:10.1007/s11214-006-9029-6 
  4. Lardner, Dionysius (1867). «The Planetoides». Handbook of astronomy. [S.l.]: James Walton. 222 páginas 
  5. «Lutetia: The Largest Asteroid Yet Visited» (em inglês). Consultado em 3 de agosto de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

19 Fortuna | 20 Massalia | 21 Lutetia | 22 Kalliope | 23 Thalia