225088 Gonggong

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gonggong
Snow2whi.jpg
Impressão artística de Gonggong.
Número 225088
Data da descoberta 17 de julho de 2007[1]
Descoberto por M. E. Schwamb,
M. E. Brown,
D. L. Rabinowitz[1]
Categoria Disco disperso[2]
Ressonância 3:10 (DES)[3]
Elementos orbitais[4]
Semieixo maior 67,027 UA
Periélio 33,440 UA
Afélio 100,614 UA
Excentricidade 0,50109
Período orbital 200435,39 d (548,76 a)
Anomalia média 102,138°°
Inclinação 30,771°
Longitude do nó ascendente 336,848°°
Argumento do periastro 206,887°°
Satélites Xiangliu
Características físicas
Dimensões 1280±210 km[5] km
Magnitude aparente 21,4[6]
Magnitude absoluta 2,0[4]
Albedo 0,185+0,076
−0,052
[5]

225088 Gonggong (designação provisória: (225088) 2007 OR10) é um grande objeto transnetuniano localizado no disco disperso[2] com um tamanho estimado entre Haumea e Sedna. Sua órbita é excêntrica, com um perélio de 33,440 UA e um afélio de 100,614 UA.[4]

Seu codescobridor, Michael E. Brown, diz que Gonggong é "quase certamente" um planeta anão. De acordo com ele, o objeto "deve ser um planeta anão mesmo se for predominantemente rochoso".[7] Scott Sheppard et al. (2011) acredita que Gonggong é provavelmente um planeta anão.[8]

Descoberta e nome[editar | editar código-fonte]

Gonggong foi descoberto em 17 de julho de 2007 por astrônomos do Instituto de Tecnologia da Califórnia como parte da tese de doutorado de Meg Schwamb, que era na época uma aluna de Michael E. Brown.[9] A pesquisa tinha o objeto de descobrir objetos na região de Sedna.[10] A descoberta foi anunciada formalmente em 7 de janeiro de 2009.[1] Brown deu o apelido "Branca de Neve" (Snow White) ao objeto por sua cor branca presumida,[9] pois ele teria que ser muito grande ou muito brilhante para ser detectado pela pesquisa.[11] Entretanto, outras observações mostraram que ele é um dos objetos mais vermelhos do cinturão de Kuiper, comparável a Quaoar.[12]

Órbita[editar | editar código-fonte]

A órbita de Gonggong (em amarelo), comparada à órbita de Éris (em verde), de Plutão (em rosa) e dos planetas.

Atualmente Gonggong está a 86,5 UA do Sol, tornando-o o terceiro grande objeto conhecido mais longe do Sol, depois de Sedna, que está a 87 UA, e Éris, que está a 97 UA.[11] Ele estará mais longe que Sedna em 2013[13] e mais longe que Sedna e Éris em 2045.[14] 2007 OR10 alcançará seu afélio (maior distância do Sol) em 2130.[13]

Gonggong possui uma órbita parecida à do planeta anão Éris, tornando-o um objeto do disco disperso.[2] Assim como Éris, sua órbita é altamente inclinada e tem uma excentricidade relativamente alta.[4][15] Gonggong tem um período orbital de 548,76 anos,[4] comparado com os 561,34 de Éris.[15]

A Deep Ecliptic Survey (DES) mostra que Gonggong está próximo de uma ressonância orbital 3:10 com Netuno.[3] Essa ressonância não é confirmada e pode ser uma coincidência.

Características físicas[editar | editar código-fonte]

O tamanho de um objeto depende de sua magnitude absoluta e albedo (a quantidade de luz que ele reflete). Gonggong tem uma magnitude absoluta de 2,0,[4] sendo o sexto mais brilhante objeto transnetuniano conhecido, depois de Éris, Plutão, Makemake, Haumea e Sedna.[16] Em 2012 observações com o Observatório Espacial Herschel estimaram um albedo de 0,185+0,076
−0,052
e um diâmetro de 1280 ± 210 km.[5]

Gonggong está entre os objetos transnetunianos mais vermelhos conhecidos.[12] Isso é provavelmente em parte devido ao metano, que fica vermelho quando exposto a luz solar e raios cósmicos.[12]

O espectro de Gonggong mostra traços de gelo de água e metano, deixando-o com uma composição parecida à de Quaoar. A presença de metano na superfície de Gonggong e Quaoar implica a existência de uma tênue atmosfera de metano nos dois objetos, lentamente evoporando para o espaço. Apesar de Gonggong se aproximar mais do Sol que Quaoar, e ser assim quente o suficiente para a atmosfera evaporar, sua massa maior possibilita a retenção de uma atmosfera.[12] A presença de gelo de água na superfície de Gonggong implica um curto período de criovulcanismo no passado distante.[17]

Referências

  1. a b c «MPEC 2009-A42 : 2007 OR10». Minor Planet Center. 7 de janeiro de 2009. Consultado em 28 de fevereiro de 2012 
  2. a b c Wm. Robert Johnston. «List of Known Trans-Neptunian Objects». Johnston's Archive. Consultado em 29 de fevereiro de 2012 
  3. a b Marc W. Buie (23 de agosto de 2008). «Orbit Fit and Astrometric record for 225088». SwRI (Space Science Department). Consultado em 11 de março de 2009 
  4. a b c d e f «JPL Small-Body Database Browser: 225088 Gonggong». Jet Propulsion Laboratory. Consultado em 28 de fevereiro de 2012 
  5. a b c Santos-Sanz, P., Lellouch, E., Fornasier, S., Kiss, C., Pal, A., Müller, T. G., Vilenius, E., Stansberry, J., Mommert, M., Delsanti, A., Mueller, M., Peixinho, N., Henry, F., Ortiz, J. L., Thirouin, A., Protopapa, S., Duffard, R., Szalai, N., Lim, T., Ejeta, C., Hartogh, P., Harris, A. W., & Rengel, M. (2012). “TNOs are Cool”: A Survey of the Transneptunian Region IV - Size/albedo characterization of 15 scattered disk and detached objects observed with Herschel Space Observatory-PACS
  6. «AstDys 2007OR10 Ephemerides». Department of Mathematics, University of Pisa, Italy. Consultado em 29 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 26 de maio de 2011 
  7. Michael E. Brown. «How many dwarf planets are there in the outer solar system? (updates daily)». California Institute of Technology. Consultado em 28 de fevereiro de 2012 
  8. Sheppard, Scott S.; Trujillo, C.; Udalski, A,; et al. (2011). «A Southern Sky and Galactic Plane Survey for Bright Kuiper Belt Objects». Astronomical Journal. 142 (4). Bibcode:2011AJ....142...98S. arXiv:1107.5309Acessível livremente. doi:10.1088/0004-6256/142/4/98 
  9. a b «Astronomers Find Ice and Possibly Methane On Snow White, a Distant Dwarf Planet». Science Daily. 22 de agosto de 2011. Consultado em 22 de agosto de 2011 
  10. Schwamb, Megan E.; Michael E. Brown, David L. Rabinowitz (2009). «A Search for Distant Solar System Bodies in the Region of Sedna». Astrophysical Journal Letters. Bibcode:2009ApJ...694L..45S. arXiv:0901.4173Acessível livremente. doi:10.1088/0004-637X/694/1/L45 
  11. a b Michael E. Brown (10 de março de 2009). «Snow White needs a bailout». Mike Brown's Planets (blog). Consultado em 17 de fevereiro de 2010 
  12. a b c d Michael E. Brown; Burgasser, A.J.; Fraser W.C. (2011). «The Surface Composition of Large Kuiper Belt Object 2007 OR10» (PDF). Mike Brown's Website. arXiv:1108.1418Acessível livremente. Consultado em 8 de agosto de 2011 
  13. a b «Horizon Online Ephemeris System». California Institute of Technology, Jet Propulsion Laboratory. Consultado em 31 de janeiro de 2012 
  14. JPL Horizons On-Line Ephemeris System (17 de fevereiro de 2011). «Horizons Output for Sedna 2076/2114». Consultado em 17 de fevereiro de 2011 
  15. a b «JPL Small-Body Database Browser: 136199 Eris». Jet Propulsion Jaboratory. Consultado em 28 de fevereiro de 2012 
  16. Mike Brown (2011). «The Redemption of Snow White (Part 2 of 3)». Mike Brown's Planets. Consultado em 8 de fevereiro de 2012 
  17. Mike Brown (2011). «The Redemption of Snow White (Part 3 of 3)». Mike Brown's Planets. Consultado em 23 de agosto de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre 225088 Gonggong