3%

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
3%
Informação geral
Formato série
Gênero
Duração 36–74 minutos
Criador(es) Pedro Aguilera
País de origem Brasil Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es)
Produtor(es) executivo(s)
Elenco
Empresa(s) produtora(s) Boutique Filmes
Localização
Exibição
Emissora original Netflix
Formato de exibição 4K (Ultra HD)
Transmissão original 25 de novembro de 2016 (2016-11-25) – 14 de agosto de 2020 (2020-08-14)
Temporadas 4
Episódios 33 (lista de episódios)

3% (pronuncia-se: Três por Cento) é uma série de televisão de ficção científica brasileira desenvolvida por Pedro Aguilera para a Netflix, estrelada por João Miguel e Bianca Comparato.[2] Desenvolvida a partir de um episódio piloto independente lançado no YouTube em 2011,[3] 3% é a primeira produção brasileira original da Netflix e a segunda produzida na América Latina, depois de Club de Cuervos.[4]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Em um futuro não muito distante, o planeta é um lugar devastado. Aos 20 anos, todo cidadão recebe a chance de passar por uma rigorosa seleção para ascender ao Maralto, uma região farta de oportunidades. Porém, apenas 3% consegue chegar lá.

Resumo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Lista de episódios de 3%
TemporadaEpisódiosOriginalmente lançado
1825 de novembro de 2016 (2016-11-25)
21027 de abril de 2018 (2018-04-27)
387 de junho de 2019 (2019-06-07)
4714 de agosto de 2020 (2020-08-14)

1ª temporada (2016)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: 3% (1.ª temporada)

Após um apocalipse, o que antes era o Brasil, se tornou uma região miserável e decadente com escassez de recursos chamada o Continente. Aos 20 anos de idade, todo cidadão do Continente recebe a chance de passar no Processo, uma rigorosa seleção de provas físicas, morais e psicológicas existente há mais de cem anos que escolhe apenas 3% dos candidatos para ter uma vida melhor no abundante Maralto. Durante o ano do Processo 104, o chefe da seleção, Ezequiel, é o responsável por orientar os participantes e entre eles está Michele, que além de ter como objetivo reencontrar seu irmão no Maralto, é uma infiltrada da Causa, um movimento clandestino de resistência que quer subverter a ordem social injusta em qual se encontram.

2ª temporada (2018)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: 3% (2.ª temporada)

Tendo conseguido passar no Processo, Michele chega no Maralto e desfruta de uma vida confortável, mas sem abandonar a busca por seu irmão. Ezequiel promete libertar o irmão de Michele que foi preso, se ela lhe passar todos os planos da Causa que comprometem o Maralto, e força ela voltar para o Continente para completar essa missão. A Causa ganha novos aliados, os ex-participantes do Processo, Joana e Fernando, e o Rafael, que conseguiu passar para o Maralto e é um infiltrado. Joana, Fernando e Rafael conseguem organizar algo para acabar com o Processo, mas no dia da nova seleção, tudo vira um caos e Michele decide criar seu próprio plano após descobrir quem foram os membros do casal fundador do Maralto e a verdade por trás do que originou o apocalipse.

3ª temporada (2019)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: 3% (3.ª temporada)

Após desertar do Maralto, Michele funda uma comunidade no Continente chamada Concha para receber qualquer pessoa ao contrário do Maralto, que escolhe apenas campeões do Processo. Quando a Concha entra em total operação, com eletricidade, água e comida em abundância, a colônia é atingida por uma tempestade de areia arrebatadora. A destruição é imensa e compromete totalmente a capacidade do lugar de produzir alimento e coletar água. Sabendo que a comida que sobrou não será suficiente para todos, Michele não vê outra alternativa a não ser fazer um processo seletivo para que uma pequena fração dos moradores fique.

4ª temporada (2020)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: 3% (4.ª temporada)

Determinado a por uma trégua nos conflitos entre a Concha e Maralto, o novo líder da abundante ilha, o André, irmão de Michele, convida alguns representantes da comunidade rival para tratar termos de paz. Sendo essa uma grande oportunidade de acabar de vez com o Maralto, Joana, Rafael, Marco, Elisa e Natália vão até a ilha enquanto Michele tenta garantir o sucesso da missão a partir da Concha, com ajuda do jovem Xavier.

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem Temporadas
1 2 3 4
Elenco Principal
João Miguel Ezequiel Principal
Bianca Comparato Michele Santana Principal
Michel Gomes Fernando Carvalho Principal
Rodolfo Valente Rafael Moreira Principal
Vaneza Oliveira Joana Coelho Principal
Rafael Lozano Marco Álvares Principal
Viviane Porto Aline Principal Participação
Samuel de Assis Silas Principal Participação
Cynthia Senek Glória Ribeiro Principal
Bruno Fagundes[nota 1] André Santana Principal
Thais Lago Elisa Principal
Laila Garin Marcela Álvares Principal
Amanda Magalhães Natália Participação Recorrente Principal
Fernando Rubro Xavier Toledo Recorrente Principal
Elenco Recorrente
Zezé Motta Conselheira Nair Recorrente Participação
Celso Frateschi O Velho Recorrente Participação
Luciana Paes Superintendente Cássia Recorrente Participação
Roberta Calza Ivana Participação Recorrente Participação
Sérgio Mamberti Conselheiro Matheus Recorrente
Thiago Amaral Superintendente Álvaro Recorrente
Júlio Silvério Superintendente Otávio Recorrente
Luana Tanaka Ágata Recorrente
Rita Batata Denise Participação Recorrente
Bruno Bellarmino Gerson Participação Recorrente
Dárcio de Oliveira Antônio Carvalho Recorrente Participação Recorrente
César Gouvêa César Recorrente
Geraldo Rodrigues Geraldo Recorrente
Ediana Souza Camila Recorrente Participação
Marina Mathey Ariel Participação Recorrente
Léo Belmonte Arthur Moreira Recorrente
Guilherme Zanella Tadeu Recorrente Participação
Kaique de Jesus Ricardo Recorrente Participação
Ney Matogrosso Conselheiro Leonardo Álvares Recorrente Participação
Felipe e Guilherme Rodilha Mauricio Álvares Recorrente Participação
Indira Nascimento Regiane Recorrente
Verônica Bonfim Verônica Recorrente

Elenco convidado[editar | editar código-fonte]

Os atores listados apareceram entre um à três episódios por temporada.

  • Danilo Mesquita como Alexandre Nogueira (temporada 1)
  • Cacá Ottoni como Carolina Guimarães (temporada 1)
  • Henrique Schafer como Eugênio (temporada 1)
  • Lilian Regina como Bruna (temporada 1)
  • Giuliano Laffayette como Lucas (temporada 1)
  • Clarissa Kiste como Luciana (temporada 1)
  • Gabriel Calamari como André Santana (aos 20 anos) (temporada 1)
  • Mel Fronckowiak como Júlia Souza (temporada 1-2)
  • Fernanda Vasconcellos como Laís Vivalva (temporada 2-4)
  • Maria Flor como Samira (temporada 2)
  • Silvio Guindane como Vítor Elano (temporada 2-4)
  • Ediane Sousa como Camila (temporada 2)
  • Thiago Amaral como Álvaro (temporada 2)
  • Rafael Losso como Otávio Bernardes (temporada 3)
  • Fernando Sampaio como Noel (temporada 3)
  • Tamirys O'Hanna como Marta (temporada 3-4)
  • Mariana Leme como Paloma (temporada 3-4)
  • Adriano Bolshi como Wander (temporada 3-4)
  • Daniel Veiga como Felipe (temporada 3)
  • Bruno Rocha como Paulo (temporada 3)
  • Thaís Ferrara como Valéria (temporada 3)
  • Rafael Imbroisi como Irmão Rafael (temporada 3)
  • Dani Nefussi como Mãe de Rafael (temporada 3-4)
  • José Victor Pires como Candidato Carlos (temporada 3)
  • Thainá Duarte como Tânia (temporada 3-4)
  • Fernanda Stefanski como Conselheira Patricia (temporada 3-4)
  • Palomaris Mathias Mansel como Conselheira Simone (temporada 3)
  • Igor Phelipe como Conselheiro Wagner (temporada 3)
  • Ernani Sanchez como Conselheiro Renato (temporada 3)
  • Monica Augusto como Suzanna (temporada 3)
  • Katia Naiane como Ara (temporada 4)
  • Larissa Noel como Fabiana Toledo (temporada 4)
  • Fabiano Savan como Jeremias Toledo (temporada 4)
  • June Dantas como Cibele (temporada 4)
  • Ricardo Gelli como Leonardo Álvares (jovem) (temporada 4)
  • Mayara Constantino como Marcela Álvares (jovem) (temporada 4)
  • Breno Santos como Douglas (temporada 4)

Produção[editar | editar código-fonte]

O edifício oeste da Arena Corinthians foi usado como cenário na série.

Em 11 de março de 2016, a Netflix anunciou o início das gravações da série, no estado de São Paulo, no Brasil.[5][6][7] Em 10 de outubro de 2016, a Netflix divulgou a data de estreia e um teaser da série, junto com imagens do elenco.[8][9] Os criadores da série estudaram juntos na Universidade de São Paulo, lá mesmo na universidade, Pedro Aguilera fez seu roteiro para série quando tinha cerca de 20 anos de idade.[10] Após acabar o roteiro, Pedro Aguilera fez com seus amigos três episódios pilotos para 3%. Dez emissoras de televisão negaram a proposta de exibição da série, então, os produtores decidiram publicar os três episódios pilotos no YouTube.

Quando a série chegou no YouTube impressionou muita gente, atingindo até 1 milhão de visualizações. Foi feito um abaixo-assinado via internet para que a série continuasse sendo produzida pela Netflix. O abaixo-assinado foi um fracasso chegando a apenas 36 assinaturas. Porém, isso não impediu que no dia 11 de março de 2016, a Netflix anunciasse a produção. A série foi regravada tendo a maioria das cenas gravadas na Arena Corinthians, escolhida por seu design luxuoso e futurista e também no Instituto Inhotim em Brumadinho, Minas Gerais, que é visto diversas vezes quando os capítulos se passam em Maralto (a Galeria Adriana Varejão aparece em diversas cenas). E também nas periferias de São Paulo, como nos bairros Heliópolis, Vila Madalena, Parque da Juventude e Ocupação Cine Marrocos.[10]

Criada por Pedro Aguilera, a série é dirigida por César Charlone, Daina Giannecchini, Dani Libardi e Jotagá Crema, e tem no elenco Mel Fronckowiak e Bianca Comparato. É filmada em resolução 4K.[11][12]

Em 17 de julho de 2017, a Netflix anunciou que a segunda temporada da série estava começando a ser gravada, e divulgou os novos membros do elenco da segunda temporada.[13] As cenas externas do Maralto na segunda temporada foram filmadas no Instituto Inhotim, em Brumadinho. A maior parte das cenas filmadas em Inhotim concentra-se nos jardins centrais - principalmente no local onde está a estátua do "Casal Fundador", inserida em CGI. Mas três outros pavilhões também serviram como locações de filmagem: Pavilhão Adriana Varejão (onde os personagens acessam o submarino), Cosmococas, de Hélio Oiticica (o centro militar) e Pavilhão Sônico, de Doug Aitken (onde ocorre a reunião do conselho).[14]

Em 4 de junho de 2018, a série foi renovada para uma terceira temporada, que foi lançada em 7 de junho de 2019.[15][16] A terceira temporada teve como novo local de filmagem a unidade de conservação Dunas do Rosado, no Porto do Mangue, no Rio Grande do Norte, utilizada para as cenas da "Concha".[17] Em 28 de agosto de 2019, a série foi renovada para uma quarta e última temporada.[18] A quarta e ultima temporada foi lançada em 14 de agosto de 2020.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

No agregador de resenhas Rotten Tomatoes, a primeira temporada tem um índice de aprovação de 85%, com base em 20 resenhas, com uma pontuação média de 6,5/10. O consenso crítico diz: "Apesar das comparações com outros thrillers distópicos centrados em adolescentes, 3% se separa do grupo ao se concentrar em personagens com histórias de fundo e personalidades complicadas."[19] Liz Shannon Miller deu à primeira temporada um B+ em sua crítica para IndieWire, dizendo que a série a deixou "surpresa e impressionada".[20] Calum Henderson, do New Zealand Herald, disse em sua crítica: "Os personagens são o ponto mais forte do programa, e habilmente apresenta os seis principais candidatos ao longo do Processo nos desafios preliminares no primeiro episódio."

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Nomeados Resultado Ref.
2017 Prêmio Ibero-Americano de Cinema Fênix Serie de Drama 3% Indicado [21]

Notas

  1. Na primeira temporada, André Santana, irmão da Michelle, foi interpretado por Gabriel Calamari durante um flashback do episódio "Vidro".

Referências

  1. a b «The third season of 3% will be launched globally on June 7th». Netflix Media Center. 9 de maio de 2019. Consultado em 17 de maio de 2019 
  2. Diniz, Aline (11 de março de 2016). «3% - Primeira série original brasileira da Netflix começa a ser filmada». Omelete. Consultado em 6 de setembro de 2016 
  3. «Assista ao piloto de 3%, nova produção brasileira de ficção científica». Minha Série. Consultado em 24 de maio de 2011 
  4. «Netflix's newest original series is a dystopian thriller in Brazil». The Verge. 5 de agosto de 2015. Consultado em 5 de agosto de 2015 
  5. «Começam gravações da série 3%, primeira produção brasileira de Netflix». Diario de Pernambuco. Consultado em 9 de setembro de 2016 
  6. «Elenco de 3% inicia filmagens da primeira série original brasileira - Netflix». Netflix. Consultado em 9 de setembro de 2016 
  7. «Começam gravações da série 3%, primeira produção brasileira de Netflix». Diario de Pernambuco. 11 de março de 2016. Consultado em 11 de março de 2016 
  8. «3% - 3 por cento - Teaser – Facebook». Facebook. 10 de outubro de 2016. Consultado em 10 de outubro de 2016 
  9. «Série brasileira '3%' tem teaser e data de estreia divulgadas pela Netflix». Lançamentos Netflix. Consultado em 17 de outubro de 2016. Arquivado do original em 18 de outubro de 2016 
  10. a b «15 curiosidades sobre "3%", primeira produção totalmente brasileira da Netflix, que vão te deixar com vontade de assistir à série». Oba Oba. Consultado em 1 de dezembro de 2016 
  11. «Bianca Comparato e João Miguel vão fazer '3%', 1ª série do Netflix no Brasil». Pop & Arte. Consultado em 30 de março de 2016 
  12. «Netflix Brasil terá Bianca Comparato e João Miguel em '3%', sua 1ª série». Pop & Arte. Consultado em 30 de março de 2016 
  13. «Começam as filmagens da segunda temporada da série "3%"». Folha PE. 17 de julho de 2017. Consultado em 17 de julho de 2017 
  14. Oliveira, Cinthya (7 de maio de 2018). «Maralto em Minas: veja como foram as filmagens de '3%' no Inhotim». Hoje em Dia. Consultado em 13 de junho de 2020 
  15. Olin, Bryce (4 de junho de 2018). «3% renewed for season 3 at Netflix: Updated release date». FanSided. Consultado em 4 de junho de 2018 
  16. «The Third Season of "3%" Will Be Launched Globally on June 7th». The Futon Critic. 9 de maio de 2019. Consultado em 10 de maio de 2019 
  17. Kusumoto, Meire (7 de junho de 2019). «'3%': Em novo lugar, personagens enfrentam velhos dilemas». Veja. Consultado em 13 de junho de 2020 
  18. «3%: Netflix anuncia que quarta temporada será a última da série brasileira». UOL. 28 de agosto de 2019. Consultado em 28 de agosto de 2019 
  19. «3%: Season 1 (2016)». Rotten Tomatoes. Consultado em 28 de agosto de 2018 
  20. Miler, Liz Shannon (25 de novembro de 2016). «Netflix's '3%' Review: Season 1 of Brazil's 'Hunger Games' Finds Its Own Voice». IndieWire 
  21. «Anuncian los nominados a los premios Fénix 2017». La Prensa (em espanhol) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]