3001 (álbum de Rita Lee)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
3001
Álbum de estúdio de Rita Lee
Lançamento 2000
Gênero(s) Rock, Eletrônica, Pop Rock
Duração 50:07
Formato(s) CD
Gravadora(s) Universal Music
Produção Rita Lee, Roberto de Carvalho
Cronologia de Rita Lee
Acústico MTV Rita Lee
(1998)
Aqui, Ali, em Qualquer Lugar
(2001)
Singles de 3001
  1. "O Amor Em Pedaços"
  2. "Erva Venenosa"
  3. "Pagu"

3001 é o 29º álbum da cantora brasileira Rita Lee, lançado em 2000. O disco possui um som mais puro em termos de rock, mas vem com uma adição de instrumentos eletrônicos. Tão roqueiro quanto alto astral, o disco – reconhece a cantora – é fruto de um momento de grande entusiasmo em sua vida: "Ele está paz e amor pra nenhuma hippie como eu botar defeito!"[1]

Eletrônica e psicodélica, a faixa que batiza o lançamento marca a retomada da parceria com Tom Zé – a idéia de 3001 foi sugerida por Rita no encontro que os dois tiveram num show da MTV que reuniu no palco alguns dos tropicalistas. Ela pediu a Tom para escrever uma letra que fosse a continuação de 2001 (gravada pelos Mutantes na década de 60). A cantora explica:

"Foi preciso ter existido o astronauta libertado do 2001 mostrando o caminho das estrelas para que a raça humana pudesse vislumbrar sua quase impossível sobrevivência no universo do quarto milênio. Também foi preciso que em 3001 algum controle do tempo revertesse o calendário e mergulhasse mil anos atrás para saber como foi que o astronauta libertado desencadeou o sonho que não acabou."[2]

Rita admite que o futuro – ou seja, hoje em dia – não é bem como ela vislumbrava na época em que o clássico tropicalista foi composto: "Imaginava que em 2001 já estaria passando minhas férias em Vênus usando a tecnologia da era Jetsons... Viajei legal na maionese pois eis-me aqui ainda às voltas com Malufs e Pittas... Mas meu astronauta libertado há viver ad infinitum."

Considerado uma "máquina do tempo musical", 3001 foi nomeado como o "Melhor Disco de Rock" no Grammy Latino de 2001.

Turnê[editar | editar código-fonte]

Os shows de 3001 foram cheios de novidades. Foram incluídas músicas que estavam fora do repertório nos shows. Os velhos sucessos não ficaram de fora, porém. Segundo a cantora:

"Há músicas que quase nunca foram tocadas ao vivo, algumas pérolas tipo Lado B de todos os discos que gravei ao longo desses 33 anos de estrada e que foram muitas vezes ofuscadas pelas músicas que mais fizeram sucesso, como O Futuro me Absolve, da era Tutti Frutti – uma música bacanuda com uma letra atualíssima que nunca cantei ao vivo Entendo que o público também gosta de ouvir os hits e faremos alguns deles com arranjos mais oxigenados."[2]

O show se tornou tambem um especial de fim de ano na Rede Bandeirantes. O show apresentou vários hits do novo disco como Você Vem, Erva Venenosa e O Amor Em Pedaços. O especial 3001 contou com as participações de Caetano Veloso, Zélia Duncan, Paula Toller e Pato Fu.

Singles[editar | editar código-fonte]

Erva Venenosa foi o hit do álbum que emplacou nas paradas do Brasil e já foi incluída nas trilhas sonoras de cinco telenovelas brasileiras. Pagu tambem recebeu espaço nas rádios. A música foi mais popularizada quando a cantora Maria Rita regravou com um estilo mais jazz. O último single, O Amor Em Pedaços, entrou para a lista de músicas que mais receberam "airplay" no ano de 2000.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "3001"   Rita Lee / Roberto de Carvalho / Tom Zé  
2. "2001"   Rita Lee / Tom Zé  
3. "Você Vem"   Rita Lee / Roberto de Carvalho  
4. "Erva Venenosa (Poison Ivy)"   Jerry Leiber / Mike Stoller / Rossini Pinto (versão) 3:55
5. "Mentiras"   Roberto de Carvalho  
6. "Rebeldade"   Rita Lee / Beto Lee  
7. "Pagu"   Rita Lee / Zélia Duncan  
8. "O Amor Em Pedaços"   Fernanda Takai / John  
9. "Cobra"   Rita Lee / Roberto de Carvalho  
10. "Entre Sem Bater"   Rita Lee  
11. "Aviso aos Meliantes"   Itamar Assumpção / Roberto de Carvalho  
12. "História Sem Fim"   Rita Lee / Roberto de Carvalho  

Referências