300 (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de 300 de Esparta)
Ir para: navegação, pesquisa
300
300 (PT/BR)
 Estados Unidos
2006 •  cor •  117 min 
Direção Zack Snyder
Produção Mark Canton
Bernie Goldmann
Gianni Nunnari
Jeffrey Silver
Roteiro Zack Snyder
Kurt Johnstad
Michael B. Gordon
Narração David Wenham
Elenco Gerard Butler
Lena Headey
David Wenham
Rodrigo Santoro
Dominic West
Gênero Ação
Fantasia
Guerra
Música Tyler Bates
Cinematografia Larry Fong
Edição William Hoy
Companhia(s) produtora(s) Legendary Pictures
Virtual Studios
Atmosphere Pictures
Hollywood Gang Productions
Distribuição Warner Bros. Pictures
Lançamento Estados Unidos 9 de Dezembro de 2006
Brasil 13 de Dezembro de 2006
Portugal 5 de Abril de 2007
Idioma inglês
Orçamento US$ 65 milhões[1]
Receita US$ 456.068.181[2]
Cronologia
300: Rise of an Empire
(2014)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

300 é um filme de fantasia e guerra norte-americano de 2006, co-escrito e dirigido por Zack Snyder. É baseado na série de quadrinhos homônima de Frank Miller e Lynn Varley, publicada pela Dark Horse Comics em 1998. Ambos são releituras fictícias da Batalha de Termópilas durante as Guerras Persas. Miller serviu como produtor executivo e consultor do filme. Grande parte de 300 foi filmada com uma técnica de chroma key em superposição, para ajudar a replicar as imagens da história em quadrinhos original.

O enredo gira em torno do Rei Leónidas (Gerard Butler), que lidera 300 espartanos na batalha contra o "deus-rei" Xerxes (Rodrigo Santoro) da Pérsia e o seu exército invasor com mais de 300.000 soldados. Enquanto a batalha acontece, a Rainha Gorgo (Lena Headey) tenta encontrar apoio para o seu marido em Esparta. A história é contada por um narrador, o guerreiro espartano Dilios (David Wenham). Através desta técnica de narrativa, algumas criaturas fantásticas foram acrescentadas, colocando 300 dentro do género da fantasia histórica. Os eventos são revelados como uma história contada por Dilios, o único dos 300 espartanos a sobreviver à batalha.

300 foi lançado em cinemas convencionais e IMAX nos Estados Unidos em 9 de março de 2007 e em DVD, Blu-ray e HD DVD em 31 de julho de 2007. O filme recebeu críticas mistas, recebendo aclamação por seu visual e estilo original, mas criticado por privilegiar mais os visuais que a caracterização e pela descrição que faz dos antigos persas no Irão, uma caracterização que alguns consideraram racista; no entanto, o filme foi um enorme sucesso de bilheteira, arrecadando mais de US$450 milhões. Uma sequência, intitulada 300: Rise of an Empire, que se baseia na graphic novel não publicada de Miller, Xerxes, foi lançada em 7 de março de 2014.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme começa com um orador espartano a contar a vida do jovem rei Leónidas I, revelando também o rigor e a disciplina a que foi submetido durante a sua infância. Aos sete anos, é tirado da sua mãe para iniciar o agogê - um período de privações a que todos os cidadãos de Esparta são submetidos.

Passados trinta anos, o orador conta que um mensageiro persa chega a Esparta e comunica-lhe o desejo de Xerxes I em dominar a região - através de um pedido aparentemente inocente de "terra e água". Leónidas, ofendido com tal mensagem, mata toda a comitiva persa e decide começar uma guerra com Xerxes. Como Esparta estava a celebrar a festa religiosa da Carneia, Leónidas não poderia entrar em guerra, então ele pega 300 homens de sua guarda pessoal e diz que vai dar um passeio - e marcha ao encontro dos invasores persas.

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

  • Gerard Butler como Rei Leónidas, Rei de Esparta.
  • David Wenham como Dilios, narrador e soldado espartano.
  • Lena Headey como Rainha Gorgo, Rainha de Esparta (Gorgo tem um papel maior no filme do que na história em quadrinhos, onde ela só aparece no começo).[3]
  • Giovani Cimmino como Plistarco: filho de Leónidas e Gorgo; idolatra seu pai (Pleistarchus não aparece na história em quadrinhos).[3]
  • Dominic West como Theron, um político espartano corrupto fictício (Theron não aparece na história em quadrinhos).[3]
  • Vincent Regan como Capitão Artemis: Leal capitão e amigo de Leónidas.
  • Tom Wisdom como Astinos: O filho mais velho do capitão Artemis. No filme, Astinos tem uma presença constante até ele morrer. No quadrinho, Astinos é mencionado apenas quando ele morre.[3]
  • Andrew Pleavin como Daxos, um líder arcadiano que se une à Leónidas.
  • Andrew Tiernan como Ephialtes, um despedido espartano e traidor espartano deformado.
  • Rodrigo Santoro como Xerxes I, o poderoso e implacável rei supremo de Pérsia.
  • Stephen McHattie como O Legalista, um leal político espartano.
  • Michael Fassbender como Stellios, um soldado espartano, espirituoso e altamente qualificado.
  • Peter Mensah como um mensageiro persa que é jogado ao poço por Leónidas.
  • Kelly Craig como Pítia, um Oráculo para os Éforos.
  • Robert Maillet como Uber Imortal, um gigante muscular e perturbado que luta contra Leónidas durante a luta imortal
  • Patrick Sabongui como General Persa

Produção[editar | editar código-fonte]

Acima: a versão cinematográfica de um painel da graphic novel (abaixo).

O produtor Gianni Nunnari não era a única pessoa que planejava um filme sobre a Batalha de Termópilas; o diretor Michael Mann já tinha planejado um filme da batalha baseado no livro Portões de Fogo. Nunnari descobriu a graphic novel 300 de Frank Miller, que o impressionou o suficiente para adquirir os direitos cinematográficos.[4][5] 300 foi produzido em conjunto por Nunnari e Mark Canton, e Michael B. Gordon escreveu o roteiro.[6] O diretor Zack Snyder foi contratado em junho de 2004,[7] visto que ele tinha tentado fazer um filme baseado na HQ de Miller antes de fazer sua estreia com Dawn of the Dead.[8] Snyder, em seguida, reescreveu o roteiro de Gordon junto com Kurt Johnstad, e Frank Miller foi contratado como consultor e produtor executivo.[9] A graphic novel 300 de Frank Miller foi inspirada pelo filme The 300 Spartans, que Miller viu pela primeira vez aos 6 anos.[10]

Dois meses de pré-produção foram necessários para criar centenas de escudos, lanças e espadas, algumas das quais foram reciclado de Troia e Alexander. As criaturas foram projetadas por Jordu Schell,[11] e um lobo animatrônico e treze cavalos animatrônicos foram criados. Os atores treinaram ao lado dos dublês, e até mesmo Snyder se juntou. Mais de 600 figurinos foram criados para o filme, assim como próteses extensivas para vários personagens e os cadáveres de soldados persas. Shaun Smith e Mark Rappaport trabalharam lado a lado com Snyder na pré-produção para projetar a aparência dos personagens individuais e para produzir os efeitos de maquiagem protética, adereços, armas e manequins necessários para a produção.[12]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

300 recebeu vinte e sete indicações e conquistou nove prêmios. Em 2007, o filme recebeu o prêmio de "Efeitos Visuais" no Taurus World Stunt Awards, no Satellite Awards e também no Phoenix Film Critics Society Awards. Ainda em 2007 recebeu o prêmio de "Melhor filme de Hollywood" no Hollywood Film Festival. Foi indicado a cinco categorias do MTV Movie Awards 2007 de 2007, nas categorias de "Melhor filme", "Melhor desempenho (Gerard Butler)", "Melhor revelação (Lena Headey)", "Melhor vilão (Rodrigo Santoro)" e "Melhor luta (Gerard Butler contra o gigante)", tendo ganho a última..[13] O trailer também foi premiado no Golden Trailer Awards e a trilha sonora recebeu a premiação no BMI Film e TV Awards.

Em 2008 o filme recebeu da Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films dois prêmios: "Melhor filme de ação e aventura" e "Melhor direção". Recebeu ainda a premiação de "Melhor luta no Saturn World Stunt Awards". [14][15]

Banda sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora foi composta por Tyler Bates.

  1. "To Victory" – 2:33
  2. "The Agoge" – 2:24
  3. "The Wolf" – 2:09
  4. "Returns a King" – 2:23
  5. "Submission" – 2:39
  6. "The Ephors" – 1:58
  7. "Cursed by Beauty" – 1:40
  8. "What Must a King Do?" – 1:04
  9. "Goodbye My Love" – 3:21
  10. "No Sleep Tonight" – 2:32
  11. "Tree of the Dead" – 2:23
  12. "The Hot Gates" – 2:59
  13. "Fight in the Shade" – 3:16
  14. "Come And Get Them" – 2:04
  15. "No Mercy" – 2:22
  16. "Immortals Battle" – 1:52
  17. "Fever Dream" – 2:32
  18. "Xerxes' Tent" – 3:19
  19. "Tonight We Dine in Hell" – 1:13
  20. "The Council Chamber" – 2:33
  21. "Xerxes' Final Offer" – 2:37
  22. "A God King Bleeds" – 2:16
  23. "Glory" – 1:43
  24. "Message for the Queen" – 2:30
  25. "Remember Us" – 2:56

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Corliss, Richard (14 de março de 2007). «7 Reasons Why 300 Is a Huge Hit». Time. Consultado em 9 de março de 2011 
  2. «300 (2007)». Box Office Mojo. Consultado em 19 de março de 2011 
  3. a b c d Albert, Aaron. «300 Comic To Movie Comparison» (em inglês). About.com. Consultado em 24 de junho de 2017 
  4. Rob M. Worley (9 de março de 2007). «Exclusive interview: Producer Gianni Nunnari's epic struggle for 300». Comics2Film.com (em inglês). Consultado em 17 de abril de 2010 
  5. Scott Mitchell Rosenberg (9 de março de 2007). «March to Glory». Broken Frontier (em inglês). Consultado em 17 de abril de 2010. Arquivado do original em 21 de maio de 2008 
  6. Stax (17 de fevereiro de 2004). «The Stax Report: Script Review of 300» (em inglês). IGN. Consultado em 17 de abril de 2010 
  7. Stax (22 de junho de 2004). «Who Commands the 300 (em inglês). IGN. Consultado em 17 de abril de 2010 
  8. Susan Wloszczyna (3 de março de 2007). «An epic tale, told 300 strong». USA Today (em inglês). Consultado em 10 de março de 2007 
  9. Gilchrist, Todd (20 de agosto de 2005). «Being Frank» (em inglês). IGN 
  10. Ito, Robert (26 de novembro de 2006). «The Gore of Greece, Torn From a Comic». The New York Times (em inglês) 
  11. «Jordu Schell: Avatar Lead Characters Designer». Avatar Movie Zone (em inglês). Consultado em 10 de dezembro de 2015. Arquivado do original em 2 de setembro de 2009 
  12. Douglas Edward (5 de janeiro de 2007). «300: The Set Visit!». SuperHeroHype.com (em inglês). Consultado em 17 de março de 2007. Cópia arquivada em 17 de março de 2007 
  13. Larry Carroll, Shawn Adler (8 de maio de 2007). «MTV Movie Awards Nominees: Pirates, Spartans — And That Crazy Kazakh». MTV (em inglês). Consultado em 20 de Dezembro de 2007 
  14. Léo Francisco. «Confira a lista dos vencedores do Saturn Awards 2008» (em em inglês). Cinema com Rapadura. Consultado em 19 de Agosto de 2008 
  15. «300: Awards and Nominees» (em em inglês). IMDb. Consultado em 19 de Agosto de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: 300 (filme)
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre 300 (filme)