43.ª reunião de cúpula do G7

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
43ª cúpula do G7
43rd G7 summit
Logotipo oficial.
Anfitrião  Itália
Sede Taormina, Sicília
Data 26 e 27 de maio de 2017
Participantes Veja abaixo
Site Página oficial
Cronologia
Japão 42.ª reunião
Canadá 44.ª reunião

A 43.ª reunião de cúpula do G7 realizou-se entre 26 e 27 de maio de 2017, em Taormina, Sicília, Itália.[1][2] Em março de 2014, o G7 declarou que não seria possível uma discussão integral com a Federação Russa no contexto multilateral da organização por conta dos empecilhos diplomáticos gerados após a Crise da Crimeia.[3][4] Desde então, as reuniões de cúpula não têm sido realizadas sob o contexto do G8.[5]

Foi a primeira ocasião desde 1987 em que a Itália sediou uma reunião de cúpula do G7 sem a liderança de Silvio Berlusconi.[6][7][8] No geral, a reunião foi a sexta ocasião em que o país recebeu uma cimeira do grupo; outras cidades italianas a sediarem o evento foram Veneza (1980 e 1987), Nápoles (1994) e Áquila (em 2009).[8] O comparecimento de Angela Merkel e Theresa May marcou a primeira vez em que mulheres representaram as nações europeias mais poderosas do grupo.[7]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Líderes do G7 durante a 43.ª reunião do grupo, 2017.

A 43.ª reunião de cúpula contou com a participação dos líderes dos sete Estados-membros do G7, além de representantes da União Europeia. O Presidente da Comissão Europeia têm sido um membro-convidado em todas as cimeiras desde 1981.[9] O evento contou com a primeira participação dos líderes Theresa May, Emmanuel Macron e Donald Trump,[7] sendo também o primeiro encontro bilateral entre este dois últimos.[10]

Membros permanentes
País anfitrião e líder estão indicados em negrito.
Membro Representado por Título
Alemanha Alemanha Angela Merkel Chanceler
Canadá Canadá Justin Trudeau Primeiro-ministro
Estados Unidos Estados Unidos Donald Trump Presidente
França França Emmanuel Macron Presidente
Itália Itália Paolo Gentiloni Primeiro-ministro
Japão Japão Shinzō Abe Primeiro-ministro
Reino Unido Reino Unido Theresa May Primeiro-ministro
União Europeia União Europeia Jean-Claude Juncker Presidente da Comissão Europeia
Donald Tusk Presidente do Conselho Europeu

Temas[editar | editar código-fonte]

Os líderes presentes enfatizaram temas de interesse comum entre as nações, como: o fim da Guerra Civil Síria, conclusão da missão das Nações Unidas na Líbia, redução da presença do Estado Islâmico do Iraque e do Levante na Síria e Iraque.[11] Além disto, a Coreia do Norte foi tema das discussões, sendo conclamada a cumprir as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Alguns líderes também citaram a necessidade de uma posição da Federação Russa sobre o conflito na Ucrânia.[12]

No setor de economia, os líderes comprometeram-se a apoiar uma atividade econômica e garantir estabilidade de mercado, além de desafiar desigualdades de comércio.[13] Os líderes concordaram em criar condições para o recebimento dos imigrantes de outros países afetados pelo conflito no Oriente Médio. Outros temas debatidos foram o aquecimento global e as políticas internacionais de saúde.[14]

Referências

  1. «Renzi announces to host G7 summit in Taormina». RAI News 24. 26 de maio de 2016 
  2. «G7 a Taormina, è ufficiale. Renzi chiama da Boston il sindaco Giardina: «Il vertice si farà nella Perla». Blog Taormina. 1 de abril de 2016 
  3. «Lawmakers call for suspension of Russia from G8, swift action against Putin». CNN. 2 de março de 2014 
  4. «G7 leaders warn Russia of fresh sanctions over Ukraine». BBC News. 5 de junho de 2014 
  5. McGregor, Richard; Fontanella-Khan, James (24 de março de 2014). «Russia suspended from G8, but not expelled». Financial Times 
  6. Latza, Barbie Nadeau (20 de abril de 2017). «As Italy Prepares for the G7 Summit, It's Trump vs. the Volcano». The Daily Beast 
  7. a b c «G7 demand action on extremist net content at summit». BBC News. 26 de maio de 2017 
  8. a b «All eyes on Berlusconi at G7 Summit». The Independent. 6 de julho de 1994 
  9. «Factbox: The Group of Eight: what is it?». Reuters. 4 de julho de 2008 
  10. Henley, John (28 de maio de 2017). «Emmanuel Macron: my handshake with Trump was 'a moment of truth'». The Guardian 
  11. «Theresa May to urge NATO to join global coalition fighting ISIS». The Guardian. 24 de maio de 2017 
  12. Irish, John (26 de maio de 2017). «G7 leaders must not waver on Russia sanctions, says EU's Tusk». Reuters 
  13. Hunt, Thomas (30 de maio de 2017). «Angela Merkel blasts Donald Trump and Theresa May while promoting NATO». Express 
  14. «G7 Taormina Leaders' Communiqué» (PDF). 30 de maio de 2017 

Predefinição:Cimeiras do G7