459 a.C.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Março de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
SÉCULOS: Século VI a.C.Século V a.C.Século IV a.C.
DÉCADAS: 500 a.C.490 a.C.480 a.C.470 a.C.460 a.C.
450 a.C.440 a.C.430 a.C.420 a.C.410 a.C.400 a.C.
ANOS: 464 a.C.463 a.C.462 a.C.461 a.C.460 a.C.
459 a.C.458 a.C.457 a.C.456 a.C.455 a.C.454 a.C.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Guerra entre Atenas e a Pérsia[editar | editar código-fonte]

  • Aquemenes, após refrescar suas tropas no Rio Nilo, se prepara para a batalha; seus inimigos, os rebeldes egípcios e líbios liderados por Inaro, esperam a chegada dos atenienses.[1]
  • Os atenienses invadem e controlam o Nilo. Inaro e Caramitis, comandante dos atenienses, derrotam os persas. Na batalha lutaram 40 (Ctésias) ou 200 (Diodoro) navios atenienses contra 50 persas.[1]
  • Na batalha terrestre, pela vantagem numérica, os persas começam vencendo, mas após os atenienses forçarem um ataque, os persas debandam, e são massacrados. 100.000 persas são mortos, inclusive Aquemenes, pelas mãos do próprio Inaro, cujo corpo foi levado a Artaxerxes.[1]
  • Os atenienses tomam dois terços de Mênfis, e atacam os persas e medos que se refugiram atrás da "muralha branca".[1]


Falecimentos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e James Ussher, The Annals of the World [em linha]