58 Leonis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
58 Leonis
d Leonis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Leo
Asc. reta 11h 00m 33,6s[1]
Declinação +03° 37′ 03,0″[1]
Magnitude aparente 4,852[1]
Características
Tipo espectral K1 III[1]
Cor (U-B) 1,12[2]
Cor (B-V) 1,13[3]
Astrometria
Velocidade radial 5,98 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 14,82 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -16,51 mas/a[1]
Paralaxe 9,05 ± 0,20 mas[1]
Distância 360 ± 8 anos-luz
110 ± 2 pc
Magnitude absoluta −0,36[3]
Detalhes
Raio 14[4] R
Gravidade superficial 2,17 ± 0,09 (log g)[5]
Temperatura 4 559 ± 24[5] K
Metalicidade [Fe/H] -0,15 ± 0,06[5]
Rotação 1,0 km/s[6]
Outras denominações
d Leonis, HR 4291, BD+04 2407, HD 95345, SAO 118610, FK5 1246, HIP 53807.[1]
Leo constellation map.png

58 Leonis (58 Leo, d Leo, d Leonis) é uma estrela na constelação de Leo. Com uma magnitude aparente de 4,82,[1] é brilhante o suficiente para ser vista a olho nu. Medições de paralaxe mostram que está a aproximadamente 360 anos-luz (110 parsecs) da Terra.[1] Sua magnitude absoluta visual é de -0,36.[3]

58 Leonis é uma estrela de bário[7] com uma classificação estelar de K1 III.[1] A classe de luminosidade 'III' indica que é uma estrela gigante evoluída que já consumiu o hidrogênio em seu núcleo. Tem um raio 14 vezes maior que o raio do Sol[4] e uma temperatura efetiva de 4 559 K.[5] Com essa temperatura, tem a coloração alaranjada típica de estrelas de classe K.[8] Assim como todas as estrelas de bário,[7] tem uma estrela companheira anã branca.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l «SIMBAD query result - 58 Leo». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 7 de novembro de 2012 
  2. Johnson, H. L.; Iriarte, B.; Mitchell, R. I.; Wisniewskj, W. Z. (1966). «UBVRIJKL photometry of the bright stars». Bibcode:1966CoLPL...4...99J 
  3. a b c Schiavon, Ricardo P (julho de 2007). «Population Synthesis in the Blue. IV. Accurate Model Predictions for Lick Indices and UBV Colors in Single Stellar Populations». The Astrophysical Journal Supplement Series. 171 (1) [S.l.: s.n.] pp. 146–205. Bibcode:2007ApJS..171..146S. doi:10.1086/511753 
  4. a b Pasinetti Fracassini, L. E. et al. (fevereiro de 2001), "Catalogue of Apparent Diameters and Absolute Radii of Stars (CADARS) - Third edition - Comments and statistics", Astronomy and Astrophysics 367: 521–524, doi:10.1051/0004-6361:20000451, Bibcode2001A&A...367..521P. 
  5. a b c d Wu, Yue et al. (janeiro de 2011), "Coudé-feed stellar spectral library - atmospheric parameters", Astronomy and Astrophysics 525: A71, doi:10.1051/0004-6361/201015014, Bibcode2011A&A...525A..71W 
  6. de Medeiros, J. R.; Mayor, M (novembro de 1999). «A catalog of rotational and radial velocities for evolved stars». Astronomy and Astrophysics Supplement. 139 [S.l.: s.n.] pp. 433–460. Bibcode:1999A&AS..139..433D. doi:10.1051/aas:1999401 
  7. a b Bergeat, J.; Knapik, A (maio de 1997). «The barium stars in the Hertzsprung-Russel diagram.». Astronomy and Astrophysics. 321 [S.l.: s.n.] pp. L9–L1997.04.17. Bibcode:1997A&A...321L...9B 
  8. "The Colour of Stars", Australia Telescope, Outreach and Education (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation), 21 de dezembro de 2004, http://outreach.atnf.csiro.au/education/senior/astrophysics/photometry_colour.html, visitado em 6 de novembro de 2012 
  9. Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A (setembro de 2008). «A catalogue of multiplicity among bright stellar systems»: 869–879. arXiv:0806.2878Acessível livremente. Bibcode:2008MNRAS.389..869E. doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.