6ix9ine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
6ix9ine
Hernandez em 2017
Nome completo Daniel Hernandez
Outros nomes
  • Tekashi69[1]
  • Tekashi 6ix9ine[2]
  • Wallah Dan[3]
Nascimento 8 de maio de 1996 (26 anos)
Brooklyn, Nova Iorque
Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Estatura 1.68 m[4]
Filho(a)(s) 2[5]
Ocupação
Carreira musical
Período musical 2012—presente
Gênero(s)
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s)
  • 10K Projects
  • Create Music Group
  • Scumgang
Afiliações
Assinatura
6ix9ine's signature.svg
Página oficial
6ix9inestore.com

Daniel Hernandez (Nova Iorque, 8 de maio de 1996), conhecido por seu nome artístico 6ix9ine (pronuncia-se "six nine"), é um rapper e compositor norte-americano. Sua música é marcada por um estilo agressivo de rap, enquanto sua controversa persona pública é caracterizada por seus distintos cabelos cor de arco-íris, tatuagens extensas, disputas públicas com outras celebridades e questões legais.[8]

6ix9ine chegou à fama no final de 2017 com o lançamento de seu single de estreia, "Gummo". No início de 2018 lançou a mixtape Day69, que estreou no número quatro na parada de álbuns da Billboard 200.[9] "Fefe", com Nicki Minaj e Murda Beatz, single de seu álbum de estreia, Dummy Boy, alcançou o número três na Billboard Hot 100.[10] Apesar da recepção negativa da crítica, Dummy Boy recebeu certificado de platina pela Recording Industry Association of America (RIAA).[11]

Em 2015, 6ix9ine se declarou culpado de uma acusação de uso de uma criança em uma performance sexual (em que ele não teve contato sexual com a vítima) e foi sentenciado a quatro anos em liberdade condicional, além de ter de cumprir 1.000 horas de serviço comunitário.[12] Em 2018, ele foi preso por acusações de racketeering, posse de armas e drogas. Ele se declarou culpado de nove acusações, incluindo conspiração para assassinato, assalto à mão armada, e em fevereiro de 2019 foi sentenciado à 2 anos de prisão depois de testemunhar para a acusação.[13] Em abril de 2020, Tekashi foi colocado em prisão domiciliar devido à pandemia de COVID-19, após temores de sua vulnerabilidade à doença devido à sua condição de asma.[14][15]

O videoclipe de seu primeiro single após sair da prisão, "Gooba", quebrou o recorde de vídeo de hip hop online mais visto nas primeiras 24 horas,[16] e Trollz, sua terceira colaboração com Nicki Minaj, alcançou o topo das paradas musicais dos Estados Unidos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Daniel Hernandez nasceu no dia 8 de maio de 1996, em Bushwick, Brooklyn, Nova Iorque, filho de mãe mexicana e pai porto-riquenho.[17] Seu pai também se chama Daniel Hernando.[18] Sua mãe, Natividad Perez-Hernandez, foi aos Estados Unidos em 1988 em busca de vida e oportunidade melhores; ela era operária em uma fábrica e faxineira. Hernandez jogou beisebol e futebol durante sua juventude. Daniel e seu irmão mais velho, Oscar, foram criados em uma igreja durante a juventude, onde cantava durante a missa e foi escolhido várias vezes para ler a Bíblia; sua passagem favorita era o Salmo 121.[19]

Hernandez não conheceu o pai até os 9 anos de idade e teve apenas um breve relacionamento com ele. De acordo com seu pai, 6ix9ine ouvia de sua mãe que ele estava morto.[17] Seu pai também era viciado em heroína e passou cinco anos preso por vender drogas. Seu padrasto foi morto a tiros a poucos metros de distância da casa onde moravam, em 2010.[19] Após o assassinato de seu padrasto, sua mãe não conseguia ganhar dinheiro suficiente para sustentar seus filhos. Ela se inscreveu num programa para obter assistência social. Muitas noites Hernandez e seu irmão iam para a cama sem jantar. Devido à dificuldade financeira de sua mãe, Hernandez e seu irmão usavam roupas usadas.[19] Emocionalmente perturbado pela morte de seu padrasto, Hernandez não tomava banho e nem comia a ponto de perder bastante peso. Recebeu terapia e foi diagnosticado com depressão e transtorno de estresse pós-traumático.[19][20] Hernandez também acabou sendo expulso da escola no 8º ano e nunca mais retornou. Trabalhou como garçom e entregador numa mercearia para ajudar sua mãe financeiramente.[21]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2012–2016: Início de carreira[editar | editar código-fonte]

Hernandez decidiu fazer rap em 2012 depois de conhecer Peter Rodgers, CEO da Hikari-Ultra, uma gravadora de Nova Iorque. Quando Rodgers entrou no restaurante vegano que Hernandez trabalhava em Bushwick, Brooklyn, ele perguntou se Hernandez fazia rap com base na sua aparência, afirmando que achava que tinha a imagem de um rapper e sugeriu que começasse a cantar por causa disso.[22]

Hernandez começou a lançar seus raps em 2014, começando com "69" em agosto, "Pimpin" em setembro e "Who The Fuck is You" em outubro. Nos três anos seguintes, lançou faixas como "Scumlife", "Yokai" e "Hellsing Station", chamando a atenção devido ao seu estilo de rap agressivo e ao uso de anime em seus videoclipes. Muitas de suas primeiras canções foram lançadas pela FCK THEM, uma gravadora com sede na Eslováquia.[23]

Ganhando fama como um meme da Internet, por seu cabelo tingido de arco-íris, grills chapeados também de arco-íris e extensas tatuagens, ele acabou se tornando um associado do rapper nova-iorquino ZillaKami, meio-irmão de Peter Rodgers.[24] Meses depois eles brigaram, depois que Hernandez descobriu que Rodgers iria assinar um contrato com a Epic Records exclusivamente para ZillaKami, e o surgimento de alegações de que Hernandez teria supostamente roubado instrumentais e músicas que eles fizeram juntos.[8] Logo depois, Hernandez começou a trabalhar com Andrew Green, um rapper conhecido como TrifeDrew.[8]

2017–2018: Day69 e Dummy Boy[editar | editar código-fonte]

6ix9ine exibindo seu cabelo arco-íris em novembro de 2017

"Poles1469", lançada em abril de 2017, que contou com 6ix9ine ao lado do rapper Trippie Redd, foi sua primeira música a receber visualizações significativas no YouTube.[23] Hernandez ganhou destaque nas mídias sociais devido a um post do Instagram, de julho de 2017, que se tornou viral tanto no Reddit quanto no Twitter. Nesse post, se destacou a aparência excêntrica de Hernandez.[25][26] Seu primeiro single comercial, "Gummo", foi lançado em 10 de novembro de 2017 e alcançou a 12ª posição na Billboard Hot 100.[27][28] Recebeu certificado de platina pela RIAA em 5 de março de 2018.[29] Seu single seguinte, "Kooda", bateu na 61ª posição da Billboard Hot 100, na semana de 23 de dezembro de 2017.[30] Em 14 de janeiro de 2018, 6ix9ine lançou seu terceiro single, "Keke", com Fetty Wap e A Boogie wit da Hoodie, que também entrou no top 100 da Billboard.[31]

Pouco depois, Hernandez anunciou sua mixtape de estreia, Day69.[32] A mixtape foi lançada em 23 de fevereiro de 2018 e estreou na quarta posição na parada de álbuns americana, a Billboard 200, com 55.000 cópias equivalentes, sendo 20.000 puras.[33][34] De acordo com Jon Caramanica, do The New York Times, a mixtape foi uma consequência da "explosão do SoundCloud rap" e foi notável por sua disposição de se desviar do som predominante do hip hop.[7] Com o lançamento de Day69, duas músicas do álbum, "Billy" e "Rondo", entraram na Billboard Hot 100, com "Billy" chegando ao número 50 e "Rondo" ao 73.[35][36]

Em abril de 2018, Hernandez lançou o single "Gotti", remix de uma música que ele havia feito com o artista Packman, intitulada "Got it, Got it".[37] O videoclipe da música foi lançado em 16 de abril de 2018 e mostra Hernandez doando pacotes de notas de 100 dólares para cidadãos pobres na República Dominicana.[38][39] A música foi adicionada à mixtape Day69 como música bônus e estreou no número 99 na Billboard Hot 100, saindo da parada na semana seguinte. "Gotti" se tornou, assim, a sexta entrada consecutiva de Hernandez na Hot 100.[35]

6ix9ine se apresentando em Amsterdã em junho de 2018

Hernandez se envolveu em polêmica em maio de 2018, quando se envolveu em um tiroteio com a equipe do rapper Casanova, de Nova Iorque, como parte de uma rixa; isso levou Hernandez a perder um contrato de 5 milhões de dólares e ser banido do Barclays Center.[40] Após o tiroteio, Hernandez ficou em silêncio no que se refere ao lançamento de música ou prévias de novas canções, antes de lançar "Tati", com DJ Spinking, em junho daquele ano. "Tati" estreou na 43ª posição da Billboard Hot 100.[40]

Em julho de 2018, Hernandez lançou seu oitavo single, "Fefe", com participação de Nicki Minaj e Murda Beatz; o single estreou na quarta posição da Billboard Hot 100, e subiu uma posição na semana seguinte. Esta foi sua primeira canção a chegar no Top 5 da parada.[41] "Fefe" recebeu certificado de dupla platina pela RIAA.[42] Seus singles subsequentes, "Bebe" e "Stoopid", também alcançaram o top 30 da Hot 100.[43]

Em setembro de 2018, Hernandez assinou um contrato com a gravadora Create Music Group, de Los Angeles.[44]

No início de outubro de 2018, Hernandez participou das músicas "Aulos Reloaded", com o DJ francês Vladimir Cauchemar, e "Kick", com o cantor dinamarquês Jimilian.[45] Em 7 de novembro de 2018, foi anunciado que seu primeiro álbum de estúdio, Dummy Boy, seria lançado em 23 de novembro,[46] mas dois dias antes, dia 21, a data de lançamento foi adiada.[47] O álbum foi lançado sem aviso prévio no dia 27 de novembro, em todas as plataformas digitais.[48] Apesar da recepção negativa da crítica, o álbum se tornou seu maior sucesso, depois de estrear em segundo lugar na Billboard 200 atrás de Astroworld, do rapper Travis Scott.[48][49] Enquanto esteve na prisão, 6ix9ine foi destaque como participação no single "Swervin", do rapper A Boogie wit da Hoodie, que alcançou a 38ª posição da Billboard Hot 100. A música foi lançada em 21 de dezembro de 2018, junto com o álbum Hoodie SZN.[50]

2019–presente: Retorno à música e TattleTales[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2019, Hernandez assinou um contrato de dois álbuns por mais de 10 milhões de dólares com a gravadora 10K Projects, sendo um álbum em inglês e um álbum em espanhol.[51][52]

Em abril de 2020, Hernandez teve que solicitar permissão a um juiz para filmar um videoclipe no quintal de sua casa enquanto estava em prisão domiciliar.[53] Em 7 de maio de 2020, Hernandez anunciou que lançaria um novo single no dia seguinte, marcando seu retorno à música no seu aniversário de 24 anos.[54] A canção, intitulada "Gooba", foi lançada junto com o videoclipe. De acordo com Madison Bloom, do Pitchfork, a faixa inclui referências a COVID-19 ("They sick, been hot, way before coronavirus") e a cooperação de Hernandez com promotores federais ("Tell me how I ratted, came home to a big bag").[55] Após vários adiamentos, Hernandez lançou seu segundo single "Trollz", com participação de Nicki Minaj, que foi lançado em 12 de junho de 2020.[56] A canção estreou no topo da parada musical americana, marcando o primeiro single número um de 6ix9ine. "Trollz" caiu para o número 34 em sua segunda semana, quebrando o recorde de maior queda de posição do número um na história das paradas, no entanto, o recorde foi quebrado novamente no final daquele ano por Taylor Swift, com a canção "Willow".[57] Um terceiro single, "Yaya", foi lançado em 3 de julho. Ele estreou no número 99 da Billboard Hot 100 e saiu das paradas na semana seguinte. Um quarto single, "Punani", foi lançado em 2 de agosto. Todas as canções estão incluídas em seu segundo álbum de estúdio, TattleTales, lançado em 4 de setembro de 2020. Após o lançamento do álbum, Hernandez lamentou o tratamento que recebeu das plataformas de música Spotify e Apple Music, com elas não exibindo em suas páginas que ele havia lançado um álbum, e também não incluindo em suas playlists. De acordo com Hernandez, isso é a indústria da música usando a influência dessas plataformas para prejudicá-lo, como resultado de sua cooperação com promotores federais.[58]

Questões pessoais e legais[editar | editar código-fonte]

Em 12 de julho de 2018, Hernandez foi preso em Nova Iorque por um mandado pendente relacionado a um incidente em que supostamente estrangulou um jovem de 16 anos no shopping Galleria em Houston em janeiro de 2018.[59]

Durante meados de 2018, Hernandez esteve envolvido em desavenças com vários rappers de Chicago, incluindo Chief Keef e Lil Reese.[60] Em 2 de junho de 2018, o Chief Keef foi baleado em frente ao W Hotel em ( iKAI MOB ) Nova York e, mas não foi atingido; nenhum ferimento resultou do incidente.[61] Devido à contenda em curso, Hernandez foi confirmado para ser investigado pelo Departamento de Polícia de Nova York para o possível envolvimento com o incidente, apesar de estar em Los Angeles no momento do tiroteio.[62][63]

Na madrugada de 22 de julho de 2018, Hernandez foi sequestrado, espancado e assaltado por três desconhecidos no Brooklyn. Ele havia terminado de filmar um videoclipe quando três assaltantes armados agarraram Hernandez do lado de fora de sua casa e a pistola o açoitou. Os ladrões eventualmente levaram mais de US $ 750 mil em jóias personalizadas e aproximadamente US $ 35 mil em dinheiro. Hernandez escapou de seu veículo e chamou a ajuda da polícia por meio de um estranho. Ele foi levado ao hospital.[64]

Devido a seus contínuos problemas legais à luz de sua barganha, o escritório do promotor público de Manhattan anunciou que Hernandez poderia enfrentar até três anos de prisão.[65] A condenação está agendada para 2 de outubro de 2018.[66]

No dia 18 de outubro de 2018 o rapper foi acusado pelo FBI de fazer parte de uma gangue de rua violenta, chamada Nine Trey Gangsta Bloods. Portanto, o cantor poderá ser condenado à prisão perpétua, caso seja comprovada alguma ligação sua com os crimes cometidos.

Recentemente, um dos co-réus foi condenado a 62 meses de prisão por envolvimento em um assalto à mão armada no ano passado. Muitos dos réus optaram por aceitar acordos no caso, em vez de avançar com o julgamento, exceto dois deles. Anthony “Harv” Ellison é acusado de realizar o sequestro de 6ix9ine que ocorreu em 2018. Ellison é supostamente responsável por sequestrar, assaltar e roubar o rapper. Mas o advogado dele na verdade não compra essa versão.

Ele diz que “Nenhum roubo, sequestro ou agressão aconteceu” em entrevista para uma emissora de TV. “Isso não aconteceu. Ele fez com que parecesse um assalto ou sequestro.” Novos documentos judiciais revelaram que o incidente foi capturado por imagens de vigilância, que Cannick acredita que acabarão por funcionar a seu favor durante o julgamento. “Eles estão dizendo que o carro [onde o sequestro supostamente ocorreu] foi grampeado pelo governo”, acrescentou. “Acreditamos que isso será muito útil para a defesa.”

Cannick afirma que o incidente foi essencialmente encenado para promover o álbum de 6ix9ine. Depois que os documentos revelaram que 6ix9ine colocou dinheiro pela cabeça de Ellison, Cannick também disse que foi apenas para se mostrar. “Ele tinha os recursos e, aparentemente, ele teve acesso a indivíduos que o realizariam”, disse ele. “Você deve se perguntar se foi ou não real”.

Em setembro de 2019 especula-se que o fim da sua carreira estaria perto por conta da sentença de sua prisão.

Deverá entrar para o programa de proteção de testemunhas, após ter testemunhado em tribunal contra dois membros do gangue Nine Trey Bloods. [67]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Trippie Redd[editar | editar código-fonte]

Em um vídeo que já foi excluído do Instagram, o ex-colaborador Michael White, também conhecido como Trippie Redd, denunciou que Hernández “promove a pedofilia”. Em novembro de 2017, White postou uma foto de Hernandez de mãos dadas com outro homem na tentativa de expor Hernandez como um homossexual não declarado. Mais tarde naquele mês, quando White estava em Nova York, ele foi assaltado em um hotel onde estava hospedado por indivíduos aparentemente ligados a Hernandez como resultado dos comentários homofóbicos de White. A dupla deu continuidade à troca de insultos pelo Instagram.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de 6ix9ine
  • Dummy Boy (2018)
  • TattleTales[68] (2020)

Turnês[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Tekashi69 Has Plan to Get Out of Jail Before September Racketeering Trial» (em inglês). TMZ. 8 de abril de 2019 
  2. Maduakolam, Emmanuel (1 de fevereiro de 2019). «Tekashi 6ix9ine Pleads Guilty to Nine Criminal Counts, Details Emerge» (em inglês). HYPEBEAST 
  3. Cheung, HP (8 de agosto de 2017). «10 More New Rappers You Should Know» (em inglês). HYPEBEAST 
  4. «Biografia de 6ix9ine» 
  5. Price, Joe (19 de dezembro de 2019). «Court Hearing Reveals 6ix9ine Has a Second Child» (em inglês). Complex 
  6. Guan, Frank (28 de março de 2018). «SoundCloud Rap Has Its First No. 1 Album — Now What?» (em inglês). Vulture 
  7. a b Caramanica, Jon (21 de março de 2018). «Two SoundCloud Rap Outlaws Push Boundaries From the Fringes» (em inglês). The New York Times 
  8. a b c Witt, Stephen (16 de janeiro de 2019). «Tekashi 69: The Rise and Fall of a Hip-Hop Supervillain» (em inglês). Rolling Stone 
  9. «Billboard 200 Chart» (em inglês). Billboard. Consultado em 11 de maio de 2020 
  10. «6ix9ine Releases New Album 'Dummy Boy' With Kanye West, Nicki Minaj & More: Listen» (em inglês). Billboard. 27 de novembro de 2018 
  11. «Gold & Platinum» (em inglês). RIAA. Consultado em 11 de maio de 2020 
  12. Vicentini, Rodolfo (26 de outubro de 2018). «Rapper Tekashi69 é condenado por simular sexo com adolescente de 13 anos». UOL 
  13. «Rapper Tekashi69 é condenado a dois anos de prisão após testemunhar contra gangue». G1. 18 de dezembro de 2019 
  14. «Tekashi 6ix9ine é colocado em prisão domiciliar por receio da Covid-19». UOL. 2 de abril de 2020 
  15. Li, David K.; Dienst, Jonathan (2 de abril de 2020). «Rapper Tekashi 6ix9ine released from jail early amid coronavirus health concerns» (em inglês). NBC News 
  16. Lavin, Will (10 de maio de 2020). «Tekashi 6ix9ine's 'GOOBA' breaks YouTube record for biggest 24-hour debut in hip-hop» (em inglês). NME 
  17. a b «Tekashi69's Biological Father Speaks on Why He Wasn't Involved in His Son's Life» (em inglês). 21 de dezembro de 2019 
  18. McLaughlin, Kelly (18 de dezembro de 2019). «Tekashi 6ix9ine broke down crying in court after his estranged father showed up at his sentencing» (em inglês). Insider 
  19. a b c d «6ix9ine's court letters from family members and friends» (PDF) (em inglês) 
  20. Klasfeld, Adam (1 de fevereiro de 2019). «Rapper Tekashi 6ix9ine Cops to Heroin and Violence Charges» (em inglês). Courthouse News Service 
  21. Saul, Emily; Celona, Larry; Lapin, Tamar (18 de setembro de 2019). «How the Bloods and Tekashi 6ix9ine used each other» (em inglês). Page Six 
  22. Thompson, Desire (18 de setembro de 2019). «Nine Trey Trial: 6 Takeaways From Tekashi 6ix9ine's Testimony (Day 1)» (em inglês). Vibe 
  23. a b Guan, Frank (23 de fevereiro de 2018). «How Fast Can 6ix9ine Paint Himself Into a Corner?» (em inglês). Vulture 
  24. Kwak, Donnie (1 de março de 2018). «Meet 6ix9ine: The First Rap Star of 2018 Is Easy to Hate, Impossible to Ignore» (em inglês). The Ringer 
  25. Mench, Chris; Morel Jr., Jacques (15 de novembro de 2017). «Here's What You Need To Know About Controversial Brooklyn Rapper 6ix9ine & His Breakout Hit 'Gummo'» (em inglês). Genius 
  26. Lockett, Dee; Haylock, Zoe (18 de dezembro de 2019). «The Complete History of Tekashi 6ix9ine's Controversial Career» (em inglês). Vulture 
  27. «GUMMO - 6ix9ine» (em inglês). AllMusic. Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  28. «Billboard Hot 100: 30 de dezembro de 2017» (em inglês). Billboard. Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  29. «Gold & Platinum: 6ix9ine - RIAA» (em inglês). Recording Industry Association of America. Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  30. «Billboard Hot 100: 23 de dezembro de 2017» (em inglês). Billboard. Consultado em 19 de janeiro de 2021 
  31. «6ix9ine Drops New KeKe Video» (em inglês). XXL. 14 de janeiro de 2018 
  32. Mojica, Nick (29 de janeiro de 2018). «6ix9ine Shares Release Date for His Debut Mixtape» (em inglês). XXL 
  33. Coleman II, C. Vernon (23 de fevereiro de 2018). «6ix9ine Drops Debut Mixtape 'Day69'» (em inglês). XXL 
  34. Caulfield, Keith (4 de março de 2018). «Bon Jovi's Back at No. 1 on Billboard 200 Albums Chart» (em inglês). Billboard 
  35. a b Aron A. (24 de abril de 2018). «Tekashi 6ix9ine Scores Sixth Consecutive Hot 100 Entry With "Gotti"» (em inglês). HotNewHipHop 
  36. Cantor, Brian (6 de março de 2018). «6ix9ine's "Billy," "Rondo" Debut On Billboard Hot 100» (em inglês). Headline Planet 
  37. «New Music: 6ix9ine "Got It, Got It" Feat. Packman (Explicit Audio)» (em inglês). 97.9 The Beat. 29 de janeiro de 2018 
  38. Penrose, Nerisha (10 de abril de 2018). «6ix9ine Shows Off His Melodic Side on New Song 'Gotti': Listen» (em inglês). Billboard 
  39. Saponara, Michael (16 de abril de 2018). «6ix9ine Gives Back to the Community in New 'Gotti' Video: Watch» (em inglês). Billboard 
  40. a b Ivey, Justin (7 de maio de 2018). «Alleged Tekashi 6ix9ine Affiliate Arrested Over Barclays Shooting» (em inglês). HipHopDX 
  41. Trust, Gary (6 de agosto de 2018). «Drake Dominates Hot 100 for Fourth Week With 'In My Feelings,' DJ Khaled's All-Star 'No Brainer' Debuts at No. 5» (em inglês). Billboard 
  42. Burks, Tosten (24 de agosto de 2018). «6ix9ine's "Fefe" Featuring Nicki Minaj, Murda Beatz Goes Platinum» (em inglês). XXL 
  43. Aron A. (16 de outubro de 2018). «6ix9ine Celebrates "Stoopid" Going 10 For 10 On Billboard While Heading To Court» (em inglês). HotNewHipHop 
  44. «Create Music Group launches publishing division, signs Tekashi 6ix9ine» (em inglês). Music Business Worldwide. 11 de setembro de 2018 
  45. Zidel, Alex (28 de setembro de 2018). «6ix9ine Is The Reigning King Of Europe On Vladimir Cauchemar's "Aulos Reloaded"» (em inglês). HotNewHipHop 
  46. Haffenden, Dayna (7 de novembro de 2018). «6ix9ine Unveils Release Date and Cover Art for New Project» (em inglês). XXL 
  47. «Instagram post by @akadmiks» (em inglês). Instagram. 21 de novembro de 2018 
  48. a b Zidel, Alex (27 de novembro de 2018). «Stream Tekashi 6ix9ine's New Album "DUMMY BOY"» (em inglês). HotNewHipHop 
  49. Caulfield, Keith (2 de dezembro de 2018). «Travis Scott's 'Astroworld' Returns to No. 1 on Billboard 200 Chart, 6ix9ine's 'Dummy Boy' Debuts at No. 2» (em inglês). Billboard 
  50. «A Boogie wit da Hoodie» (em inglês). Billboard. Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  51. «Tekashi 6ix9ine Scores Multi-Million Dollar Record Deal from Prison» (em inglês). TMZ. 10 de outubro de 2019 
  52. Trakin, Roy (4 de dezembro de 2019). «Elliot Grainge, Son of Music Industry Titan Lucian Grainge, Is Forging His Own Path» (em inglês). Variety 
  53. Woods, Aleia (8 de maio de 2020). «6ix9ine Will Return With New Song Today» (em inglês). XXL 
  54. Espinoza, Joshua (7 de maio de 2020). «6ix9ine Announces New Single With Billboard in Times Square» (em inglês). Complex 
  55. Bloom, Madison (8 de maio de 2020). «Tekashi 6ix9ine Shares "GOOBA," First New Song Since Prison Release» (em inglês). Pitchfork 
  56. Johnson, Zoe (3 de junho de 2020). «6ix9ine Delaysd New Song in Response to George Floyd Protests» (em inglês). XXL 
  57. Trust, Gary (29 de junho de 2020). «DaBaby & Roddy Ricch's 'Rockstar' Returns to No. 1 on Hot 100, Jack Harlow & Lil Mosey Earn Their First Top 10s» (em inglês). Billboard 
  58. «GIVE US A FAIR FIGHT IM ABOUT TO CRY IN THE CAR FOREAL» (em inglês). 5 de setembro de 2020 – via 6ix9ine no Instagram 
  59. Strauss, Matthew (11 de julho de 2018). «6ix9ine Arrested for Allegedly Choking 16-Year-Old». Pitchfork. Consultado em 12 de julho de 2018 
  60. «Tekashi 6ix9ine Goes on a Troll Tour Across Chicago». The Source. 13 de junho de 2018. Consultado em 24 de julho de 2018 
  61. «Chief Keef Shot at Outside New York City Hotel». XXL. 2 de junho de 2018. Consultado em 24 de julho de 2018 
  62. «6ix9ine Under Investigation for Involvement in Chief Keef NYC Shooting: Report». Billboard. 18 de junho de 2018. Consultado em 23 de julho de 2018 
  63. Anna Gaca (18 de junho de 2018). «6ix9ine Under Investigation in Attempted Shooting of Chief Keef: Report». Spin. Consultado em 19 de junho de 2018 
  64. «Tekashi 6ix9ine Kidnapped, Robbed and Hospitalized (Report)». Variety. 22 de julho de 2018. Consultado em 24 de julho de 2018 
  65. «6ix9ine Could Face Prison in 2015 Sexual Misconduct Case». 9 de agosto de 2018 
  66. http://hiphopdx.com, HipHopDX -. «Tekashi 6ix9ine Faces Up to 3 Years In Prison & Sex Offender Registration» 
  67. https://blitz.pt/principal/update/2019-09-24-Governo-dos-Estados-Unidos-nao-paga-remocao-de-tatuagens-na-cara-de-Tekashi-6ix9ine. Consultado em 26 de setembro de 2019  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  68. «TATTLE TALES SEPTEMBER 4TH no Instagram: "EVERYONE GO PRE SAVE THE ALBUM 🌈 TATTLE TALES 🌈 SEPTEMBER 4TH ‼️‼️‼️ WE JUST LANDED IN THE BEAUTIFUL CHICAGO 💛💛💛❤️❤️❤️😈😈😈😈😈😈😈😈"». Instagram. Consultado em 6 de setembro de 2020 
  69. «6ix9ine Shares World Domination Tour Dates - XXL». XXL Mag 
  70. July 8, C. Vernon Coleman IIPublished:; 2018. «6ix9ine Performs in Underwear During Show in France - XXL». XXL Mag (em inglês). Consultado em 6 de setembro de 2020 

Links externos[editar | editar código-fonte]