7 (álbum de Ira!)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
7
Álbum de estúdio de Ira!
Lançamento 1996
Gravação 19951996
Gênero(s) Rock and roll
Idioma(s) Português
Inglês (Faixa 11)
Formato(s) CD
Gravadora(s) Paradoxx
Produção R. H. Jackson
Cronologia de Ira!
Música Calma Para Pessoas Nervosas
(1993)
Você Não Sabe Quem Eu Sou
(1998)

Sete ou 7 é um álbum de estúdio da banda brasileira Ira!, lançado no ano de 1996. Foi o primeiro lançamento do grupo após o encerramento do contrato com a WEA.

História[editar | editar código-fonte]

7 é um dos dois álbuns que o Ira! lançou pela gravadora independente Paradoxx Music (hoje extinta). O álbum nasceu numa fase em que a banda procurava se recuperar do desgaste que havia entre seus membros e das crises relacionadas com as drogas - vividas especialmente por Nasi, que procurou por tratamento. Após um bom tempo de abstinência e de processo de desintoxicação, o vocalista abandonou o consumo de aditivos definitivamente em 1997.

O grupo esteve a um passo de acabar em meados da década de 90, mas o estímulo dado pelos fãs em seus shows lhes deram motivação para seguir a carreira. Entre 11 e 19 de Agosto de 1995, o Ira! realizou uma mini-turnê no Japão, e de lá saiu revigorado. Foram fundamentais também uma apresentação acústica no Teatro Mars e um show comemorativo dos 15 anos da banda no Memorial da América Latina, já de volta à São Paulo.

Gravado com o mesmo espírito de rock garageiro que a banda comportou no disco anterior, Música Calma Para Pessoas Nervosas, só que desta vez apoiado por produção e mixagem mais decentes, 7 teve como êxitos "É Assim Que Me Querem" e "Difícil é Viver" (ambas as canções ganharam videoclipes). É nesse disco que se encontra as versões originais de "O Girassol" e "Eu Quero Sempre Mais", que se tornaria um grande sucesso nas rádios brasileiras quando regravada em 2004 para o Acústico MTV do grupo, com a participação da cantora Pitty.

Neste álbum, o Ira! realizou cinco regravações. Tal como aconteceu em Música Calma…, a banda fez outra releitura de um rock cantado em inglês, sendo a canção escolhida dessa vez "House of the Rising Sun", dos Animals. Uma outra cover de canção estrangeira, porém com a letra vertida em português, foi a de "Honey Hush", clássico do blues gravado por Big Joe Turner e rebatizada por Nasi com o título "Haiô Silver!".

As outras três regravações foram de canções do rock nacional. "Me Perco Nesse Tempo", do repertório do primeiro disco das Mercenárias (grupo onde Edgard Scandurra foi baterista no início dos anos 80, inclusive), Cadê as Armas?, e "Você Não Serve Prá Mim", de Roberto Carlos (presente no LP ...Em Ritmo de Aventura) entraram no álbum, juntamente com uma versão ao vivo de "Nasci em 62" (lançada originalmente no quarto disco da banda, Clandestino), com a participação de Arnaldo Antunes, áudio este extraído de um dos shows que a banda havia realizado no Japão.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Na Minha Mente" (Edgard Scandurra)
  2. "Me Perco Nesse Tempo" (Ciça, Sandra Coutinho, Ana Maria Machado)
  3. "É Assim Que Me Querem" (Edgard Scandurra)
  4. "Que Fim Levou Paris…!" (Nasi, Johnny Boy)
  5. "Você Não Serve Prá Mim" (Renato Barros)
  6. "Haiô Silver!" (Big Joe Turner - Versão: Nasi)
  7. "Eu Quero Sempre Mais" (Edgard Scandurra)
  8. "O Girassol" (Edgard Scandurra)
  9. "Te Odeio (Isso é o Amor)" (Nasi)
  10. "Difícil é Viver" (Nasi, Ricardo Gaspa)
  11. "House of Risin' Sun" (Autoria desconhecida, baseada na versão do grupo inglês The Animals)
  12. "Nasci em 62" (Ao Vivo) (Edgard Scandurra)

Bônus (2ª. Edição do CD)[editar | editar código-fonte]

  • Faixa Interativa (com entrevistas e o videoclipe de "É Assim Que Me Querem")
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Ira! é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.