8.ª Brigada de Infantaria Motorizada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
8ª Brigada de Infantaria Motorizada
Estado  Rio Grande do Sul
Subordinação 3ª Divisão de Exército
Sigla 8 Bda Inf Mtz
Criação 1908
Comando
Comandante Gen Bda Ernesto de Lima Gil[1]
Sede
Endereço Avenida Zeferino Costa, 5000

A 8ª Brigada de Infantaria Motorizada (8ª Bda Inf Mtz), também conhecida como Brigada Manoel Marques de Souza 1º, é uma das Brigadas do Exército Brasileiro. Sua sede localiza-se em Pelotas, no Rio Grande do Sul. É subordinada à 3ª Divisão de Exército/Comando Militar do Sul, com sede em Santa Maria (Rio Grande do Sul).

Criada a 23 Fev de 1908, na cidade de Santa Maria, com a denominação de 3ª Brigada Estratégica, a Brigada Manoel Marques de Souza 1º sofreu mudanças de denominação e aquartelamento. De sua origem histórica como 3ª Brigada Estratégica , evoluiu para 9ª Brigada de Infantaria, passando sucessivamente para 5ª Brigada de Infantaria, Infantaria Divisionária da 3ª DI e Sub Comando da 3ª Divisão de Infantaria sediadas em Santa Maria, Infantaria Divisionária da 3ª DI e, finalmente, a denominação atual de 8ª Brigada de Infantaria Motorizada, ambas sediadas em Pelotas, cidade que tão gentilmente acolhe os componentes do Comando da Brigada nos dias atuais.

Dos grandes feitos de suas Organizações antecessoras, a 8ª Bda Inf Mtz herdou uma série de fatos históricos, marcando uma página na história do Rio Grande do Sul, dignificando com eficiência e zelo as tradições do Exército Brasileiro e cumprindo a missão legal de sentinela do Extremo Sul do nosso país. A frase "Atacar antes de ser atacado", que serve de estímulo aos integrantes da Brigada, foi determinada pelo governador do Rio Grande, Brigadeiro Sebastião Xavier Cabral da Câmara, ao Coronel Manoel Marques de Souza 1º, em 1801, quando este tinha a missão de vigiar a fronteira em Jaguarão. Na iminência de um ataque espanhol, o atual patrono da 8ª Brigada, desencadeou uma ofensiva conquistando o Forte Cerro Largo (atual cidade de Melo - Uruguai).

Organizações Militares Subordinadas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «INFORMEX 006». 23 de fevereiro de 2018. Consultado em 23 de julho de 2018. 
  2. «Portaria do Comandante do Exército Nº 707, de 23 Jun 2015.». Consultado em 26 de junho de 2015. 
  3. «Portaria do Comandante do Exército Nº 1.543, de 30 Dez 2014, publicada no Boletim do Exército Nº 02/2015.». Consultado em 12 de janeiro de 2015.