9.º Batalhão de Engenharia de Combate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
9º Batalhão de Engenharia de Combate
Estado  Mato Grosso do Sul
Subordinação 3º Grupamento de Engenharia
Sigla 9º BE Cmb
Criação 1942
Comando
Comandante Ten Cel Fábio Batista Bogoni[1]
Sede
Endereço Rua Duque de Caxias, S/N Aquidauana

O 9º Batalhão de Engenharia de Combate (9º BE Cmb), chamado de Batalhão Carlos Camisão é uma unidade do Exército Brasileiro, localizado no município de Aquidauana, no estado de Mato Grosso do Sul, subordinado ao Núcleo do 3º Grupamento de Engenharia do Comando Militar do Oeste, sediado em Campo Grande. Seu nome histórico é uma homenagem ao coronel Carlos de Morais Camisão, líder da Retirada da Laguna, durante a Guerra do Paraguai.

História[editar | editar código-fonte]

Criado pelo Decreto nº 4.799, de 6 de outubro de 1942, organizado no quartel do 1º Batalhão de Engenharia de Combate, na cidade do Rio de Janeiro, o 9º Batalhão de Engenharia de Combate logo foi incorporado à Força Expedicionária Brasileira, para os combates na Segunda Guerra Mundial. Participou com êxito das batalhas de Monte Castello, Castelnuovo e Montese. A construção de uma ponte sobre o rio Arno, na Itália, foi a primeira missão bem sucedida da FEB. Também foi responsável pelo que é considerado o maior troféu de guerra conquistado pelo Brasil, uma bandeira alemã apreendida em 1945 na região de Scodogna.[2]

Recebeu a denominação histórica e o estandarte pelo Decreto nº 39.766, de 13 de agosto de 1956.

Emprego[editar | editar código-fonte]

Subordinado ao Comando Militar do Oeste, forma contingentes de reservistas e qualifica para o mercado de trabalho. Faz-se presente na comunidade local, principalmente em situações de calamidade, além de prestar serviços de construção para os governos locais. Em algumas situações, participa das campanhas de multivacinação.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]