Açougue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Açougueiro)
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde janeiro de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Disambig grey.svg Nota: Açougueiro redireciona para este artigo. Para o filme com Stéphane Audran, veja Le boucher. Para o chefe militar do Camboja, veja Ta Mok.
Açougue medieval

Açougue, talho, corte ou carniçaria é um estabelecimento comercial que vende carne verde, isto é, fresca, não salgada.[1]

O termo designa o tecido muscular dos animais comestíveis, com os seus vasos sanguíneos, tendões, nervos, gorduras e ossos aderentes, criados para consumo humano, abatidos e preparados em matadouros em condições higiénicas, com a pele e extremidades removidas e as vísceras separadas. A carcaça é dividida ao meio – meias carcaças - pela espinha raquidiana.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Açougue", segundo o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa de José Pedro Machado, vem do árabe as-suq (سوق), que quer dizer "mercado", "feira". O primeiro registo na língua portuguesa data de 1254, na forma azougue, evoluindo depois (1269) para aaçougue e, pouco tempo depois, para o atual "açougue". Quando os portugueses tornaram a contactar com os mouros, no Norte de África, no século XV, tornaram a introduzir a palavra árabe suq no léxico da língua portuguesa, agora como zoco (mercado de cidades árabes).

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Açougue

Referências[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.
  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 37.