Lockheed Martin A-4AR Fightinghawk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A-4AR Fightinghawk)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde fevereiro de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
A-4AR Fightinghawk
Picto infobox Mig 29.png
A-4AR da Força Aérea Argentina
Descrição
Tipo / Missão Caça de ataque ao solo
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Lockheed Martin
Período de produção 1996-1999
Quantidade produzida convertidos 36 unidade(s)
Desenvolvido de McDonnell Douglas A-4 Skyhawk
Primeiro voo em dezembro de 1997 (18 anos)
Introduzido em dezembro de 1997
Variantes A-4AR
OA-4AR
Tripulação 1 (2 no OA-4AR )
Especificações
Dimensões
Comprimento 12,30 m (40,4 ft)
Envergadura 8,38 m (27,5 ft)
Altura 4,57 m (15,0 ft)
Área das asas 24,15  (260 ft²)
Peso(s)
Peso vazio 4 900 kg (10 800 lb)
Peso carregado 11 000 kg (24 300 lb)
Peso máx. de decolagem 11 136 kg (24 600 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 x turbojato Pratt & Whitney J52P-408A
Força de empuxo (por motor) 5 080 kgf (49 800 N)
Performance
Velocidade máxima 1 080 km/h (583 kn)
Alcance (MTOW) 3 220 km (2 000 mi)
Teto máximo 12 880 m (42 300 ft)
Razão de subida 43 m/s
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 2 canhões internos Colt MK-12 de 20mm com cem projéteis cada.
Foguetes foguetes em casulos
Mísseis mísseis ar-ar AIM-9M Sidewinder e ar-superfície AGM-65 Maveerick
Notas
Outros: tanques de combustíveis de 1135/1700litros, distribuídos em 5 cabides de armas para uma carga máxima de 4500 kg.
Dados de: FAA[1] e do artigo A-4 Skyhawk

O A-4AR Fightinghawk da Lockheed Martin é um upgrade do A-4M Skyhawk da McDonnell Douglas desenvolvido para a Força Aérea Argentina.

O A-4"SkyHawk", foi o principal avião de ataque da Argentina durante a Guerra das Malvinas, com uma intensiva utilização acabou sendo o jato de maiores perdas no conflito.

Logo após a guerra, a Argentina comprou e pagou por mais aparelhos vindos de Israel, mas os aviões não chegaram a ser entregues devido a pressões americanas. Somente em 1992 é que a Argentina pode começar negociar a compra de novos aviões de combate, o modelo pretendido era o F-16, com a recusa dos americanos em fornecer este modelo, eles acabaram por aceitar 32 A-4M e 4 OA-4M que vieram a ser modernizados e equipados com o radar APG-68 do F-16, sendo essa a principal diferença da maioria dos outros A-4 em uso no mundo inclusive os operados pela Marinha do Brasil.

Os argentinos receberam um total de mais de uma centena de A-4 de várias versões, inclusive os operados pela marinha, hoje porém apenas a Força Aérea os opera e somente o modelo A-4AR.

Características[editar | editar código-fonte]

ComprimentoxEnvengaduraxAltura 12,27 m X 8,38 m X 4,57 m

Pesos Vazio/Máximo: 4747 kg/11115 kg

Velocidade Máxima: 1102Km/h

Velocidade de subida: 2575m/min a 3140m/min

Alcance Máximo/raio de combate-Hi-Lo-Hi 3307Km/547Km (com 1814 kg de Armas)

Decolagem: 820m(com 10433 kg)

Carga de Combustíveis: 2010 kg(interno), 3500 kg(externo)+

Motor: Turbojato J-52-P-408, 5100 kg de empuxo

Armamento: 2 canhões internos Colt MK-12 de 20mm com cem projéteis cada., foguetes em casulos, mísseis ar-ar AIM-9M Sidewinder e ar-superfície AGM-65 Maveerick, tanques de combustíveis de 1135/1700litros, distribuídos em 5 cabides de armas para uma carga máxima de 4500 kg

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lockheed Martin A-4AR Fightinghawk

Referências