R-40 (míssil)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de AA-6 Acrid)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo, expandindo-o. Mais informações podem ser encontradas no artigo «R-40 (missile)» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (fevereiro de 2015)
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Bisnovat (R-40, AA-6 Acrid Nome na OTAN)
R-40.jpg
R-40, MACS, Zhukovski, 1999.
Tipo Míssil ar-ar
Local de origem  União Soviética
História operacional
Em serviço 1970-presente
Utilizadores  União Soviética
 Síria
 Iraque
Guerras Irã-Iraque, Guerra do Golfo, Operação Southern Watch
Histórico de produção
Criador Matus Bisnovat
Data de criação 1959
Período de
produção
1960-1991
Especificações
Peso 461 kg (1 020 lb)
Comprimento 6,22 m (6 200 mm)
Diâmetro 0,31 m (310 mm)
Alcance máximo 36 km
Ogiva Carga de fragmentação
Peso da ogiva 38 kg (83,8 lb)
Detonador Radar, laser ativo
Motor Motor de foguete a propelente sólido
Envergadura 1 450 m (4 760 ft)
Alcance
Operacional
30 km (19 mi) -
60 km (37,3 mi)
Velocidade 4,5 Ma (5 560 km/h)
Sistema de
orientação
Radar semi-ativo R-40RD
Infravermelho R-40TD
Plataforma de
lançamento
MiG-25, MiG-31

O R-40 (código OTAN AA-6 Acrid) é um míssil ar-ar de intercepção fabricado pela antiga União Soviética para equipar o caça MiG-25 Foxbat. Foi também armamento do Tu-128 Fidler, outro interceptor de longo alcance de geração anterior ao MiG-25. Este míssil poderia ser guiado par infravermelhos ou radar semiativo. Tinha um alcance de 60 km e voava a Mach 4.

História[editar | editar código-fonte]

Projeto[editar | editar código-fonte]

Desenvolvido inicialmente para combater o bombardeiro nuclear estratégico estadunidense North American XB-70 Valkyrie, o míssil R-40 teve seu programa iniciado em 1959, passando a integrar os armamentos projetados para o interceptador Mikoyan-Gurevich MiG-25. Os primeiros testes práticos foram realizados em 1968, com o R-40 transportado pelo MiG 25.[1]

Operação[editar | editar código-fonte]

O míssil R-40 nunca foi utilizado pela União Soviética em combate, embora tenha sido exportado para a Argélia, Índia, Iraque, Líbia e Síria. Seu uso mais intenso foi realizado pela Força Aérea do Iraque nas guerras Irã-Iraque e do Guerra do Golfo, onde acumulou 12 vitórias (algumas ainda não confirmadas).[2]

Referências

  1. GUNSTON, Bill (1986). Mísseis Ar-Ar e Antitanque. [S.l.]: Nova Cultural. pp. 18 e 19 
  2. «Iraqi Air-to-Air Victories since 1967». ACIG. 20 de maio de 2006. Consultado em 13 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mísseis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.