AC Sportcar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

AC Sport Car[1], foi um automóvel desportivo original produzido entre 1983 e 1993 pela pequena empresa A. Cação Automóveis Lda. na cidade da Figueira da Foz, em Portugal, onde era sediada também esta marca.

Foi um modelo quase integralmente feito em Portugal exceto pelas suas mecânicas. Como havia muitos componentes e peças Volkswagen de todo o tipo, a marca começou por construir os seus carros desportivos a partir de moldes de fibra de vidro com reforço interior nas carroçarias que depois montava em chassis dos antigos Volkswagen Carocha e todos os modelos AC SportCar apenas existiam com motor central-traseiro, todos de quatro cilindros em linha.

Foram produzidas apenas entre 50 a 60 unidades AC Sportcar montadas com mecânicas a gasolina juntamente com outros componentes e outras peças originais de outros carros Volkswagen na altura. Mais tarde também os carros AC SportCar estavam disponíveis também com motores mais evoluídos e mais modernos dos Volkswagen Golf da gama dos anos 80 mas com uma nova carroçaria em fibra de vidro integral e estrutura tubular em aço e uma suspensão moderna. Os AC Sport Car eram produzidos numa oficina grande e estavam disponíveis com as seguintes motorizações Volkswagen:

1.2 Volkswagen Carocha, com 34cv
1.3 Volkswagen Carocha, com 40cv
1.5 VW Golf, com 46cv
1.6 VW Golf, com 53cv

Outras marcas portuguesas de automóveis de pequena produção nacional[editar | editar código-fonte]

  • A.G.ENGINEERING (1986-2002) AG ENGINEERING (Anos 1980) e BB ENGINEERING (Anos 1990) Amadora Lisboa

Construtor artesanal da Amadora em Lisboa fundado por dois engenheiros mecânicos que pegavam em vários modelos dos Citroën AX e BX e os transformavam em atraentes carros descapotáveis modernos com uma carroçaria nova em fibra de vidro mantendo os órgãos mecânicos e adicionava-lhes uma barra em forma de U para segurança e reforços da capotas com outros extras, depois de vários protótipos construidos que fizeram a empresa encontrou algumas dificuldades e encerrou em 2002.

  • A.R GRAÇA (1982-1992) AUTOREPARADORA DA GRAÇA SA Graça, Lisboa, Portugal

A Auto Reparadora da Graça foi um pequeno construtor no bairro da Graça em Lisboa, nas suas oficinas fizeram umas replicas perfeitas dos antigos Bugatti T-30 Roadster e T-35 Corso feitos com uma carroçaria integral em alumínio e montados num chassis com motores modernos dos Volkswagen Carocha/Golf/Polo. Pelo menos 20 a 30 unidades foram construídas por esta empresa. Hoje esta firma ainda existe mas é uma oficina normal de manutenção e reparação de automóveis.

  • ASTERIO (2010-Presente)

Uma nova marca portuguesa que foi o resultado de um novo projeto ambicioso que se trata de um automóvel desportivo moderno bilugar, bastante original concebido por um grupo de engenheiros com inspiração em técnicas aplicadas parecidas ás utilizadas na Formula Um moderna. Atualmente a marca está em fase de desenvolvimento final e existem vários protótipos em testes. Numa primeira fase apenas 3 unidades diferentes do ASTERIO Sports GT vão ser construídas mensalmente e os modelos são, um desportivo, um descapotável e uma versão de pista para competições e outras corridas.

  • AURORA-PORSCHE (1958-1986-Presente) OFICINA AUTO AURORA LIMITADA Rua de Diu, Porto, Portugal

Uma firma fundada nos anos 60 na Rua de Diu, no Porto, a antiga Garagem Aurora transformava alguns modelos desportivos de Porsche 904 GT, 906 GTR e 908 GTS e mais tarde os conhecidos Porsche Carrera em versões ainda mais agressivas e potentes que eram montados exclusivamente para corridas em pista e outros para rallye em vários eventos de competição por alguns pilotos portugueses atingindo uma enorme popularidade na década de 70 e 80 com bastante sucesso principalmente na zona norte do nosso pais. Infelizmente um violento incêndio quase destruiu toda a empresa e sua oficina onde estavam alguns carros novos Aurora-Porsche prontos para entrega e são poucos que hoje existem o que obrigou a AURORA a terminar a sua produção na altura dos AURORA Spyder por encomenda.Hoje esta empresa ainda existe como uma oficina reparadora de viaturas antigas e novas e também são os restauradores /distribuidores Porsche na zona do Porto desde 1992.

  • AUTOZAGAIA (1983-1994) AUTOZAGAIA REPLICAR SA Rua Maria Pia, 626 A, Lisboa, Portugal

A Sociedade Autozagaia formada em Lisboa perto de Campo De Ourique e com vista para o bairro Casal Ventoso foi uma empresa que produziu umas replicas dos clássicos Porsche 356 um famoso carro desportivo que o conhecido James Dean tinha um exemplar embora o seu fosse um autentico Porsche Speedster SC importado. A Autozagaia fazia os seus carros também conhecidos por Replicar "Clássico Speedster" e o Replicar "Clássico Coupe" ambos os modelos tinham carroçaria integral de plástico de construção mais leve com motores modernos dos Porsche 911 com a opção de qualquer mecânica completa tirada dos carros Volkswagen Carocha/Golf/Polo desde o 1100 até 1600.

  • CAMAT (1981-1993) CARROS MATEUS SA Rua De São Dinis 314 Porto, Portugal.

A Carros Mateus S.A. foi uma firma criada por dois engenheiros mecânicos que depressa se tornam sócios numa oficina de restauro de automóveis perto do Bolhão, no centro do Porto que construiram dois modelos diferentes conhecidos por CAMAT Douro (4 lugares)e o CAMAT Roadster (2 lugares) que eram automóveis muito inspirados nos antigos clássicos ingleses MG TF utilizando chassis e mecânicas modernas MG 1800 ou dos Volkswagen 1600 opcionais. O CAMAT Douro era um descapotável inspirado nos antigos MG dos anos 60 e o CAMAT Roadster era uma replica fiel dos MG TF dos anos 1950. Nos anos 1990 a produção da marca CAMAT é transferida para a Costa Rica mas a marca acaba em 1993 embora ainda produziram cerca de 250viaturas dos CAMAT Douro e CAMAT Roadster.

  • Citroën FAF (1978-1990-Presente) CITROEN PORTUGUESA SA, Mangualde, Portugal.

Foi um modelo original Citroën construído na fábrica da Citroën Portuguesa S.A. de Mangualde, no norte do pais e este carro era designado apenas por FAF 600, também ele montado com as mesmas mecânicas dos modelos de lazer Mehari e outras peças dos citadinos Dyane e do 2CV.Estava disponível com dois ou quatro lugares e havia 8 versões diferentes desta viatura, o nosso Exército comprou quase 500-600 unidades destes Citroën FF 600 até serem todos trocados pelos mais robustos todo-o-terreno UMM Alter Militares. Tiveram se venderam bastantes deles nas Ilhas Baleares e nas Canárias em Espanha para as suas estâncias balneares mas carroçados pela fábrica Citroën Espanha de Madrid como carros de lazer. Desde os anos 1990 que a empresa passou a montar as gamas Saxo, Berlingo e os comerciais C15, C25 e os Jumper para o nosso mercado.

ENTREPOSTO COMERCIAL SA (1950-Presente) fábricas localizadas em Lisboa e em Setubal

Uma das maiores e mais importantes empresas do sector automóvel em solo nacional a Entreposto SA que mais tarde foi redesignada com o nome de Entreposto Comercial SA foi uma das primeiras construtoras de metalomecânica mais antigas portuguesas tendo iniciado a sua actividade a construir e produção de atrelados, caravanas e reboques de campismo para automóveis e para jipes tudo isso foi produzido nas suas linhas de montagem. Nos anos 1960 a Entreposto cresceu muito e a sua oferta foi consequentemente aumentada e já tinha desenvolvido a sua tradição na montagem de viaturas ligeiras normais sob licença de outras marcas estrangeiras. Uma delas foram os primeiros táxis de praça da marca japonesa Datsun que a Entreposto recebeu numa encomenda inicial para fazer 250 modelos Datsun em versões de Taxi para Lisboa e Setubal mais uma nova frota deles para o Aeroporto de Lisboa em duas fases separadas a partir de 1963. As viaturas vinham todas elas desmontadas com mecânica completa, as peças mais as carroçarias originais que eram importadas do Japão das fábricas Datsun Motor Company (mais tarde Nissan Motor Company) e como o Porto Comercial De Setubal fica situada perto desta cidade que servia, não demorou muito a que o Entreposto dominasse todo o concelho de Setubal com as suas actividades do sector automóvel nacional e depressa tornou-se numa empresa de montagem automóvel portuguesa. Nos anos 1990 as actividades conseguidas até ao momento para o Entreposto Comercial SA sofreram um quebra séria que a obrigou a encerrar e a terminar com a sua Divisão Montagem Automovel onde se notou um enorme crescimento significativo juntamente com uma crise que a nova década trouxe e o Entreposto foi obrigada a separar-se e a vender a Tecnisado que era a sua parceira metalomecânica e abandonou toda a produção automóvel que tinha conseguido, sendo hoje mais pequena mas continua activa até aos nossos dias como empresa moderna e são os importadoras de várias marcas de automóveis novas e usadas e com um enorme departamento de assistência e stocks peças para as mesmas.

  • EVASÃO 500 (1995-Presente) COMERCIO & INDUSTRIA DE VEICULOS A MOTOR LIMITADA Estrada Dos Cardiais, Vagos Portugal

Empresa criada em Vagos mas gerida desde 1997 pelos franceses da MICROCAR, uma marca especialista em construir microcarros desde os anos 1930, a EVASÃO tornou-se num moderno construtor nacional de minicarros actual que equipa no seu único modelo, o Evasão Sprint 500 motores a gasóleo Lombardini Diesel 498cc italianos depois em 1998 aparecem os Evasão Serie TXA agora com outras mecânicas actualizadas a gasolina Microcar. As carroçarias são de fibra de vidro com dois lugares e uma mala razoável para cargas ligeiras. Desde o final do famoso ENTREPOSTO SADO 550, o Pais passa agora a ter outra marca portuguesa de minicarros mas é inédito que seja a estreia de um pequeno carro a gasóleo de reduzidas dimensões. Embora a sua sede fosse na Rua do Lamigueiro em 2001 a empresa muda-se para novas e renovadas instalações na Gafanha da Boa Hora ambas na daquela cidade onde se produzem 40 a 50 carros por mes

  • FIBROMIRELI (1983-1993) FIBROMIRELLI SA, Bemposta, Coimbra e Miranda do Corvo, Portugal

Construtor especialista de carroçarias para automóveis de Bemposta perto de Coimbra e depois em Miranda do Corvo que faziam carroçarias originais em fibra de vidro com reforço integral de plástico moldado que depois esta empresa os montava no chassis de diversos modelos dos famosos Renault R4, qualquer modelo da gama R4 servia para se transformarem depois em novos modelos atraentes de carros descapotáveis chamados de MIRELI R4 Cabriolet que tiveram uma boa aceitação por muitos jovens e fizeram quase 1000 carros deste modelo, ainda circulam algumas viaturas destas no Verão.

  • IMA (1974-1991) INDUSTRIA DE MONTAGEM DE AUTOMOVEIS SA, Vendas Novas, Évora, Portugal
  • AUSTIN ROVER PORTUGAL SA Pontes, Setúbal, Portugal

A Indústria de Montagem de Automóveis ou IMA foi quem construiu os famosos Fiat 127 900 e 1100 numa fábrica de Vendas Novas. Depois a sua produção é transferida para Pontes, perto de Setúbal, onde eram montados todos Austin Mini Moke uns carros descapotáveis para o lazer famosos para o mercado espanhol e português que eram construídos com peças soltas importadas para Portugal das fábricas Austin e Rover do Reino Unido. Um verdadeiro sucesso de vendas e ainda há muitos deles em utilização, muitos são utilizados e encontram-se um pouco por todo o lado, em Espanha e nas suas ilhas.

  • JPB 600 (1984-1992)

Pequeno construtor artesanal de Vila Nova de Gaia que fez umas pequena série de viaturas originais que eram uns descapotáveis montados num chassis leve com mecânicas dos famosos modelos Citroën Mehari 600 e dos Citroën 2CV 600e outras peças soltas dos antigos Citroën Ami e Citroën Dyane e dois semi-parabrisas tipo avioneta no interior. O projeto JPB foi iniciado por um engenheiro eletromecânico portuense Armando da Costa que se inspirou nitidamente no clássico italiano Bugatti T-57 Corso de 1926, um carro antigo desportivo de competição e o JPB 600 foi um pequeno modelo derivado deste T-57 com componentes modernos e foram feitos umas 40 unidades deste modelo.

  • JIPTARA Utilitários (1981-1991) MPT MARQUES PEREIRA TELES SA, Cascais, Portugal

A Marques, Pereira & Teles ou MPT Limitada, firma de Cascais faziam dois modelos muito diferentes mas com a mesma base e bastantes componentes, um carro de trabalho género pickup dois lugares o Jiptara e o outro carro um buggy de lazer com dois ou 4 lugares o Minitara. Ambos os modelos tinham chassis e mecânicas dos carros Volkswagen 1100cc ao 1600cc Brasilia/Carocha/Golf/Polo dos anos 80, mas com carroçarias de fibra de vidro e reforço integral de plástico nos exteriores e muita napa nos interiores. Hoje esta empresa deixou de produzir automóveis e são armazenistas de todo o tipo de acessórios e peças para todos os automóveis antigos e modernos.

  • NOGUEIRA SSK (1987-1990) HERMENEGILDO NOGUEIRA E FILHOS LIMITADA, Setúbal

A foi uma empresa familiar que foi iniciada pelo conhecido piloto português de Rallys, Manuel Nogueira Pinto, que era o pai de Hermenegildo Nogueira Pinto. A empresa construía replicas perfeitas dos antigos Mercedes-Benz SSK Roadster alemães dos anos 30.Cada Nogueira SSK Roadster tinha carroçarias de alumínio e latão movidos com potentes mecânicas Volkswagen-Porsche 1800 16 V e Volkswagen 2000. Havia duas versões diferentes com a mesma base e mecânicas, uma o Nogueira SSK Cabriolet de dois lugares e o outra o Nogueira SSK Roadster de quatro lugares, ambos os modelos com interiores de cabedal e pele com outros extras de luxo.

  • PORTARO 4X4 Modelos Todo-o-terreno (1975-1995) SEMAL (Anos 1970 e 1980) Parede em Cascais, Lisboa e FMAT (Anos 1990) Tramagal, Abrantes

Modelo todo-o-terreno português que passou a ser construído no nosso pais, após adquirir uma licença de produção dos Romenos da marca ARO onde o seu jipe ARO 240 4X4 é feito nas linhas de montagem da antiga SEMAL- Sociedade Electromecânica de Automóveis Limitada que desde 1975 era montado e produzido em Portugal usando a marca Portaro 4X4 e o seu primeiro modelo chamava-se Portaro 240 4X4 Diesel. A marca Portaro tinha uma extensa gama de jipes a gasolina equipados com mecânicas modernas Volvo que se chamavam Série 210/ 230 bem com outros modelos robustos com motores a gasóleo Daihatsu conhecidos como a Séries 240/250/260/280 e ainda existem os Portaro Campina 320/350 4X4 umas versões comerciais e rurais de caixa aberta. Algumas versões dos anos 70 e 80 ainda tinham caixa manual de 4 velocidades mas desde 1985 já trazem uma nova caixa de velocidades de 5 e motores mais evoluídos Daihatsu Diesel. Muitos modelos Portaro foram importados daqui de Lisboa para a Inglaterra, França e para Espanha principalmente na década de 80, mas com a chegada da UMM e uma oferta superior de outras marcas e modelos de todo-o-terreno em Portugal houve uma acentuada quebra de vendas e a marca Portaro não se consegue manter e acabando por desaparecer em 1995.

  • PROTO DESIGN (1979-1999) PROTO DESIGN LIMITADA Soito, Sabugal, Portugal

Conhecida firma do Soito em Sabugal, interior norte de Portugal fundada por um engenheiro mecânico e um sócio projetista dos seus carros numa oficina artesanal, ambos construiram dois notáveis modelos originais: um pequeno carro para os anos 80 que foi o Lince Cabriolet, uma viatura descapotável quase como um Morgan antigo com dois ou 4 lugares e o outro carro foi o raro exótico Spyder ZF98 um desportivo aberto tipo Maserati muito moderno e mais vistoso apenas dois lugares. Ambos os modelos tinham mecânicas dos carros Volkswagen da década de 80.

  • SEMOG modelos de lazer (1991-Presente) SEMOG RACING PRODUCTS LIMITADA, Alcanena em Santarem Portugal

A SEMOG RACING PRODUCTS, de Alcanena, é uma marca de modelos de kart-cross e desportivos sem tejadilho para pistas de terra e de alcatrão bem como outros pisos mesmo no meio do mato, fundada pelos irmãos Gomes com o intuito de construirem carros para o todo-o-terreno e o seu objetivo foi conseguido nesse ano. Atualmente esta empresa faz a Série CR os desportivos dois lugares para corridas, e a Série SR que são os seus kart-cross para qualquer piso já que são para todo-o-terreno. A firma utilizava mecânicas variadas mas as mais comuns são as motores Citroën 602cc e 1098cc de carro também os motores Honda 1100cc e 1300cc de moto.

  • SOMAVE (1963-Presente) SOMAVE SOCIEDADE DE MONTAGEM DE VEÍCULOS SA, Vendas Novas, Evora Portugal

A empresa da Sociedade de Montagem de Automóveis ou SOMAVE SARL foi uma firma de montagem de veículos que se situava na cidade alentejana de Vendas Novas que era especialista em modelos ligeiros originais dos carros citadinos FIAT, dos comerciais FIAT-IVECO e ainda dos camiões FIAT e IVECO. Um dos modelos mais conhecidos foram a FIAT Serie 242 que era uma gama de enormes furgões e carrinhas de caixa aberta e muitas delas convertidas em ambulâncias e furgões de Policia por carroçarias portuguesas nos anos 1980. Quando a Fiat Auto Portuguesa se instalou em Portugal, esta assume a montagem de todas as viaturas ligeiras FIAT nesta fábrica onde montavam ainda algumas FIAT Series 120 e desde 1976 a SOMAVE apenas tem feito a montagem dos camiões FIAT bem como dos modelos pesados alemães da MAGIRUS-DEUTZ e da MAN.

TECNISADO SA (1951-1996) Avenida Do Alentejo Numero 20 Setubal Portugal

Esta empresa fundada no centro da cidade de Setubal era originalmente especializada no fabrico de diversas carroçarias para veículos ligeiros para modelos pesados, passando pela metalomecânica na produção de atrelados para diversas viaturas e mais tarde também na montagem de modelos comerciais sob a licença da DATSUN-NISSAN em conjunto com o sua associada ENTREPOSTO COMERCIAL SA que fabricaram e produziram as conhecidas versões dos modelos DATSUN SADO também designados de NISSAN DATSUN Sado desde os anos 70 aos anos 1980 com mecânicas japonesas a gasolina Datsun e gasóleo Nissan. Estas firmas também chegaram montar alguns dos antigos automóveis Datsun 110A, 120Y depois os modelos comerciais Datsun Pickup D22, as Datsun Homer e as Datsun Urvan ainda os camiões ligeiros Nissan Caball e os Nissan Cabstar todas para o mercado português. A partir dos anos 1960 as duas empresas reorganizam-se tendo a Tecnisado ficado responsável com a Divisão Modelos Comerciais e o Entreposto ficava incumbida com a Divisão Modelos Turismo. Durante os anos 1980 a fima da Tecnisado SA tinha sida adquirido pelo Entreposto Comercial SA que chegou a ser uma das maiores e mais importantes empresas portuguesas de montagem automóvel nacional com industria metalomecânica moderna em Portugal.

  • UMM 4X4 Modelos Todo-o-terreno (1977-2005- Presente) - MONTAUTO Montagem Automovel S.A (Anos 1970). Praias do Sado, Setúbal e UMM UNIÃO METALOMECANICA S.A (Anos 1980 e 1990) Rua das Flores, Lisboa e UMM 4X4 LIMITADA (Anos 2000- Presente) Queluz de Baixo, Portugal.

Conhecida empresa portuguesa que chegou mesmo a produzir centenas de modelos todo-o-terreno exclusivamente para todas as forças militares portuguesas e para os PALOP e muitos deles foram para as colónias portuguesas no Oriente. Também era um veiculo robusto 4X4 com origem estrangeira, no SIMI Cournil 4X4 uma viatura ligeira francesa dos anos 70 construído com peças de camião Saviem e de carro Renault e com uma motorização completa Peugeot inventado por Marcel Cournil um engenheiro metalomecânico de profissão. A nossa versão portuguesa UMM 4X4 aparece logo em 1978 que seria um derivado mais moderno do Cournil Diesel com motores Citroën a gasolina 2000cc e motores Indenor a diesel 2100cc e 2300cc que em Portugal eram designados por UMM Cournil 4X4 e existiam 10 versões diferentes curtas e longas. Em 1986 a UMM faz uma nova gama redesenhada dos seus modelos, agora disponíveis com novos motores PSA Peugeot 2500 Diesel (78 bhp) e 2500 TD Turbodiesel (111 bhp) e outras versões curtas 2 a 5 lugares, outras longas de 2 a 9 lugares e um modelo pickup 2 a 5 lugares. Nos anos 1990 a 2000 a UMM lançou novos modelos descapotáveis com capotas de lona ou de capota metálica e foram bastante equipados e melhorados. Ainda hoje a empresa UMM existe mas não produz nenhuma viatura 4X4.

  • VEECO - modelos elétricos (2009-Presente) - VE VEÍCULOS ELÉTRICOS/ ISEL LIMITADA 2005 2010 Lisboa, Portugal e VE FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS DE TRAÇÃO ELÉTRICA LIMITADA 2010 Presente Entroncamento, Portugal

Produz um novo pequeno utilitário original de três rodas ou tricarro eletromecânico/elétrico com um motor que desenvolve 42 CV de potencia. Este novo projeto automóvel nacional foi financiado pelo Estado português e foi apresentado no dia 3 de Fevereiro de 2012, no Casino de Lisboa e define-se melhor como um novo "triciclo elétrico desportivo". Somente disponível numa versão dois lugares conhecido por VEECO Eureka RT, modelo que é capaz de percorrer 400 quilómetros numa única carga. Este VEECO Eureka RT destaca-se pela postura desportiva, com duas rodas dianteiras e uma roda traseira com tração por corrente tipo moto desportiva com portas de abertura vertical. Quem o construiu e desenvolveu foi um consórcio industrial e técnico entre a empresa VE e o ISEL - Instituto Superior de Engenharia de Lisboa tendo concebido em parceria alguns protótipos de tricarros aprovados em 2009.

  • VICENTE (1988-1991) Firma pouco divulgada de São Miguel Do Rio Torto perto do Tramagal em Abrantes que se destacou na produção de alguns automóveis descapotáveis artesanais com notória inspiração nos antigos clássicos Bugatti franceses dos anos 40 mas com carroçarias leves em fibra de vidro e com radiadores em latão que montava também peças da firmas locais da Casal e da SIM. Eram construidos da mesma forma que os Morgan e os Panther duas marcas inglesas de pequena escala e produção reduzida artesanal também, embora os modelos Vicente utilizam e são feitos sobre os chassis completo dos Volkswagen Beetle mas utilizando mecânicas modernas, as mesmas dos carros VW Golf 1600/1800/2000 montados nos modelos desta marca nos anos 80 e anos 90. O único modelo disponível original na altura lançado em 1989 era designada por Vicente Cabriolet um descapotável elegante de dois lugares e chegou a haver uma outra por encomenda que era o Vicente Roadster um versão alongada original mas igualmente atraente de quatro lugares ambos com interiores em cabedal genuino e como opção todo ele em pele do mesmo género dos carros antigos traziam de origem ao estilo dos anos 1930 qualquer um deles feito ao gosto e preferencia do cliente perto de vinte modelos foram construídos.
  • VINCI (2006-Presente) RETROCONCEPT/CEIAA LIMITADA,(Parceria de Empresas) Maia, Porto Portugal

A recente firma nortenha, a Retroconcept é uma empresa automóvel que criou e desenvolveu um projeto para um novo carro desportivo moderno nacional todo ele original concebido por engenheiros mecânicos e estudantes especialistas em design automóvel que trabalham num armazém de engenharia metalomecânica da Maia perto do Porto onde se constroem em média, umas 4 a 6 unidades mensais do seu desportivo o modelo o designado por VINCI GT Sports e cada viatura que se produz monta um potente motor V8 americano com potencias superiores aos 400 bhp e importado dos EUA igual ao dos conhecidos desportivos atuais dos Chevrolet Corvette GT ZR V8. Para alem de outros projectos do ramo automóvel, a marca atualmente estuda uma versão descapotável que terá uma designação como o Vinci GTC Cabriolet de dois lugares também mas que está ainda em fase de desenvolvimento e de estudo.

Referências

  1. «Indústria Automóvel Portuguesa». Consultado em 28-2-2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • MADE IN PORTUGAL Portuguese Cars no Facebook TODAS AS MARCAS E MODELOS 2015 (Em Inglês)
  • RDV-Rodas De Viriato Portugal, Tudo sobre Automóveis e Veículos Portugueses

http://rodasdeviriato.blogspot.pt/

  • CATÁLOGOS ANUAIS DO AUTOHOJE (Motorpress Lisboa) 1990-Presente
  • MADE IN PORTUGAL Portuguese Cars no Facebook, O A-Z de todas as marcas de Automóveis Nacionais antigas, históricas e novas com fotografias e descrição de cada marca original.
  • PORTARO 4X4 em duas páginas separadas no Facebook. Toda a história desta marca portuguesa com breves descrições e modelos específicos com fotografia, vídeos e mais informações.
  • UMM 4X4 nas páginas da marca no Facebook. Toda a história desta marca portuguesa com breves descrições e modelos específicos com fotografia, vídeos e mais informações.