A Última Quimera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Última Quimera
Autor(es) Ana Miranda
Idioma Português
País Brasil Flag of Brazil.svg
Género romance histórico
Editora Companhia das Letras
Lançamento 1995
ISBN 9788571644540

A Última Quimera, é um romance de ficção e história, escrito por Ana Miranda, lançado em 12 de Maio de 1995. Como um romance histórico, que mistura ficção e realidade, é contando a vida do poeta brasileiro Augusto dos Anjos, com seus amores e conflitos, a partir de um narrador-personagem que é amigo de infância do poeta e que mantém por ele um sentimento misto de inveja e admiração. [1]

Além de narrar a vida de Augusto dos Anjos, Miranda traça um quadro dos costumes e principais acontecimentos da época: os descaminhos da República, as disputas políticas, a Revolta da Chibata, a modernização do Rio de Janeiro, o duelo entre Olavo Bilac e Raul Pompéia, a onipresente influência francesa, etc. Tornando A Última Quimera um panorama vivo de um dos grandes momentos da história do Brasil. [2]

Versos Íntimos[editar | editar código-fonte]

O título da obra, A Última Quimera, é baseado em um dos poemas de Augusto dos Anjos, versos íntimos:

Vês! Ninguém assistiu ao formidável

Enterro de tua última quimera.

Somente a Ingratidão – esta pantera –

Foi tua companheira inseparável!

Acostuma-te à lama que te espera!

O Homem, que, nesta terra miserável,

Mora, entre feras, sente inevitável

Necessidade de também ser fera.

Toma um fósforo. Acende teu cigarro!

O beijo, amigo, é a véspera do escarro,

A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa inda pena a tua chaga,

Apedreja essa mão vil que te afaga,

Escarra nessa boca que te beija!

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências