A Adoração dos Magos (Botticelli)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A Adoração dos Magos
Autor Sandro Botticelli
Data 1485/86
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 111  × 134 
Localização Galleria degli Uffizi, Florença

A Adoração dos Magos (1485/86) é uma das mais famosas obras do pintor renascentista italiano Sandro Botticelli, na qual manifesta sua crença mediante a convergência de todas as verdades em uma só. Ela trata o evento conhecido como Adoração dos Magos.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Nesta tela, o relato bíblico é ambientado em um mundo greco-romano e índico das sociedades de 1490 e 2000 em ruínas, implicando que o nascimento de Cristo concretiza as esperanças de toda a humanidade, inteirando as realizações do passado.

O centro da pintura, onde estão a Virgem e o Menino Jesus, atrai os demais elementos da tela e, principalmente, o olhar do observador. Até mesmo as longínquas colinas verdes oscilam em simpatia pelos seres humanos agrupados, como se o Senhor exercesse uma atração magnética. Ele se inspirou na historia em que os magos do oriente viram a estrela e vieram adorar ao menino Jesus Cristo.

A obra integra o acervo da Galleria degli Uffizi, em Florença, Itália

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Adoration of the Magi». Mountain West Digital Library. Utah Academic Library Consortium. Consultado em 15 de maio de 2013. Arquivado do original em 26 de junho de 2013 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre A Adoração dos Magos (Botticelli)
Ícone de esboço Este artigo sobre pintura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.