A Dama do Estácio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Dama do Estácio
 Brasil
2012 •  22 min 
Direção Eduardo Ades
Produção Eduardo Ades e Angelo Defanti
Roteiro Eduardo Ades
Elenco Fernanda Montenegro
Joel Barcellos
Nelson Xavier
Rafael Souza Ribeiro
Música João Rabello
Direção de fotografia José Eduardo Limongi
Direção de arte Dina Salem Levy
Figurino Diana Leste
Vanessa Lopes
Edição Jordana Berg
Lançamento 13 de junho de 2012
Idioma português

A Dama do Estácio é um média-metragem de 2012, dirigido por Eduardo Ades e estrelado por Fernanda Montenegro.[1]

Produção[editar | editar código-fonte]

Novato e sem recursos, Eduardo Ades não só fez seu primeiro filme como conseguiu importantes nomes para atuarem nele: os experientes Fernanda Montenegro, Nelson Xavier e Joel Barcellos. A inspiração para o trabalho veio da música "O X do Problema", de Noel Rosa:

Ao ouvir a gravação de Aracy de Almeida me veio a imagem da Falecida [filme de 1965 de Leon Hirszman baseado em peça de Nelson Rodrigues]. Queria uma história que juntasse as duas coisas, e a gente acabou criando uma continuação de A Falecida, explica o diretor.

Por se tratar de uma espécie de continuação da história contada por Hirszman, Ades quis convidar Fernanda Montenegro para o papel. Ele conta que tentou contatá-la sem obter sucesso, até que a encontrou por acaso numa mostra de cinema no Instituto Moreira Salles, onde trabalhava na época. Fernanda leu o roteiro do jovem diretor e aceitou participar do filme mas, por causa de compromissos profissionais, só poderia filmar cerca de um ano e meio depois. Esse foi o tempo exato para Eduardo levantar a verba para o curta.[2] R$ 80 mil necessários à filmagem.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Zulmira é uma velha prostituta. Um dia ela acorda obcecada com a ideia de que vai morrer. Ela precisa de um caixão.[4]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme teve sua estreia no Festival Internacional de Cine de Huesca (Espanha), no dia 13 de junho de 2012. No Brasil, a primeira exibição foi na primeira noite do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo em 27 de agosto de 2012.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Festival Categoria
2012 Amazonas Film Festival Melhor ator em curta-metragem para Rafael Souza-Ribeiro Venceu
Festival de Cinema Brasileiro em Toronto Melhor diretor em curta-metragem para Eduardo Ades Venceu
Melhor atriz em curta-metragem para Fernanda Montenegro Venceu
2013 FESTin Festival Melhor atriz em curta-metragem para Fernanda Montenegro Venceu
2014 Prêmio CinEuphoria Melhor curta-metragem do ano Venceu
Melhor atriz em curta-metragem para Fernanda Montenegro Venceu
Melhor diretor de curta-metragem para Eduardo Ades Indicado
Melhor produção de curta-metragem Indicado

Referências

  1. «Inédito na televisão, "A Dama do Estácio", com Fernanda Montenegro, é atração desta quarta-feira no Arte 1». Maxpress. 27 de maio de 2014. Consultado em 25 de setembro de 2014 
  2. Ana Okada (27 de agosto de 2012). «Fernanda Montenegro revive personagem de Nelson Rodrigues em "A Dama do Estácio"». Uol. Consultado em 25 de setembro de 2014 
  3. Agência Estado (28 de setembro de 2013). «Fernanda Montenegro é o destaque em 'A Dama do Estácio'». O Estado de S. Paulo. Consultado em 25 de setembro de 2014 
  4. Roberto Filho (22 de junho de 2011). «Fernanda Montenegro vive prostituta em curta-metragem». Revista Veja. Consultado em 25 de setembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]