A Droga da Obediência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Droga da Obediência
Autor(es) Pedro Bandeira
Idioma Português
País  Brasil
Assunto O mistério do desaparecimento de estudantes de diferentes colégios pela cidade de São Paulo
Género Literatura Juvenil
Série Os Karas
Editora Moderna
Lançamento 1984
Páginas 190

A Droga da Obediência é um livro de Pedro Bandeira, da coleção Os Karas, voltado para o público adolescente.[1]

Foi publicado em sua primeira edição em 1984 pela Editora Moderna, e teve novas edições em 1992, 2003, 2009 e a edição mais recente publicada em 2014.

A obra trata de um grupo conhecido como "Os Karas", grupo formado por Miguel, Chumbinho, Magrí, Crânio e Calú, jovens que investigavam e ajudavam a desvendar crimes.[2] Considerado um best-seller do gênero no país, deu origem a várias sequências: Pântano de Sangue" (1987), "Anjo da Morte" (1988), "A Droga do Amor" (1994) e "Droga de Americana!" (1999).[2]

Miguel

Não tem apelido. Foi ele quem decidiu reunir alguns amigos e, por brincadeira, fundar um grupo secreto no colégio onde é presidente do Grêmio Estudantil. É ele quem lidera os amigos e define o próximo passo a ser dado pelos Karas.

Chumbinho

Aficionado por videogames e computadores, com sua esperteza e valentia, sente de longe o cheiro de novas aventuras. Foi justamente isso que fez Chumbinho descobrir o grupo secreto que atuava no Colégio Elite.

Magrí

Melhor atleta do Colégio Elite, é a grande esperança de medalha olímpica para o Brasil. Apesar do jeitinho delicado e meigo, se é preciso salvar um dos amigos ou entrar em ação, Magrí vira uma verdadeira “gata”, perigosa e pronta para agir, enfrentando qualquer risco.

Calú

Ator e extramamente extrovetido e brincalhão, está sempre de bom humor, dando ânimo aos Karas na hora de agir. Apesar de ser o garoto mais bonito do Colégio Elite, seu coração balança mesmo é por Magrí.

Crânio

É o geniozinho da turma. Calado e pensativo, é o campeão de xadrez e das notas da escola, e em nome dos amigos e das aventuras, larga tudo quando o assunto é Emergência Máxima. Assim como Calú, é apaixonado pela menina dos Karas.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Miguel é o líder do grupo "Karas" , que desvendam crimes e mistérios. Além dele, o grupo é composto por Crânio, o mais esperto, Magrí, a melhor atleta da escola e Calu, o melhor ator. Além de líder do grupo altamente secreto, Miguel é também presidente do Grêmio do Colégio Elite, um colégio democrático com um sistema de decisões em um conselho formado por alunos e professores. Miguel reúne o grupo em um esconderijo (localizado abaixo de um alçapão, que fica dentro de um armário de produtos de limpezas) para falar sobre a onda de desaparecimentos que ocorrem em vários colégios, seguidamente, onde ao todo 27 estudantes desapareceram.

Referências

  1. Folha de S. Paulo. «Droga da Obediência» 
  2. a b Pablo Miyazawa (28 de agosto de 2014). «Heróis de "A Droga da Obediência", Karas crescem e encaretam em novo livro». Uol. Consultado em 7 de janeiro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.