A Escola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Escola
Autor(es) Miguel M. Abrahão
Idioma Português
País  Brasil
Género Romance histórico
Editora Shekinah/Espaço Juridico/Vieira e Lent
Lançamento 1983
Páginas 312

A Escola é uma peça teatral de Miguel M. Abrahão[1] publicada em 1983 no Brasil e republicada sob a forma de romance[2]em 2007.O romance foi relançado em 2011 com o subtítulo Onde está um, estão todos[3][4].

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O livro tem como pano de fundo os anos 30, durante a ditadura do Governo Vargas. O professor Bolívar Bueno, envolvido com idéias perigosas para a época, exerce forte influência e controle emocional sobre seus alunos do tradicional educandário Wolfgang Schubert, enquanto divide sua atenção para com as professoras Rosário e Suzy e enfrenta as intrigas do Reverendo Otto Stockhausen e de sua assistente, senhorita Catarina. Em 2005, a peça foi adaptada por seu autor para o formato de romance, lançado em 2007. Nesse novo formato, Miguel M. Abrahão ampliou o fundo histórico aprofundando temas como a Revolução Constitucionalista de 1932, os conflitos entre o PCB e o Integralismo[5], além de dar detalhes históricos sobre a Intentona Comunista de 35.[6]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • COUTINHO, Afrânio; SOUSA, J. Galante de. Enciclopédia de literatura brasileira. São Paulo: Global; Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional, Academia Brasileira de Letras, 2001: 2v.
  • Sociedade Brasileira de Autores Teatrais - Processo 36030 de 19/10/1983

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.