A Filha dos Trapalhões

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Filha dos Trapalhões
A Filha dos Trapalhões.jpg
 Brasil
1984 •  cor •  107 min 
Direção Dedé Santana
Roteiro Renato Aragão
José Joffily
Elenco Renato Aragão
Dedé Santana
Mussum
Zacarias
Myrian Rios
Ronnie Von
Vera Gimenez
Eliezer Motta
Fernanda Brasil
Gênero Comédia
Música Arnaud Rodrigues
Direção de arte Renato Aragão
Direção de fotografia Antônio Gonçalves
Lançamento 20 de dezembro de 1984[1]
Idioma Português
Cronologia
Os Trapalhões e o Mágico de Oróz (1984)
Os Trapalhões no Reino da Fantasia (1985)
Página no IMDb (em inglês)

A Filha dos Trapalhões é um filme brasileiro de 1984, do gênero comédia, dirigido por Dedé Santana e estrelado pela trupe humorística Os Trapalhões.

O roteiro de A Filha dos Trapalhões é baseado no filme O Garoto, de Charles Chaplin.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Os Trapalhões moram num barco flutuante e têm uma vida miserável. Ao encontrarem um bebê abandonado, resolvem criá-la como se fosse sua própria filha. Posteriormente, quando começam a trabalhar em um circo, descobrem que a criança é na verdade filha da trapezista e que ela fora obrigada a entregar sua filha para uma quadrilha que negocia crianças no exterior. Tal quadrilha os encontra e tenta recuperar a menina que agora, no entanto, conta com a ajuda dos Trapalhões para protegê-la.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Fernanda Brasil, ex-atriz que interpretou a filha dos Trapalhões e que, atualmente, atua como jornalista, processou a Renato Aragão Produções e a Europa Filmes em 2010, além do Grupo Globo. Segundo Brasil, quando a Europa Filmes relançou o filme, ela não recebeu nenhuma quantia pelos direitos de uso de sua imagem. Em entrevista ao Domingo Show, Brasil afirmou que, à época do filme, o cachê teve valor meramente simbólico, sendo possível comprar apenas uma beliche e duas colchas. A disputa judicial continua até hoje. Em março de 2017, Brasil ganhou na Justiça o direito de ser indenizada por danos morais; aguardava, ainda, a perícia para cálculo de danos materiais, que deve ultrapassar R$1 milhão [2].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.