A Hidden Life

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Hidden Life
Uma Vida Escondida (PRT)
Uma Vida Oculta (BRA)
 Estados Unidos Alemanha
2019 •  cor •  174 min 
Direção Terrence Malick
Produção Elisabeth Bentley
Dario Bergesio
Grant Hill
Josh Jeter
Roteiro Terrence Malick
Elenco August Diehl
Valerie Pachner
Matthias Schoenaerts
Gênero drama
Música James Newton Howard
Direção de fotografia Jörg Widmer
Direção de arte Sebastian Krawinkel
Figurino Lisy Christl
Edição Rehman Nizar Ali
Joe Gleason
Sebastian Jones
Companhia(s) produtora(s) Elizabeth Bay Productions
Aceway Productions
Studio Babelsberg
Distribuição Fox Searchlight Pictures
Lançamento 13 de dezembro de 2019
Idioma
Página no IMDb (em inglês)

A Hidden Life (Brasil: Uma Vida Oculta /Portugal: Uma Vida Escondida) é um filme teuto-estadunidense de drama biográfico de 2019 escrito e dirigido por Terrence Malick, estrelando August Diehl, Valerie Pachner, Michael Nyqvist e Bruno Ganz. O filme retrata a vida de Franz Jägerstätter, um fazendeiro austríaco e católico devoto que se recusou a lutar pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial.

O filme teve sua estreia mundial no Festival de Cannes em maio de 2019, e será lançado nos Estados Unidos em 13 de dezembro de 2019.[1] No Brasil, será lançado em 30 de janeiro de 2020, e em 16 de janeiro em Portugal.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Em 1939 na Áustria. Franz Jägerstätter, um camponês nascido e criado no pequeno vilarejo de Sankt Radegund, está trabalhando em sua terra quando a Segunda Guerra Mundial começa. Casado com Franziska (Fani), com quem tem três filhas. Jägerstätter é chamado para o treinamento básico e fica longe de sua amada esposa e filhas por meses. Eventualmente, quando a França se rende, parece que a guerra pode acabar em breve, ele é enviado de volta do treinamento. Ele e sua esposa cultivam a terra e criam suas filhas entre as montanhas e vales da Alta Áustria.

Enquanto a guerra continua, Jägerstätter e os outros homens saudáveis do vilarejo são chamados para lutar. Seu primeiro requisito é prestar juramento de fidelidade a Adolf Hitler e ao Terceiro Reich. Apesar dos pedidos dos vizinhos, Jägerstätter recusa. Lutando com o conhecimento de que sua decisão significará prisão e até morte, Jägerstätter encontra força no amor e apoio de Fani. Jägerstätter é levado para a prisão, primeiro em Enns, depois em Berlim e espera meses por seu julgamento. Durante seu tempo na prisão, ele e Fani escrevem cartas um para o outro e dão força um ao outro. Fani e suas filhas são vítimas de crescente hostilidade no vilarejo devido à decisão do marido de não lutar.

Depois de meses de encarceramento, seu caso vai a julgamento. Ele é considerado culpado e sentenciado à morte. Apesar de muitas oportunidades para assinar o juramento de fidelidade, Jägerstätter continua a defender suas crenças e é executado pelo Terceiro Reich em agosto de 1943, enquanto sua esposa e três filhas sobrevivem.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em 23 de junho de 2016, surgiram relatos que A Hidden Life, inicialmente intitulado Radegundm,retrataria a vida do austríaco Franz Jägerstätter, um objetor de consciência que durante a Segunda Guerra Mundial foi morto aos 36 anos por enfraquecer ações militares, e mais tarde foi declarado um mártir e beatificado pela Igreja Católica. Foi anunciado que August Diehl interpretaria Jägerstätter e Valerie Pachner interpretaria sua esposa, Franziska Jägerstätter.[2] Jörg Widmer foi apontado como o diretor de fotografia, tendo trabalhado em todos os filmes de Malick desde O Novo Mundo de 2005 como operador de câmera.[3]

Malick disse que A Hidden Life terá uma narrativa mais estruturada do que seus trabalhos anteriores: "Ultimamente – eu continuo insistindo, só muito ultimamente – tenho trabalhado sem roteiro e ultimamente me arrependo da ideia. O último filme que filmamos, e agora estamos cortando, voltou para um roteiro que estava muito bem ordenado."[4]

Filmagem[editar | editar código-fonte]

O vilarejo de Fane Alm em Rio di Pusteria.

A produção do filme começou no Studio Babelsberg em Potsdam no verão de 2016.As filmagens iniciaram-se em 11 de julho e terminaram em 19 de agosto de 2016, o filme foi filmado em vários locais na província italiana de Bolzano. Os locais eram a igreja de St. Valentin no vilarejo de Seis am Schlern em Valle di Casies, o vilarejo de Rodengo, os moinhos de Terenten, os prados de Albions em Laion, o Alpe di Siusi, o Castelo de Tures, o vilarejo de Fane Alm em Rio di Pusteria, o Parque Natural de Puez-Geisler, o Castelo de Velthurns no vilarejo de Velturno, o Forte de Fortezza, os jardins do bispo de Hofburg em Brixen e o claustro de Neustift.[5][2]

Em agosto de 2016, surgiram relatos que algumas das cenas do filme foram filmadas em um pequeno vilarejo montanhoso em Sappada.[6]

Pós-produção[editar | editar código-fonte]

O ator Franz Rogowski disse em uma entrevista em março de 2019 que ninguém sabia como o filme seria ou quando seria lançado, considerando que estava em pós-produção há mais de dois anos naquele momento. Rogowski acrescentou que Malick é "um diretor que cria espaços em vez de produzir cenas; seu estilo de edição é assim."[7]

Música[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora do filme foi composta por James Newton Howard e tocada pelo violinista James Ehnes, que também se apresentou com o compositor em seu concerto para violino lançado em 2018. Foi lançada pela Sony Classical Records em 6 de dezembro de 2019. Sobre a trilha sonora, Newton Howard afirmou que "É uma trilha sonora que soa espiritual... Terry falava frequentemente sobre o sofrimento inerente ao amor, e você sente saudade, sofrimento e amor nessa trilha sonora" a trilha sonora apresenta 40 minutos de música original misturada com obras clássicas selecionadas de Bach, Händel, Dvořák, Górecki, Pärt, entre outros. Foi gravado na Abbey Road Studios em Londres durante um dia em junho de 2018, com uma seção de cordas de 40 peças conduzida por Pete Anthony ao lado do sonoplasta Shawn Murphy.[8]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

A Hidden Life estreou na competição no 72.ª edição do Festival de Cannes em 19 de maio de 2019.[9] No dia seguinte, o filme foi adquirido pela Fox Searchlight Pictures por US$ 12–14 milhões.[10][11] Está programado para ser lançado nos Estados Unidos em 13 de dezembro de 2019.[12] No Brasil, está programado para ser lançado em 30 de janeiro de 2020,[13] e em Portugal, em 16 de janeiro de 2020.[14]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

No agregador de resenhas Rotten Tomatoes, o filme recebeu uma pontuação de 80% com base em comentários de 64 críticos, com uma classificação média de 7,64 de 10. O consenso do site diz: "Ambicioso e visualmente absorvente, A Hidden Life pode provar inescrutável para não-devotos — mas para os espectadores em sintonia com Malick, só devem confirmar ainda mais sua genialidade."[15] No Metacritic, o filme recebeu uma pontuação média de 76 de 100, com base em 17 comentários, indicando "revisões geralmente favoráveis".[16]

Peter DeBruge da Variety escreveu: "Se ele está ou não se referindo especificamente aos dias atuais, demagogos, e a maneira como certos evangélicos mais uma vez esgotaram seus principais valores para vantagem política, [A Hidden Life] parece incrivelmente relevante, pois lança esse problema para a luz."[17]

A biografa de Jägerstätter, Erna Putz, foi tocada pela espiritualidade do filme após uma exibição privada em junho de 2019, afirmando que Malick fez um "trabalho independente e universal". Ela também considerou as atuações de Diehl e Pachner precisas para quem Franz e Franziska eram ("Franz, como eu o conheço pelas cartas, e Franziska, como eu a conheço pelos encontros.").[18]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Data de cerimônia Categoria Indicado Resultado Ref.
Festival de Cannes 25 de maio de 2019 Prêmio François Chalais Terrence Malick Venceu [19]
Prêmio do Júri Ecumênico Venceu [20]
Palma de Ouro Indicado [9]
National Board of Review 8 de janeiro de 2020 Os 10 Melhores Filmes Independentes A Hidden Life Venceu [21]
Prêmios Independent Spirit 8 de fevereiro de 2020 Melhor Filme A Hidden Life Pendente [22]

Referências

  1. «Cannes festival 2019: full list of films» (em inglês). The Guardian. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  2. a b «Terrence Malick Announces Next Film 'Radegund,' Based on the Life of Franz Jägerstätter» (em inglês). The Film Stage. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  3. Montgomery, Daniel (26 de novembro de 2019). «'A Hidden Life' Cinematographer Jorg Widmer Interview on Tragic Tale» (em inglês). Gold Derby. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  4. Sharf, Zack (6 de abril de 2017). «Terrence Malick Vows to Return to More Structured Filmmaking: 'I'm Backing Away From That Style Now'» (em inglês). IndieWire. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  5. «La IDM FF & Commission a Cannes con Malick» (em italiano). Cinecittà News. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  6. «Trailer For 'The Thin Red Line' Restoration Arrives as Terrence Malick Commences 'Radegund' Shoot» (em inglês). The Film Stage. 11 de agosto de 2016. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  7. Elfadl, Murtada (9 de março de 2019). «Franz Rogowski on Playing a Ghost in 'Transit,' Disorienting the Audience, and Terrence Malick's 'Radegund'» (em inglês). The Film Stage. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  8. Burlingame, Jon (6 de dezembro de 2019). «From "1917" to "Jojo Rabbit," Composers of Some of the Year's Top Scores Talk Shop» (em inglês). Variety. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  9. a b Tartaglione, Nancy; Wiseman, Andreas (18 de abril de 2019). «Cannes Film Festival 2019 Lineup: Malick, Almodovar, Dardennes; Four Women Directors In Competition – Full List» (em inglês). Deadline Hollywood. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  10. Keslassy, Elsa; Lang, Brent (20 de maio de 2019). «Cannes: Fox Searchlight Nabs Terrence Malick's 'A Hidden Life'» (em inglês). Variety. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  11. D'Alessandro, Anthony (23 de maio de 2019). «The Epic Three-Year Journey Of Terrence Malick's 'A Hidden Life': Can Disney-Fox Searchlight Improve Auteur's B.O. Track Record? – Cannes» (em inglês). Deadline Hollywood. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  12. D’Alessandro, Anthony (27 de junho de 2019). «Terrence Malick's 'A Hidden Life' Lands Year-End Awards Season Release» (em inglês). Deadline Hollywood. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  13. Zanetti, Laysa (13 de agosto de 2019). «A Hidden Life: Saiu o trailer do novo filme do Terrence Malick». Terra. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  14. «Filmes distribuídos pela NOS Audiovisuais integram seleção oficial do Leffest» (PDF). NOS. 13 de novembro de 2019. p. 3. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  15. «A Hidden Life (2019)» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  16. «A Hidden Life Reviews» (em inglês). Metacritic. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  17. DeBruge, Peter (19 de maio de 2019). «Cannes Film Review: 'A Hidden Life'» (em inglês). Variety. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  18. «Berührende private Vorführung des Jägerstätter-Films „A Hidden Life" in St. Radegund». Diocese de Linz (em alemão). 4 de junho de 2019. Consultado em 9 de dezembro de 2019. „Beide Hauptpersonen sind sehr gut getroffen – Franz, wie ich ihn aus den Briefen kenne, und Franziska, wie ich sie aus Begegnungen kenne".... habe Malick ein „eigenständiges und allgemeingültiges Werk“ erschaffen 
  19. «72nd Annual Cannes Film Festival Held In Cannes, France From 14 To 25 May 2019» (em inglês). 29 de maio de 2019. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  20. Oubrayrie, Edward. «Le Prix du Jury œcuménique 2019 décerné à 'A Hidden Life'» (em francês). Jury oecumenique au Festival de Cannes. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  21. Lewis, Hilary (3 de dezembro de 2019). «'The Irishman' Named Best Film by National Board of Review» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 9 de dezembro de 2019 
  22. D'Alessandro, Anthony. «Spirit Award Nominations: A24 Leads For 4th Straight Year With 18 Noms As 'Uncut Gems' & 'The Lighthouse' Come Up Big» (em inglês). Deadline Hollywood. Consultado em 9 de dezembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]