A Igreja do Diabo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Igreja do Diabo é um conto do livro Histórias sem Data de Machado de Assis.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O Diabo decide fundar sua própria religião, em que as pessoas seriam livres para praticar impiedades. Todavia a tendência humana à contradição leva seus adeptos a praticarem o bem.

Crítica Literária[editar | editar código-fonte]

Fonseca Pimentel publicou um livro intitulado "A presença alemã na obra de Machado de Assis", o qual traz duas afirmações relevantes:

  1. Machado estava estudando alemão no período de 1883-84.
  2. Goethe era um dos autores mais citados diretamente por Machado.

Provavelmente, o leitor notou que o nome do Fausto é citado no conto: "A igreja do Diabo", essa é, portanto, a relação intertextual com Goethe.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço relacionado ao Projeto Literatura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.