A Love Trilogy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Love Trilogy
Álbum de estúdio de Donna Summer
Lançamento 18 de março de 1976
Gravação 1976
Gênero(s) Disco, R&B
Duração 33:59
Gravadora(s) Casablanca Records
Produção Giorgio Moroder, Pete Bellotte
Cronologia de Donna Summer
Último
Último
Love to Love You Baby
(1975)
Four Seasons of Love
(1976)
Próximo
Próximo

A Love Trilogy é o terceiro álbum de estúdio da cantora de disco Donna Summer, lançado em 1976. Produzido por Giorgio Moroder e Pete Bellotte, o disco foi gravado em Munique, na Alemanha, em 1976, pela gravadora Oasis Records. No Brasil, o disco foi distribuído pela gravadora CID.

Na esteira do sucesso de Love to Love You Baby, a primeira faixa do disco é um épico de mais de 15 minutos, intitulado "Try Me, I Know, We Can Make It", dividida em quatro partes distintas, que conta as fases do relacionamento amoroso/sexual, desde o primeiro encontro ("Try Me"), da intimidade maior ("I Know" e "We Can Make It") até a consumação do ato ("Try Me I Know We Can Make It").

A faixa seguinte, "Could It Be Magic" (precedida por "Intro") é uma versão disco do sucesso de Barry Manilow, lançado dois anos antes. Foi o single mais bem sucedido do disco e tornou-se um dos muitos clássicos da cantora até hoje.

As canções que fecham o disco, "Wasted" e "Come With Me", apesar de não terem se tornado hits, representam perfeitamente o estilo seguido por Donna Summer e seus produtores na época: uma fusão de soul music com eletrônica, embalada por vocais e letras de apelo romântico-erótico.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado A[editar | editar código-fonte]

  1. "Try Me, I Know We Can Make It"

Lado B[editar | editar código-fonte]

  1. "Intro: Prelude To Love"
  2. "Could It Be Magic"
  3. "Wasted"
  4. "Come With Me"


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Donna Summer é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.