A Moon Shaped Pool

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Moon Shaped Pool
Álbum de estúdio de Radiohead
Lançamento 8 de maio de 2016
Estúdio(s)
Gênero(s) Art rock  · Eletrônica
Duração 52:31
Gravadora(s) XL Recordings
Produção Nigel Godrich
Cronologia de Radiohead
The King of Limbs
(2011)
Singles de A Moon Shaped Pool
  1. "Burn the Witch"
    Lançamento: 3 de maio de 2016
  2. "Daydreaming"
    Lançamento: 6 de maio de 2016

A Moon Shaped Pool é o nono álbum de estúdio da banda britânica de rock Radiohead, lançado em maio de 2016. Anunciado sob mistério do grupo, foi distribuído cinco anos após seu antecessor, The King of Limbs, e também produzido por Nigel Godrich.[1][2]

Radiohead trabalhou em A Moon Shaped Pool interminavelmente após terminar a tour de 2012 de seu álbum anterior, The King of Limbs (2011). O álbum foi gravado na França com o produtor de longa data, Nigel Godrich. Contém várias canções escritas e interpretadas há alguns anos, como é o caso de "True Love Waits", interpretada pelo menos desde 1995, também temos "Burn the Witch" de 2000, e "Present Tense" de 2008. O álbum também conta com a presença da London Contemporary Orchestra com arranjo feito pelo multi-instrumentalista Jonny Greenwood. Desde seu lançamento, o álbum foi mundialmente aclamado.

Contexto[editar | editar código-fonte]

Durante a turnê de 2012 de The King of Limbs (2011), a banda performou várias canções novas, incluindo "Identikit" e "Ful Stop".[3] Durante a turnê,a banda gravou uma versão de "Identikit" e uma outra canção não identificada na gravadora da Third Man Records.[3]

Após a turnê, a banda entrou em hiato e os membros trabalharam em seus projetos paralelos.[4] Em 2013, Thom Yorke e Nigel Godrich lançaram um álbum, Amok, em conjunto com sua banda, Atoms for Peace;[5] em 2014, Yorke e Philip Selway lançaram seus respectivos álbuns solo, Tomorrow's Modern Boxes and Weatherhouse. Jonny Greenwood compôs trilhas sonoras para filmes, incluindo o filme Inherent Vice, além de também ter performado com orquestras.[4]

Radiohead e Godrich gravaram A Moon Shaped Pool em La Fabrique studio perto de Saint-Rémy-de-Provence, na França.[6] O estúdio, originalmente um moinho do século dezenove que produzia pigmento para pinturas, já foi usado por artistas anteriormente, como Morrissey e Nick Cave, além de manter a maior coleção de vinis do mundo.[6] Em fevereiro de 2015, Selway falou ao Drowned in Sound que Radiohead trabalhou de Setembro até o Natal de 2014, e que terminaria o trabalho em Março.[7] no mesmo mês, Greenwood falou ao Pitchfork que a banda mudou seus métodos, "trabalhando com limites" e usando "tecnologias muito velhas e muito novas" ao mesmo tempo.[8] Em Junho de 2015, Greenwood disse que a banda estava indo devagar para reganhar forças após o hiato;[9] Selway deixou claro que a banda trabalhou "aos trancos e barrancos", mas que um "cronograma completo" iria começar em Setembro.[10]

Em 2 de maio de 2016, a banda removeu todo conteúdo de suas contas digitais, e enviou pelo correio um panfleto aos fãs que já haviam comprado algo na W.A.S.T.E., a loja virtual da banda. O panfleto informava: "Sing The Song Of Sixpence That Goes Burn The Witch We Know Where You Live" (Cante a música de Sixpence que queimará a bruxa. Sabemos aonde você mora). No dia 3 de Maio houve o lançamento do single Burn the Witch, e Daydreaming logo depois.[11]

O clipe de Daydreaming intrigou muitos fãs com uma extensa fala em efeito reverso de Thom Yorke. O efeito contrário revela a fala de Thom, "Half of my life", onde está muito forte a hipótese de haver uma ligação dessa mensagem com o fim de um casamento de 23 anos, quando se encontrava com 46 anos de idade.

Outro significante na hipótese dessa obra, é a quantidade de portas que Thom passa ao longo do clipe, 23 portas.[12]

Jonny Greenwood performando em 2015 com a London Contemporary Orchestra, que aparece em A Moon Shaped Pool.

Música e letras[editar | editar código-fonte]

A Moon Shaped Pool é um álbum de art rock[13][14]. Ele retém os elementos eletrônicos da banda, como a bateria eletrônica e sintetizadores, mas de acordo com a Rolling Stone, os sobrepõem com "um abraço de belos timbres e melodias", fazendo o uso do violão, piano, e orquestras.[15] O álbum abusa nas seções de cordas e dos coros; de acordo com a Pitchfork, "enquanto orquestra não é nada novo na banda, A Moon Shaped Pool os traz para a dianteira, e os arranjos de Greenwood pesam ainda mais do que em qualquer outro álbum."[16]

"Burn the Witch" apresenta o Col legno.[17] "Daydreaming" apresenta um piano e vocais ao contrário que mais soam como "alguém tentando respirar".[18] "Identikit" tem uma introdução meio jam, com "fragmentos" de vocais e guitarras, e termina num solo de guitarra "agitado".[18] O Guardian sentiu que a seção de cordas, baixo e o ritmo Funk de "The Numbers" foi uma homenagem ao álbum Histoire De Melody Nelson de Serge Gainsbourg.[18] "Present Tense" contém uma batida meio latina.[18] "Tinker Tailor Soldier Sailor Rich Man Poor Man Beggar Man Thief" combina a seção de cordas de Greenwood com percussão eletrônica e um teclado distorcido. "True Love Waits", é performado em um piano, com um overdub adicional de pianos enquanto a música progride.[19] As faixas são listadas em ordem alfabética.[16]

Artwork[editar | editar código-fonte]

A artwork para A Moon Shaped Pool foi criada por Stanley Donwood, cujo trabalha com a banda desde 1995.[20] Donwood trabalhou em uma fazenda próxima ao estúdio, com caixas de som conectadas ao estúdio aonde a banda gravava, permitindo que a música viesse a influenciar a arte.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic 88/100[21]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 4 de 5 estrelas.[22]
The Daily Telegraph 5 de 5 estrelas.[23]
Entertainment Weekly A[24]
The Guardian 4 de 5 estrelas.[18]
The Independent 4 de 5 estrelas.[25]
NME 4/5[26]
Pitchfork Media 9.1/10[27]
Rolling Stone 4.5 de 5 estrelas.[28]
Slant Magazine 4.5 de 5 estrelas.[29]
Spin 9/10[30]

A Moon Shaped Pool tem uma pontuação de 88 em 100 no agregador de críticas Metacritic, com base em 34 críticas, indicando "aclamação universal."[21] Patrick Ryan do USA Today escreveu que "a ninhada, sinfônica e pungente de A Moon Shaped Pool ... a espera valeu a pena."[31] Chris Gerard do PopMatters sentiu que o álbum foi "digno do catálogo inigualável do Radiohead."[32] Jamieson Cox da Verge elogiou o arranjos de cordas do álbum e sua "magnanimidade emocional".[33] Andy Beta da Rolling Stone o descreveu como "uma assombração, triunfo impressionante" e "álbum mais lindo e desolado à data" do Radiohead, elogiando seus timbres e melodias.[34]

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração
1. "Burn the Witch"   3:40
2. "Daydreaming"   6:24
3. "Decks Dark"   4:41
4. "Desert Island Disk"   3:44
5. "Ful Stop"   6:07
6. "Glass Eyes"   2:52
7. "Identikit"   4:26
8. "The Numbers"   5:45
9. "Present Tense"   5:06
10. "Tinker Tailer Soldier Sailor Rich Man Poor Man Beggar Man Thief"   5:03
11. "True Love Waits"   4:43
Duração total:
52:31

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Certificações[editar | editar código-fonte]

Região Provedor Certificação
 Reino Unido BPI Ouro

Histórico de lançamentos[editar | editar código-fonte]

Região Data Gravadora Formato Nº de Catálogo
Mundial 8 de Maio de 2016 XL XLDA790[39]
17 de Junho de 2016 XLCD790 / XLLP790[40]

Referências

  1. Alexis Petridis. «Radiohead: A Moon Shaped Pool review – achieving something they've never achieved before». the Guardian. Consultado em 8 de maio de 2016 
  2. Neil McCormick (8 de maio de 2016). «Radiohead's A Moon Shaped Pool: a work of total self-assurance - review». The Telegraph. Consultado em 8 de maio de 2016 
  3. a b «19 Unreleased Radiohead Songs That Could Be on Their Next Album». Pitchfork. Consultado em 4 de abril de 2016 
  4. a b Gibsone, Harriet (7 de maio de 2016). «Radiohead's new album to be released on Sunday». The Guardian. Consultado em 9 de maio de 2016 
  5. Petridis, Alexis (21 de fevereiro de 2013). «Atoms for Peace: Amok – review». The Guardian. Consultado em 1 de janeiro de 2014 
  6. a b «TLS | In a room with Radiohead». www.the-tls.co.uk. Consultado em 19 de maio de 2016 
  7. Langham, Matt (4 de fevereiro de 2015). «DiS Meets Radiohead's Philip Selway: "If it means something to some people then that is success"». Drowned in Sound. Consultado em 4 de fevereiro de 2015 
  8. Gordon, Jeremy (26 de fevereiro de 2015). «Radiohead's Jonny Greenwood Recording Album in India». Pitchfork. Consultado em 26 de fevereiro de 2015 
  9. «Radiohead's Jonny Greenwood Discusses the Band's New Album». Pitchfork. Consultado em 9 de maio de 2016 
  10. «Radiohead's Philip Selway Says Recording of New Album Becomes "Quite a Full Schedule" in September». Pitchfork. Consultado em 9 de maio de 2016 
  11. «Banda britânica Radiohead apaga a si mesma de toda a internet - 01/05/2016 - Ilustrada - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 3 de junho de 2016 
  12. «In "Daydreaming", Thom walks through 23 doors. He was married 23 years. • /r/radiohead». reddit. Consultado em 3 de junho de 2016 
  13. Johnston, Maura (9 de maio de 2016). «Review: Radiohead's A Moon-Shaped Pool Is Gloomy, Anxious and Gorgeous». Time. Consultado em 9 de maio de 2016 
  14. Cridlin, Jay (9 de maio de 2016). «Review: Radiohead surprises us all with 'A Moon Shaped Pool,' an album of lush, human beauty». Tampa Bay Times. Consultado em 9 de maio de 2016. Arquivado do original em 10 de maio de 2016 
  15. "Radiohead's 'A Moon Shaped Pool' Album Is a Haunting, Stunning Triumph"
  16. a b c d "Hear Radiohead's New Album "A Moon Shaped Pool" at 11pm tonight on the FTW New Music Show"
  17. Mapes, Jillian (3 de maio de 2016). «Reviews — Tracks: Radiohead - 'Burn the Witch'». Pitchfork Media. Consultado em 3 de maio de 2016 
  18. a b c d e Petridis, Alexis (8 de maio de 2016). «Radiohead: A Moon Shaped Pool review – achieving something they've never achieved before». The Guardian. Consultado em 8 de maio de 2016 
  19. Pareles, Jon (8 de maio de 2016). «Review: In Radiohead's 'A Moon Shaped Pool,' Patient Perfectionism». The New York Times. ISSN 0362-4331. Consultado em 11 de maio de 2016 
  20. "TLS | In a room with Radiohead"
  21. a b «Reviews for A Moon Shaped Pool by Radiohead». Metacritic. Consultado em 9 de maio de 2016 
  22. Erlewine, Stephen Thomas. «A Moon Shaped Pool – Radiohead». AllMusic. Consultado em 12 de maio de 2016 
  23. McCormick, Neil (11 de maio de 2016). «Radiohead: A Moon Shaped Pool album review: 'You'll love it more with every listen'». The Daily Telegraph. Consultado em 11 de maio de 2016 
  24. Brown, Eric Renner (10 de maio de 2016). «Radiohead's A Moon Shaped Pool: EW Review». Entertainment Weekly. Consultado em 11 de maio de 2016 
  25. Hasted, Nick (9 de maio de 2016). «Radiohead, A Moon Shaped Pool, album review: Pleasure and despair as band let themselves be beautiful again». The Independent. Consultado em 13 de maio de 2016 
  26. Richards, Sam (10 de maio de 2016). «Radiohead – 'A Moon Shaped Pool' Review». NME. Consultado em 10 de maio de 2016 
  27. Greene, Jayson (11 de maio de 2016). «Radiohead: A Moon Shaped Pool». Pitchfork Media. Consultado em 11 de maio de 2016 
  28. Hermes, Will (10 de maio de 2016). «A Moon Shaped Pool». Rolling Stone. Consultado em 10 de maio de 2016 
  29. Cataldo, Jesse (11 de maio de 2016). «Radiohead: A Moon Shaped Pool». Slant Magazine. Consultado em 11 de maio de 2016 
  30. Cummings, Raymond (10 de maio de 2016). «Review: Radiohead Gracefully Submerge Into 'A Moon Shaped Pool'». Spin. Consultado em 11 de maio de 2016 
  31. Ryan, Patrick (8 de maio de 2016). «Radiohead's 'A Moon Shaped Pool': A Track-By-Track Review». USA Today. Consultado em 9 de maio de 2016 
  32. Gerard, Chris (9 de maio de 2016). «Radiohead: A Moon Shaped Pool». PopMatters. Consultado em 9 de maio de 2016 
  33. Cox, Jamieson (10 de maio de 2016). «Radiohead's new album A Moon Shaped Pool turns anxiety into generosity». The Verge. Consultado em 12 de maio de 2016 
  34. Beta, Andy (8 de maio de 2016). «Radiohead's 'A Moon Shaped Pool' Album Is a Haunting, Stunning Triumph». Rolling Stone. Consultado em 8 de maio de 2016 
  35. «"The new Radiohead album is a "work of art," says collaborator Stanley Donwood"». Consultado em 21 de maio de 2016. Arquivado do original em 21 de maio de 2016 
  36. a b c d e "Hear Radiohead's New Album "A Moon Shaped Pool" at 11pm tonight on the FTW New Music Show"
  37. «Radiohead's 'A Moon Shaped Pool': A track-by-track review». USA TODAY. Consultado em 10 de maio de 2016 
  38. «London Contemporary Orchestra». Wikipedia, the free encyclopedia (em inglês). 9 de maio de 2016 
  39. «Radiohead – A Moon Shaped Pool». Bleep.com. Consultado em 12 de maio de 2016 
  40. «Radiohead – A Moon Shaped Pool». Boomkat.com. Consultado em 12 de maio de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Radiohead é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.