A Mosca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o filme de 1986. Para outros significados, veja The Fly.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Fly
A Mosca (PRT/BRA)
Pôster promocional
 Estados Unidos
 Reino Unido
 Canadá

1986 •  cor •  96 min 
Direção David Cronenberg
Roteiro George Langelaan
Charles Edward Pogue
David Cronenberg
Elenco Jeff Goldblum
Geena Davis
John Getz
ver mais
Gênero ficção científica/terror
Distribuição 20th Century Fox (A Division of FPT Communications)
Lançamento 15 de agosto de 1986
Idioma inglês
Orçamento US$ 15 000 000
Receita US$ 60 629 159
Cronologia
The Fly II
Página no IMDb (em inglês)

A Mosca[1][2] (em inglês: The Fly) é um filme britano-canado-estadunidense de 1986, dos gêneros terror e ficção científica, dirigido por David Cronenberg.

Esta refilmagem de The Fly (1958) estreou em 15 de agosto de 1986, teria uma sequência em 1989, The Fly II, e é relativamente similiar à obra literária A Metamorfose, de Franz Kafka[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

O enredo do filme desenvolve-se em torno do físico Seth Brundle (Jeff Goldblum), que está a desenvolver uma máquina de teletransporte. Após fazer alguns testes com objetos e com um macaco, Seth, acompanhado de Veronica Quaife (Geena Davis), uma jornalista investigativa, sente-se encorajado a testar sua máquina em si próprio. Ao entrar na cabine de teletransporte, ele acaba se fundindo geneticamente a uma mosca-doméstica, tendo diversas modificações fisiológicas aproximando-o da aparência de um inseto.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

A Mosca ganhou o Óscar de Melhor Caracterização em 1987.[4] No mesmo ano, o filme também ganhou o Saturn Award de Melhor Ator, Jeff Goldblum; Melhor Filme de Terror; e Melhor Caracterização, Chris Walas. Também foi indicado, na mesma premiação, para Melhor Atriz, Geena Davis; Melhor Diretor, David Cronenberg; e Melhor Trilha Sonora, Howard Shore. Foi nomeado duas vezes na BAFTA em 1988, para Melhor Caracterização e Melhores Efeitos Especiais.[5]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme de ficção científica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.