A Negação do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


A Negação do Brasil
 Brasil
2000 •  cor •  92 min 
Direção Joel Zito Araújo
Roteiro Joel Zito Araújo
Elenco Joel Zito Araújo
Ruth de Souza
Zezé Motta
Milton Gonçalves
Gênero documentário
Idioma português

A Negação do Brasil é um documentário brasileiro de 2000, dirigido por Joel Zito Araújo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O documentário faz uma retrospectiva das telenovelas no Brasil, analisando os papéis destinados aos atores negros, concluindo que estes sempre representavam papéis coadjuvantes, estereotipados e submissos. Tendo por ponto de partida sua memória e uma subsequente pesquisa, o filme serve de manifesto para que entendamos que se a identidade etno-cultural do negro foi negativamente moldada por essas telenovelas, elas podem ser alteradas para buscar uma imagem mais benéfica da posição que o negro ocupou, ocupa e ocupará em nossa sociedade.

Fruto de sua tese de doutorado de 1999 na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), lançada em livro no ano seguinte, o diretor analisa a produção telenovélica de 1963 a 1997, com comentários dos atores e atrizes que atuaram nesse período, com relatos profissionais sobre a profissão de ator à época."[1]"

Referências

  1. Marcelo Hessel (15 de setembro de 2019). «Joel Zito de Araújo - Enciclopédia Itaú Cultural». Consultado em 25 de outubro de 2016