A Presença das Formigas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Presença das Formigas
MG 7729-45 recortada PB
Informação geral
Origem Viseu-Porto
País Portugal Portugal
Gênero(s) Música popular portuguesa
Período em atividade 2009-presente
Integrantes André Cardoso (Guitarras), Manuel Maio (Violino, Bandolim, Voz), Miguel Cardoso (Baixo, Contrabaixo), Rui Ferreira (Teclados, Acordeão), Rui Lúcio (Bateria), Sara Vidal (Voz),
Página oficial A Presença das Formigas

A Presença das Formigas é uma banda portuguesa, cujas composições combinam elementos da música tradicional e popular portuguesa com influências do jazz, música erudita e músicas do mundo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

A Presença das Formigas obtém o primeiro reconhecimento público quando recebe o prémio Zeca Afonso no Festival Cantar Abril 2009 com o tema original “O Rei (a morna indiferença)”.

Em 2011 edita o primeiro disco, Ciclorama, recebido com entusiasmo pela crítica especializada. O CD, em edição de autor, é disco Antena 1 e o single “Encontrei um Pensamento” integra a playlist da estação. Nesse disco o grupo contou com a participação de uma das suas referências da música portuguesa, Amélia Muge, e de Fraser Fifield, exímio multi-instrumentista de sopros escocês.

Em 2012 A Presença das Formigas é a única banda portuguesa no cartaz do Gouveia Art Rock, onde capta a atenção do crítico britânico Sid Smith, que escreve uma excelente crítica ao Ciclorama na prestigiada Prog Magazine. O disco merece também uma referência no programa Late Night Junction da BBC 3.

Em 2013 há uma reestruturação do grupo passando a assumir a voz principal a cantora Sara Vidal (Luar na Lubre). Neste mesmo ano o projecto que virá a materializar-se no segundo trabalho discográfico do grupo é seleccionado pelo Centro Musibéria para a primeira Residência de Jovens Criadores, subsidiada pela FEDER e pela Cooperação transfronteiriça Espanha-Portugal.

Em 2014 lançam o segundo CD, Pé de Vento. Com participações de Luis Pastor (Espanha), João Afonso e João Paulo Esteves da Silva, o novo trabalho explora a temática da “partida”, as suas motivações e consequências, reflectindo acerca da actualidade, das relações humanas, do regresso à natureza, dos sonhos e aspirações.

Membros[editar | editar código-fonte]

Desde 2013

  • André Cardoso - Guitarras
  • Manuel Maio - Violino, Bandolim e Voz
  • Miguel Cardoso - Baixo e Contrabaixo
  • Rui Ferreira (Caps) - Teclados e Acordeão
  • Rui Lúcio - Bateria
  • Sara Vidal - Voz

Em anteriores formações:

  • Cecília Peçanha - Flautas doces
  • Filipa Meneses - Acordeão e Piano
  • Luís Arrigo - Bateria
  • Nuno Silva - Acordeão
  • Teresa Campos - Voz

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Ciclorama (2011)
  • Pé de Vento (2014)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]