A Proposta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Proposal
A Proposta (PT/BR)
 Estados Unidos
2009 •  cor •  108 min 
Direção Anne Fletcher
Produção Todd Lieberman
Sandra Bullock
David Hoberman
Alex Kurtzman
Roberto Orci
Kristin Burr
Roteiro Pete Chiarell
Elenco Sandra Bullock
Ryan Reynolds
Betty White
Mary Steenburgen
Craig T. Nelson
Gênero Comédia romântica
Música Aaron Zigman
Produtor de VHX Gayle Busby
Diretor de iluminação Harry Pray IV
Direção de arte Scott Meehan
Direção de fotografia Oliver Stapleton
Figurino Catherine Marie Thomas
Cinematografia Oliver Stapleton
Edição Priscilla Nedd-Friendly
Companhia(s) produtora(s) Touchstone Pictures
Mandeville Films
Distribuição Walt Disney Studios
Motion Pictures
Lançamento Estados Unidos 19 de junho de 2009
Portugal 9 de julho de 2009
Brasil 10 de julho de 2009
Idioma Inglês
Orçamento US$ 40 milhões[1]
Receita US$ 317,375,031[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

The Proposal (br / pt: A Proposta) é um filme americano de comédia romântica lançado em 2009, fixado em Sitka, no Alasca. Dirigido por Anne Fletcher e escrito por Peter Chiarelli, o filme conta com Sandra Bullock e Ryan Reynolds nos papéis principais, com Betty White, Mary Steenburgen, Craig T. Nelson em papéis coadjuvantes. O filme foi produzido pela Mandeville Films e lançado em 19 de junho de 2009, na América do Norte pela Touchstone Pictures. O enredo gira em uma imigrante canadense chamada Margaret Tate, que descobre que ela pode enfrentar acusações de deportação por causa de seu visto expirado. Determinada a manter sua posição como executivo-chefe, Tate convence seu assistente, Andrew Paxton, a atuar temporariamente como seu marido. Inicialmente pensando em retomar suas vidas após Tate resolver seus problemas de visto, eles parecem abandonar esses planos à medida que sua relação se intensifica.

O desenvolvimento do filme começou em 2005, quando Chiarelli escreveu seu roteiro. A filmagem principal ocorreu durante um período de dois meses, de março a maio de 2008. O filme recebeu críticas mistas dos críticos, que não gostaram do roteiro, embora as performances e a química entre Bullock e Reynolds tenham sido bem recebidos. O filme foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de 317 milhões de dólares americanos em todo o mundo, tornando-se o filme de maior bilheteria de comédia romântica de 2009.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Margaret Tate é uma poderosa editora-chefe de uma multinacional norte-americana, forte, dura, incisiva, adora criar um clima de terror sobre seus funcionários. Depois de saber que está prestes a ser deportada de volta para o Canadá, por ter violado os termos do seu visto de trabalho, ela convence seu assistente, Andrew Paxton, casar com ela. Margaret lembra a Andrew que se for deportada, o trabalho que ele ganhou como assistente será perdido. O Sr. Gilbertson, um agente de imigração dos Estados Unidos, informa-lhes que suspeita que eles estão cometendo fraude para evitar a deportação de Margaret. Gilbertson diz que vai interroga-los separadamente. Se as respostas não forem iguais, Margaret será deportada para o Canadá e Andrew será condenado por um crime com uma multa de 250 mil dólares e cinco anos de prisão. Margaret aceita uma proposta de Andrew, que exige ser um editor após seu casamento e publicar o livro que ele está recomendando para ela.

O casal viaja para Sitka, Alasca, para conhecer a família de Andrew na sua cidade natal. Durante a viagem para a casa da família, Margaret chega a conclusão que a família de Andrew é muito rica, pois quase todas as lojas na cidade leva o nome Paxton. Durante uma festa de boas-vindas, Andrew confronta seu pai, Joe, que está irritado por ele está namorando a chefe que odiava, pensando que ele está usando-a para promover sua carreira. Depois de seu argumento, Andrew anuncia o noivado a todos. No dia seguinte, Grace e Annie chama Margaret a um bar local para assistir a um strip dance, feito pelo dançarino exótico, Ramone. Afastando-se do show, Margaret descobre de Gertrude que Andrew queria tornar-se um editor e ficar com Gertrude. No entanto, Gertrude recusou porque ela não queria deixar Sitka e ir embora para Nova York com ele. Voltando para casa, Margaret presencia o conflito entre Andrew e Joe. Naquela noite, ela pede para Andrew falar sobre seu relacionamento com seu pai, mas ele recusa-se a falar.

No dia seguinte, a família convence-los a se casar enquanto estão em Sitka. Depois de Margaret perceber o quão unida é a família de Andrew, ela fica chateada, entra no barco e acelera com ele. Ela diz a Andrew que ficou sozinha desde que tinha 16 anos de idade e que depois que seus pais morreram, tinha esquecido o que era a sensação de ter uma família. Ela sai da direção do barco e vai para a parte de trás. Andrew faz uma curva acentuada para evitar bater em uma bóia e Margaret cai para fora do barco. Andrew retorna rapidamente e salva-la porque ela não sabe nadar.

Na cerimônia de casamento, Margaret confessa para os convidados que o casamento é uma farsa, Gilbertson presenciando isso, informa que ela tem 24 horas para ir para o Canadá. Margaret retorna para a casa dos Paxton para arrumar suas coisas. Andrew corre para seu quarto e ver que Margaret já foi, deixando o manuscrito do livro dele com uma nota de louvor e uma promessa de publicá-lo. Gertrude tenta confortar Andrew e pergunta se ele vai atrás dela. Ao tentar sair correndo para encontrar Margaret, outro argumento surge entre ele e Joe. Annie finge um ataque e convence-los a pedirem desculpas. Andrew vai para Nova York e diz a Margaret que a ama na frente de todo o pessoal do escritório. Eles se beijam, em seguida vão a Gilbertson informá-lo que eles estão novamente envolvidos. O filme termina com Gilbertson fazendo perguntas (algumas delas irrelevantes) não só para Andrew e Margaret, mas também para Joe, Grace, Annie e Ramone.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

The Proposal estreou no El Capitan Theatre em Hollywood, Califórnia.

Peter Chiarelli, inicialmente, escreveu o roteiro do filme em 2005.[2] Em maio de 2007, foi anunciado que Sandra Bullock tinha sido dado um papel de liderança para The Proposal.[3] Julia Roberts foi originalmente abordada pelos produtores para um papel de liderança no filme, mas depois declinou.[4] Quase dois meses após o anúncio, foi relatado que as negociações estavam sendo finalizados para Ryan Reynolds para estrelar ao lado de Bullock.[2] Em janeiro de 2008, Touchstone Pictures assinou com Anne Fletcher para dirigir o filme.[5] Ele estreou em 1 de Junho de 2009, no El Capitan Theatre, em Hollywood, Califórnia.[6]

As filmagens de The Proposal iniciado em abril de 2008, em Rockport, Massachusetts.[7] Nos dias que se aproximam levando à produção, áreas da cidade foram temporariamente remodelado para representar Sitka, no Alasca, o cenário da maior parte do filme.[7] A fotografia principal. começou oficialmente em 9 de abril em Bearskin Neck, onde continuou ao longo de um período de 24 horas. Filmagem continuou com o prédio Motif Number One em Bradley Wharf (14-16 abril) , o Edifício Haskins (15-18 abril), e o distrito central de negócios de Rockport (17 de Abril).[7] [8] A fotografia principal mudou-se para Manchester -by-the -Sea, Massachusetts em 22 de abril, onde retomou ao longo de um período aproximado de duas semanas. Em resposta, as autoridades da cidade acomodaram os produtores alugando todos os estacionamentos de propriedade pública. As filmagens de A Proposta foi um pouco atrasado após Bullock e seu marido estavam envolvidos em um acidente de carro.[9] A cena do casamento foi filmado em uma casa vitoriana de três andares do século XX; fotografia aconteceu na residência por três semanas.[10] Em entrevista ao jornal The New York Times, os donos da casa afirmaram que Nelson Coates bateu na sua porta pedindo plantas. Inicialmente, os proprietários dirigiram Coates para outras residências da área, no entanto, eventualmente, deram ao produtor do filme um tour da casa. Produção ocorreu no primeiro andar da casa.[7] [10] Fora da área de Cape Ann, filmagens tiveram lugar em Boston, Massachusetts no State Street Bank Building e, em Lower Manhattan, em Nova York.[11] A Proposta continha 350 gravações com efeitos especiais, e algumas partes foram editadas usando imagens geradas por computador.[12] A trilha sonora de A Proposta foi composta por Aaron Zigman, que gravou a sua trilha sonora com a Hollywood Studio Symphony no Sony Scoring Stage.[13]

Como parte de uma ampla campanha publicitária, Reynolds discutiu sobre a participação na produção de uma cena de nudez. A cena foi filmada em um período de três dias, e levou cerca de doze tomadas para completar.[14] Expressando que ela estava inicialmente nervosa, Bullock declarou em entrevista à Sky News que "quando todo mundo age como se fosse apenas um dia normal, realmente ajuda a relaxar." Embora ela revelou que os produtores lhes deram folhas de figueira, Bullock afirmou que ficavam continuamente a cair. Ela acrescentou: "Você pode literalmente ver tudo".[15] Sentimentos semelhantes foram expressos por Reynolds, que em uma entrevista com a People, declarou: "Filmar uma cena que envolve estar totalmente nu e leva alguns dias pode ser um pouco estranho." Ele continuou: "Ainda bem que você está lá por tanto tempo e que está fazendo isso por tanto tempo que você dispensar o constrangimento muito rapidamente e começar a ficar mundano, ter conversas normais - a diferença é que você não está usando calças."[16]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

A Proposta foi lançado nos Estados Unidos em 19 de junho de 2009. No dia da abertura, o filme arrecadou cerca de 12.7 milhões em 3,056 cinemas, tornando-se o filme de maior bilheteria do dia.[17] Mais tarde, passou a faturar mais de 34 milhões durante sua semana de estréia, batendo Year One, Up, e The Hangover.[18] Em uma pesquisa de saída realizada pela Disney, quase 63% da audiência de abertura constou de espectadores do sexo feminino, 78% eram dezoito anos ou mais, e 71% foram classificados como casais.[18] Ele marcou o maior fim de semana de abertura fora de qualquer filme na carreira de Bullock, quase dobrando de seu titular anterior, Premonition.[19] Em outubro de 2011, o filme tinha arrecadado mais de 164 milhões nos Estados Unidos e Canadá.[1]

Performances de bilheteria mostraram números semelhantes nos mercados internacionais. O filme foi lançado na Austrália em 18 de junho de 2009, arrecadando mais de 2.8 milhões em sua semana de estréia. Na Rússia, o filme arrecadou 2.6 milhões em seu fim de semana de abertura, representando 34% de toda a receita total do filme naquele país.[20] Na África do Sul, o filme estreou no número dois, perdendo para Ice Age: Dawn of the Dinosaurs. Ele conseguiu arrecadar mais de 2.6 milhões a partir de outubro de 2011.[20] No Reino Unido, cerca de primeira abertura nas bilheterias de fim de semana ficaram em £3.2 milhões.[21] O filme já arrecadou mais de 317 milhões em todo o mundo, com bilheterias internacionais, situando-se em 153 milhões de dólares americanos.[1] É o vigésimo filme de maior bilheteria de 2009.[22]

Home media

A Proposta foi lançada pela Touchstone Home Entertainment em DVD e Blu-ray em 13 de outubro de 2009.[23] Ele vendeu mais de 2.4 milhões de unidades na sua primeira semana, traduzindo um acréscimo de 39,3 milhões de dólares em bilheteria.[24] Em sua segunda semana, os números de vendas diminuiu 70%, para 623,744 unidades, ocupando o segundo lugar entre as vendas de DVDs da semana.[24] Em julho de 2013, a proposta tinha vendido mais de 5.6 milhões de unidades e ganhou mais de 90 milhões em vendas.[24]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

Marcelo Forlani do Omelete comentou "É óbvio que o filme foi feito para a vovozinha Betty White roubar toda e qualquer cena, mas até que os protagonistas não fazem feio. Sandra Bullock mostra que aos seus 45 anos pode muito bem aparecer nua na tela - sem mostrar nada além de belas curvas. E Ryan Reynolds dá uma de Matthew McConaughey e também consegue aparecer sem camisa mais tempo do que necessário, algo que só não é mais descartável do que a dança "erótica" do latino Ramone (Oscar Nuñez). Como já deu para perceber, A Proposta nada mais é do que um bem montado conjunto de ideias e situações já testadas e aprovadas pelo público que vai aos cinemas no sábado à noite atrás de algumas risadas e um final feliz. Apenas mais uma comédia romântica descartável, cujas memórias em seu cérebro não vão durar mais do que aquela casquinha de pipoca que fica presa no fundo da boca."[25]

Remake[editar | editar código-fonte]

O filme de língua malaiala indiano de 2012 My Boss é um remake de A Proposta. Situado em Mumbai e Kerala, a versão refeita tem muitas diferenças em relação ao original, embora o enredo básico permanece o mesmo. Atores populares Dileep e Mamta Mohandas interpretaram os papéis principais nesta versão. O remake também foi um enorme sucesso.[26]

Referências

  1. a b c d The Proposal (2009) Box Office Mojo. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  2. a b Kits, Borys (31 de julho de 2007). Reynolds wed to 'Proposal' The Hollywood Reporter Prometheus Global Media. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  3. Kits, Borys (25 de maio de 2007). Romantic 'Proposal' for Bullock The Hollywood Reporter Prometheus Global Media. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  4. Abramowitz, Rachel (12 de janeiro de 2010). Can Julia Roberts come back on her own terms? Los Angeles Times Tribune Company. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  5. Kits, Borys (16 de janeiro de 2008). She'll accept Dis 'Proposal' The Hollywood Reporter Prometheus Global Media. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  6. Access Extended: ‘The Proposal’ Premiere, Hollywood Access Hollywood (2 de junho de 2009). Visitado em 30 de outubro de 2013.
  7. a b c d Silverstein, Stephanie (4 de abril de 2008). Disney begins filming on ‘The Proposal’ GateHouse Media. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  8. "The Proposal Trailer and Movie Set Transformation; April 22, 2009".
  9. Silverstein, Stephanie (21 de abril de 2008). Sandra Bullock resumes filming despite Friday car accident Wicked Local. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  10. a b Rimer, Sara (29 de julho de 2009). When Hollywood Moved In New York Times The New York Times Company. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  11. The Proposal (2009) On the Set of New York. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  12. Feeney, Mark (12 de junho de 2009). A movie boom's special effect Boston Globe The New York Times Company. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  13. Dan Goldwasser (6 de maio de 2009). Aaron Zigman scores The Proposal ScoringSessions.com. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  14. Johnson, Chris (15 de julho de 2009). Why I waited until 44 to do my first nude scene, by The Proposal star Sandra Bullock Daily Mail Associated Newspapers. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  15. Lewington, Lara (15 de julho de 2009). Sandra Happy To Go Stark Bullock Naked Sky News (British Sky Broadcasting Group). Visitado em 30 de outubro de 2013.
  16. Lehner, Marla (3 de junho de 2009). Ryan Reynolds: The Truth About Nude Scenes People Time Inc.. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  17. Ellwood, Gregory (20 de junho de 2009). Friday Box Office: 'The Proposal' gives Sandra Bullock a record opening day HitFix. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  18. a b Gray, Brandon (21 de junho de 2009). Weekend Report: ‘Proposal’ Pops to the Top, ‘Year One’ Lacks Stones Box Office Mojo. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  19. Young, John (21 de junho de 2009). 'The Proposal' celebrates box office win CNN. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  20. a b The Proposal (2009) Box Office Mojo. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  21. http://www.imdb.com/title/tt1041829/business?ref_=tt_dt_bus
  22. 2009 Worldwide Grosses Box Office Mojo. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  23. Thorton, Michelle (17 de agosto de 2009). "The Proposal" On DVD October 13th. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  24. a b c The Proposal - DVD Sales The Numbers. Visitado em 30 de outubro de 2013.
  25. Crítica: A Proposta Omelete UOL (9 de julho de 2009). Visitado em 30 de outubro de 2013.
  26. Paresh C Palicha (12 de novembro de 2012). "Review: My Boss is a loud copy of a Hollywood film". Rediff.com. Acessado em 30 de outubro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]