A Rosa (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"A Rosa"
Canção de Sergio Endrigo e Chico Buarque
do álbum Exclusivamente Brasil
Gênero(s) MPB
samba
Gravadora(s) Philips
Composição Chico Buarque
Produção Sergio Endrigo
Faixas de Exclusivamente Brasil
Carinhoso
(6)
Samba em Prelúdio
(8)

A Rosa é uma canção composta pelo músico e cantor Chico Buarque e gravada em dueto com Sergio Endrigo para seu álbum Exclusivamente Brasil, de 1979.[1]

Na letra da canção, Chico fala sobre um cotidiano amoroso, onde a personagem Rosa é o centro. Notam-se expressões negativas a respeito da personalidade de Rosa, além disso a letra também mescla a personalidade da personagem com a rosa (flor): "Arrasa o meu projeto de vida/Querida, estrela do meu caminho/Espinho cravado em minha garganta, garganta (…) Demente, inventa cada carícia/Egípcia, me encontra e me vira a cara/Odara, gravou meu nome na/blusa, abusa, me acusa/Revista os bolsos da calça/A falsa limpou a minha carteira"[2]

Posteriormente, Chico regravou a música em dueto no disco Alumbramento, de Djavan, em 1980[3] e em versão solo no seu disco Uma Palavra, de 1995.[4]

Referências

  1. «EXCLUSIVAMENTE BRASIL – Sergio Endrigo». Sergio Endrigo (em italiano). Consultado em 2 de novembro de 2018 
  2. «Letra da canção». Letras. Consultado em 2 de novembro de 2018 
  3. «Alumbramento». Wikipédia, a enciclopédia livre. 10 de janeiro de 2018. Consultado em 2 de novembro de 2018 
  4. «Uma Palavra». Wikipédia, a enciclopédia livre. 29 de janeiro de 2018. Consultado em 2 de novembro de 2018