A Selva (livro de Ferreira de Castro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Selva
Autor(es) José Maria Ferreira de Castro
Idioma português
País  Portugal
Gênero Romance
Localização espacial Rio Madeira, Humaitá
Editora Cavalo de Ferro
Formato 26 cm
Lançamento 1930
Páginas 271
Cronologia
Emigrantes

A Selva é um romance escrito por Ferreira de Castro publicado em 1930.

Publicado pela primeira vez em 1930, A Selva talvez seja a obra mais importante do autor.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Alberto é um estudante português de Direito de 26 anos, obrigado, por causa de suas ideias políticas, a emigrar para Belém do Pará. Depois de morar com seu tio Macedo durante algum tempo, embrenha-se na floresta amazónica a fim de viver como seringueiro. No seringal "Paraíso", em Humaitá, às margens do Rio Madeira, vive uma série de aventuras propiciadas pela mata virgem e pelo açodamento do sexo.[1]

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Alberto - protagonista português
  • Tio Macedo
  • Comendador Aragão - aviador, aventureiro português que faz fortuna;
  • Firmino - seringueiro nordestino;
  • Agostinho - seringueiro nordestino;
  • Juca Tristão - seringalista;
  • Balbino - auxiliar de Juca Tristão;
  • Caetano - auxiliar de Juca Tristão;
  • Binda - auxiliar de Juca Tristão;
  • Juquinha - filho de Juca Tristão;
  • Tiago - agregado;
  • Lourenço - caboclo;
  • Guerreiro - guarda-livros;
  • Elias

Ver também[editar | editar código-fonte]

Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura

Referências

  1. a b Moiséis, Massaud. A Língua Portuguesa através dos textos, São Paulo, Editora Cultrix, 1ª Edição - 1968, pág.440
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.