A Queda do Império Romano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de A queda do Império Romano)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre um filme. Para outros significados, veja Queda do Império Romano (desambiguação).
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2009). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Fall of the Roman Empire
A Queda do Império Romano (PT/BR)
 Estados Unidos
1964 •  cor •  188 min 
Direção Anthony Mann
Elenco Sophia Loren
Stephen Boyd
Alec Guinness
Gênero épico, drama, biografia
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Fall of the Roman Empire (br/pt: A Queda do Império Romano[1][2]) é um filme norte-americano de 1964 realizado por Anthony Mann.

O fracasso financeiro desse filme desfez as pretensões do produtor Samuel Bronston, que pretendia estabelecer um centro de produção cinematográfica em Espanha, onde também foram rodados O Rei dos Reis, El Cid e 55 Dias em Pequim[carece de fontes?].

Elenco[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Marco Aurélio, na Germânia, estabelece a Pax Romana e convoca os governadores do Império para o seu quartel-general. A sua intenção é deixar o trono para Lívio e não para o seu filho Cômodo, que apresenta um comportamento colérico e egoísta. Lucila e Lívio ficam ao corrente destas intenções pouco antes de Marco Aurélio ser assassinado com uma maçã envenenada, dada por um velho adivinho, partidário de Cômodo.[carece de fontes?].

O conflito entre Cômodo e um suposto general que seria indicado por Marco Aurélio como sucessor foi retratado também em Gladiador, de Ridley Scott.


Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.