Abd Rabbuh Mansur Al-Hadi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Abd Rabbuh Mansur al-Hadi
عبد ربه منصور الهادي
presidente do Iêmen Iémen
Período 27 de fevereiro de 2012
a 21 de janeiro de 2015 (interino entre 4 de junho de 2011 a 23 de setembro de 2011 e entre 23 de novembro de 2011 e 27 de fevereiro de 2012)
Vice-presidente vacante
Antecessor(a) Ali Abdullah Saleh
Vice-presidente do Iêmen Iémen
Período 3 de outubro de 1994
a 27 de fevereiro de 2012
Antecessor(a) Ali Salim Al-Beidh
Vida
Nascimento 1 de setembro de 1945  (70 anos)
Flag of the Colony of Aden.svg Abyan, Protetorado de Áden
(atual Iêmen)
Dados pessoais
Partido Congresso Geral do Povo
Religião muçulmano
Profissão Político, militar

Marechal de Campo Abd Rabbuh Mansur Al-Hadi (nascido em 1 de setembro de 1945 [1] ) é um político iemenita que é o presidente do Iêmen desde 27 de fevereiro de 2012. Anteriormente, foi vice-presidente a partir de 1994 [2] [3] até 2012. Entre 4 de junho e 23 de setembro de 2011, foi o presidente interino do Iêmen, enquanto Ali Abdullah Saleh estava em tratamento médico na Arábia Saudita, na sequência de um ataque ao palácio presidencial durante a revolta iemenita de 2011.[4] Então, em 23 de novembro, Al-Hadi tornou-se presidente interino novamente, depois que Saleh mudou-se para uma função não-ativa até a eleição presidencial "em troca de imunidade". Al-Hadi era "esperado para formar um governo de unidade nacional e também anunciar eleições presidenciais antecipadas dentro de 90 dias", enquanto Saleh continuou a servir como presidente nominal.[5]

Em 22 de janeiro de 2015, Hadi renunciou a presidência quando a milícia Houthis tomou a capital Saná e ocupou o palácio presidencial, virtualmente o colocando sob prisão domiciliar. Um mês depois ele fugiu para a cidade de Áden, e afirmou que não renunciaria mais e disse ainda que a tomada de poder pelos Houthis era inconstitucional e a caracterizou como um coup d'état (golpe de estado). Sua legitimidade como presidente é questionada pelos simpatizantes dos Houthis, que nomearam um Comitê Revolucionário para governar a nação e também assumiram o controle do Congresso Geral do Povo. Forças leais a Al-Hadi ainda controlam várias partes do país, enquanto grupos islamitas também conquistam terreno. Assim, de facto, Hadi não governa mais diretamente o Iêmen.[6]

Em 25 de março de 2015, ele fugiu do país, perante a aproximação das milícias houthis sobre Áden, onde se encontrava refugiado.[7]

Referências

  1. Johnsen, Gregory (5 de junho de 2011). Yemen's New Acting President: Abd Rabu Who? Waq al-Waq Big Think.
  2. The CIA World Factbook 2008. [S.l.]: Skyhorse Publishing, 2007. p. 688. ISBN 978-1-60239-080-5
  3. Yemen World Leaders Central Intelligence Agency (9 de fevereiro de 2012).
  4. "Al-Hadi acting President of Yemen", Al Jazeera, 4 de junho de 2011.
  5. "Yemeni President Saleh signs deal on ceding power", BBC News, 23 de novembro de 2011.
  6. Al-Moshki, Ali Ibrahim. "PRESIDENT OR FUGITIVE? HOUTHIS REJECT HADI’S LETTER TO PARLIAMENT", 25 de fevereiro de 2015. Página visitada em 22 de março de 2015.
  7. Presidente do Iémen foge do país Jornal de Notícias (jn.pt). Visitado em 25 de março de 2015.
Precedido por
Ali Abdullah Saleh
Presidente do Iémen
Interino: 2011–2012
2012–presente
Sucedido por
Incumbente
Precedido por
Ali Salim Al-Beidh
Vice Presidente do Iêmen
19942012
Sucedido por
vacante