Abdalatife

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Abdalatife
Nascimento 1162
Bagdá
Morte 8 de novembro de 1231 (68–69 anos)
Bagdá
Ocupação médico, egiptólogo, polímata, escritor de viagens, escritor, arqueólogo, historiador
Empregador Universidade de Alazar
Religião Islão

Muafacadim Abu Maomé ibne Iúçufe Abdalatife (Muwaffak al-Din Abu Muhammad ben Jusuf Abdul al-Latif), melhor conhecido apenas como Abdalatife de Bagdá (em árabe: عبداللطيف البغدادي; romaniz.: Abd al-Latif al-Baghdadi; Bagdá, 1161 – Bagdá, 8 de novembro de 1231). O nome Abdalatife, significa literalmente "Servo de Deus benevolente". Foi um sábio árabe.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Depois de ter estudado em Bagdá, visitou Moçul, Damasco, Jerusalém, chegou ao Egito e depois à corte da Síria, onde foi bem recebido por Saladino que se tornou seu protector. De regresso, pelo Cairo, Abdalatife foi testemunha da peste e da fome que assolaram o Egito desde 1200 até 1201, e sobre as quais escreveu relatos comoventes na sua "Descrição do Egito".

Foi então que se deu ao estudo da medicina, fê-lo em Damasco e tornou-se celebre dentro em pouco. Depois continuou em Alepo o ensino da medicina e de diversas outras ciências. São conhecidos os títulos de 136 escritos de Abdalatife, perto de um quarto dos quais são consagrados à medicina. Mas este sábio é sobretudo celebre pela sua grande obra: "Descrição do Egito", de que só foi conservado um resumo.

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

  • Dicionário Universal Ilustrado, Ed. João Romano Torres & Cª.1911.
  • Dr. Okasha El Daly (2005), Egyptology: The Missing Millennium: Ancient Egypt in Medieval Arabic Writings, UCL Press, ISBN 1-84472-063-2. (cf. Arabic Study of Ancient Egypt, Foundation for Science Technology and Civilisation.)
  • Emilie Savage-Smith (1996), "Medicine", in Roshdi Rashed, ed., Encyclopedia of the History of Arabic Science, Vol. 3, p. 903-962 [951]. Routledge, London and New York.
  • G. J. Toomer (1996), Eastern Wisedome and Learning: The Study of Arabic in Seventeenth-Century England, pp. 272–273, Oxford University Press, ISBN 0-19-820291-1.
  • G. J. Toomer (1996), Eastern Wisedome and Learning: The Study of Arabic in Seventeenth-Century England, p. 275, Oxford University Press, ISBN 0-19-820291-1.
  • Nurdeen Deuraseh, "Ahadith of the Prophet (s.a.w) on Healing in Three Things (al-Shifa’ fi Thalatha): An Interpretational", Journal of the International Society for the History of Islamic Medicine, 2004 (3): 14-20 [18].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]